Brasileirão Série A

Cada vez mais líder, o Palmeiras vê o Botafogo entrar no G-4; rodada foi marcada pela primeira vitória do Vasco

Vai embalar?

Com muito suor, Vasco conquista a primeira vitória no Campeonato Brasileiro, mas segue no Z-4.

Foto: Rafael Ribeiro/Reprodução

Em uma rodada cheia de empates – quatro ao todo até aqui – e de amplo domínio dos mandantes sobre os visitantes com quatro vitórias contra uma, a 8ª rodada do Campeonato Brasileiro vai chegando ao seu final (Goiás e Chapecoense fazem a última partida nesta segunda-feira, dia 10), confirmando a expectativa mostrada aqui de um final de semana de jogos “complicados”. O Palmeiras, como era de se esperar, venceu mais uma e segue cada vez mais líder; o Santos confirmou os odds das casas de apostas, deu uma surra no Atlético-MG e assumiu a vice-liderança do torneio; o Grêmio fez a lição de casa, venceu o Fortaleza e saiu do Z-4 enquanto que o Vasco aproveitou-se do desempenho irregular do Internacional fora de casa para conquistar sua primeira vitória no Brasileirão 2019. Com isso, apenas o Avaí, que ficou no 0 a 0 com o São Paulo e confirmou nossa dica de aposta com um jogo abaixo de 2 gols, segue sem vitórias na competição. Mas, além do líder, quem se deu melhor na rodada foi o Botafogo, que venceu o CSA de virada e subiu para a 4ª colocação com 15  pontos – mesma pontuação do Atlético-MG, o 3º colocado.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Palmeiras 1 x 0 Athletico-PR

Líder, Palmeiras chega a 31 jogos de invencibilidade no Brasileiro

Palmeiras e Athletico-PR fizeram um duelo equilibrado no Allianz Parque no último sábado. O Verdão começou melhor, pressionando a saída de bola do Furacão que, aos poucos, equilibrou as ações e criou boas oportunidades com Nikão em respostas às chances criadas por Dudu e Deyverson para os donos da casa. Aos 37 minutos do primeiro tempo, Nikão, principal nome do Athletico-PR, foi expulso após acertar o rosto de Weverton em uma dividida com o pé direito. Revendo o lance pelo VAR, porém, o árbitro Rodrigo D’Alonso Ferreira entendeu que não era lance para expulsão, cancelou o vermelho e advertiu o atleta com o amarelo.

O Palmeiras aumentou a pressão no segundo tempo e perdeu chances com Zé Rafael, Lucas Lima, Dudu, Felipe Melo e Rafael Veiga – que entrou no lugar de Lima. Fechado na defesa e esperando por um contra-ataque que não veio, o Furacão foi castigado aos 32 minutos quando Veiga – destaque no Athletico na temporada passada – cobrou com perfeição o pênalti que Márcio Azevedo cometeu em Dudu e fez 1 a 0. Sem forças para reagir, o rubro-negro não conseguiu criar oportunidades para ameaçar o gol de Weverton e acabou derrotado no estádio onde o Palmeiras não sofre gols desde 27 de fevereiro quando venceu o Ituano por 3 a 2 pelo Campeonato Paulista. O resultado, é claro, foi bom para o Verdão que aumentou para 31 o número de jogos sem derrotas no Brasileiro (desde 2018) e segue líder com folgas – e melhor ainda para quem seguiu as dicas do Ganhador e investiu na vitória da equipe de Felipão.

 

CSA 1 x 2 Botafogo

De virada, Botafogo supera o CSA e entra no G-4

O Botafogo bem que tentou impôr seu estilo de jogo desde o início do duelo contra o CSA no último domingo. Mas a equipe do técnico Marcelo Cabo pouco a pouco equilibrou as ações e a posse de bola e passou a levar perigo fechando os primeiros 45 minutos com 47% de posse de bola e tendo 11 finalizações contra 5 dos visitantes. Diego Souza – que pouco fez pelo São Paulo quando esteve no Morumbi – era o destaque do Alvinegro, mas parecia jogar sozinho. Tanto que os donos da casa abriram o placar aos 16 minutos do segundo tempo com Carlinhos. Mas o gol que deveria servir para manter o foco do CSA teve efeito contrário: o time perdeu a intensidade e os meias botafoguenses Cícero e Alex Santana “entraram no jogo” e colocaram o Glorioso em cima dos donos da casa. Aos 37, Diego Souza escorou cruzamento de Pimpão e Cícero deixou tudo igual. Aos 48, aproveitando rebote do goleiro Jordi, Santana fez o segundo e garantiu a vitória do Botafogo – único visitante a vencer na rodada até aqui – e garantiu também os lucros de quem seguiu nossas dicas e acreditou em um duelo com vitória do alvinegro (que subiu na tabela e entrou no G-4).

