Ganhador.com

Copa Libertadores

Vasco goleia no Chile e encaminha sua classificação à próxima fase da Libertadores; Chapecoense perde em casa e se complica

Vasco aplica a maior goleada de sua história na Libertadores como visitante

Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Jovens do Vasco garantem a boa vantagem para o duelo de volta contra a Universidad de Concepción

Nem mesmo o mais otimista dos vascaínos poderia imaginar o que se viu ontem, em Concepción, no Chile. Com dois minutos de jogo, o Vasco já vencia por 1 a 0, gol de Evander (19 anos) que atuando como um veterano foi decisivo para o excelente resultado do Cruzmaltino contra a Universidad de Concepción. Em Chapecó, os donos da casa foram derrotados pelo Nacional do Uruguai por 1 a 0 em partida que teve três jogadores expulsos – dois da Chapecoense e um dos visitantes. Agora, o time de Gilson Kleina precisa, pelo menos, devolver o placar no jogo de volta para levar a decisão para os pênaltis.

 

Goleada inesquecível

Mais do que entrar para a história como a maior goleada do Vasco jogando fora de casa pela Libertadores, os 4 a 0 aplicados na Universidad de Concepción, ontem, no Chile, serviram para afirmar a geração de jovens talentos que o Cruzmaltino tem à disposição e que vêm encontrando espaço – muito pela falta de opções – no trabalho de Zé Ricardo no comando do Gigante da Colina.

Ontem, brilhou a estrela de Evander, que abriu o placar logo no início do jogo e aos 15 minutos, aproveitando-se de uma falha grosseira do experiente goleiro Cristián Muñoz que tentou cortar uma bola na intermediária de sua defesa, colocou dois gols de vantagem sobre os donos da casa.

Com o bom resultado em mãos, o Vasco passou a controlar as ações do jogo. Fechado em sua defesa, atraiu o Universidad para o seu campo e explorou os contra-ataques. Os donos da casa até chegaram a assustar em lances de bola parada, mas a noite era vascaína.

No segundo tempo, o Cruzmaltino voltou ainda mais fechado em seu campo e resistiu bem à pressão dos donos da casa que assustavam apenas nos lances de bola parada. Até que aos 33 minutos, Rildo (que havia entrado no lugar de Wagner) cruzou muito mal – e sem perigo – na área chilena. Cristián Muñoz, entretanto, em péssima jornada, bateu roupa e soltou a bola nos pés de Yago Pikachu que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol. Aos 36, Rildo aproveitou grande passe de Thiago Galhardo para ficar cara a cara com o goleiro rival de fechar a fatura.

Com uma equipe mais experiente e rodada, o Universidad de Concepción foi surpreendido pela desenvoltura dos garotos do Vasco e com a péssima noite de seu goleiro. O elástico placar de ontem obriga, agora, os chilenos a vencerem o jogo de volta, na próxima quarta-feira, por 5 a 0 