 

Vasco 2 x 1 Internacional

A primeira vitória a gente nunca esquece

Demorou oito rodadas mas o Vasco finalmente venceu a primeira partida no Campeonato Brasileiro de 2019. Foi também o primeiro triunfo do time sob o comando de Vanderley Luxemburgo que assumiu a equipe no lugar de Alberto Valentim. A vítima foi o Internacional, clube que segue muito forte quando joga em casa mas que vem colecionando tropeços como visitante.

O jogo, no geral, não foi bom. Com muitos erros de passes e um interminável perde-e-ganha no meio campo, a partida era fraca em emoção e, embora o Internacional tenha “pisado no ataque” com mais frequência, faltou qualidade para criar oportunidades de gol. Com mais disposição – apesar da má-qualidade técnica – o Vasco foi recompensado no final quando Andrey aproveitou rebote na entrada da área aos 43 minutos e marcou o primeiro gol. Quatro minutos depois, Tiago Reis aproveitou novo rebote e mandou para o fundo do gol de Marcelo Lomba.

No segundo tempo o Inter voltou melhor, com Patrick no lugar de Edenílson e não demorou para diminuir: aos 10 minutos, Emerson Santos aproveitou a sobra de bola e, de esquerda, estufou as redes de Fernando Miguel. O gol deu novo fôlego para os colorados mas Jonatan Álvez, Patrick e Nonato não conseguiram marcar nas chances que tiveram. O gás da equipe de Odair Hellmann foi diminuindo e o Vasco, aos poucos, conseguiu reassumir o controle do jogo e passou a gastar o tempo para garantir sua primeira vitória no Brasileirão 2019 e derrubar nossa indicação de aposta em um jogo com menos de 2,5 gols.

 

Grêmio 1 x 0 Fortaleza

O Imortal sai do Z-4

Um jogo de resultado importante e pouca qualidade. Assim pode ser descrita a vitória (suada) do Grêmio contra o Fortaleza no último sábado. Muito disputado, o duelo teve poucas chances claras de gol e ficou ao gosto do Imortal quando Osvaldo, após revisão do VAR, foi expulso aos 23 minutos do segundo tempo. Com um a menos, o Fortaleza se fechou na defesa e passou a jogar pelo empate. Estratégia que estava funcionando até os 44 minutos quando Pepê – que havia entrado na etapa final – recebeu passe de Jean Pyerre e mandou para o fundo do gol de Felipe. A vitória, talvez injusta pelo que foi o jogo, serviu para arrancar o Grêmio do Z-4 e para garantir os lucros de quem investiu em nossa dica de aposta para este duelo.

 

Santos 3 x 1 Atlético-MG

O Peixe engole o Galo

Para se vingar da eliminação na Copa do Brasil na semana passada, o Santos, no reencontro com o Atlético-MG, roubou-lhe a vice-liderança do Campeonato Brasileiro em um jogo de quatro gols e muita movimentação – que serviu para aumentar o volume de dinheiro no bolso de quem seguiu nossa dica para este jogo “tinhoso” e investiu na possibilidade de vitória para qualquer uma das equipes. O Santos foi melhor durante quase todo o jogo e aos 19 minutos do primeiro tempo já havia feito nove finalizações contra nenhuma do Galo. O gol do Peixe saiu aos 38 minutos quando Sasha, de costas, aproveitou cobrança de falta de Jean Mota e mandou para o fundo do gol de Victor. Com o auxílio do VAR e após uma demora de três minutos, o árbitro Dewson de Freitas marcou pênalti em toque de Fábio Santos com o braço na área. Jean Mota bateu e ampliou.

O Galo voltou melhor no segundo tempo e aos 25 – três minutos após entrar em campo – Alerrandro descontou. O Galo vivia seu melhor momento no jogo e poderia chegar ao empate mas Sánchez, aos 36, acertou cobrança de falta no ângulo de Victor e acabou com as chances de reação atleticana.

 

Um festival de empates que não levam a lugar algum

Os dois times precisavam de uma vitória, mas o que se viu na Ressacada no último sábado foi um show de horrores e maus-tratos à bola. O 0 a 0 entre Avaí e São Paulo só pode ser considerado justo porque as regras do futebol não permitem que ambas as equipes sejam declaradas “perdedores”. O duelo, péssimo em todos os sentidos, conseguiu um fato inusitado: ganhou vaias das duas torcidas – cada uma contra seu time, é claro. Na tabela, só tristeza: o São Paulo, cada vez mais abraçado à crise, não vence a quatro rodadas pelo Campeonato Brasileiro enquanto que no Avaí o drama é um pouco pior: é a única equipe que ainda não venceu pela Série A em 2019. Na tabela, o Tricolor segue estacionado na oitava posição enquanto que o Leão pegou a lanterna das mãos do Vasco. No final, fez bem quem seguiu nossa dica de aposta, fugiu da escolha de um vencedor e apostou em um jogo com menos de 2 gols.

Fluminense e Flamengo, por outro lado, fizeram um jogo melhor – apesar do 0 a 0 enganador. Movimentado, o clássico carioca teve momentos de perigo criados pelas duas equipes. O Tricolor era mais eficiente mas parou em outra excelente atuação de Diego Alves que evitou pelo menos três gols certos do time de Fernando Diniz. Sob os olhares de (Jorge) Jesus, que chegou ao Rio e assume o comando da equipe nos próximos dias, Diego viu sua finalização perfeita parar na trave do Flu. No final um jogo que merecia gols mas que serviu apenas para – à exemplo de Vasco x Internacional – derrubar nossas projeções de vitória Rubro-Negra.

No “clássico dos times que foram ou são influenciados por Mano Menezes”, Walter, goleiro que substitui Cássio, fez pelo menos cinco defesas difíceis e garantiu o 0 a 0 entre Cruzeiro e Corinthiansque deu um lucro para quem apostou em um jogo com menos de dois gols. O Timão teve a posse de bola enquanto que a Raposa foi mais “agressiva” na busca pelo gol. O empate, no final, foi melhor para o alvinegro que, com um jogo a menos, não perde há seis pelo Brasileirão e segue na parte de cima da tabela, com 12 pontos. O Cruzeiro, por sua vez, não vence há cinco jogos pelo Brasileiro e segue perigosamente perto do Z-4, com 8 pontos.

O 0 a 0 no Castelão foi, de certa forma injusto com o Ceará que diante do Bahia teve mais posse de bola e procurou pelo gol com mais afinco. O Tricolor atuou dentro do estilo que se espera da equipe quando fora de casa neste Brasileirão: fechou-se na defesa, correu poucos riscos e jogou por uma bola. Precisando somar pontos, principalmente em casa, o Vozão de Enderson Moreira (ex-Bahia), criou mais chance de gol mas falhou miseravelmente no último passe. E quando não falhou, ficou nas mãos de Douglas, o bom goleiro do Tricolor que garantiu o 0 a 0 no segundo tempo e derrubou nossas dicas para este jogo. No final, tudo igual para Bahia e Ceará que seguem estacionados na classificação do Brasileirão.

 

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO APÓS A 8ª RODADA

Faltando ainda o jogo entre Goiás e Chapecoense, a classificação atualizada do Brasileirão é a seguinte:

  1. Palmeiras – 19
  2. Santos – 17
  3. Atlético-MG – 15
  4. Botafogo – 15
  5. Flamengo – 14
  6. Bahia – 14
  7. Internacional – 13
  8. São Paulo – 13
  9. Corinthians *– 12
  10. Athletico-PR – 10
  11. Ceará – 10
  12. Goiás* – 9
  13. Grêmio – 8
  14. Cruzeiro – 8
  15. Chapecoense – 7
  16. Fluminense – 7
  17. Fortaleza – 7
  18. Vasco – 6
  19. CSA – 6
  20. Avaí – 4

* duelo adiado

 

JOGOS DA 8ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE A 2019

SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO
  • 20:00 – Goiás (R$ 1,83) x (R$ 4,20) Chapecoense. Empate: R$ 3,40

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar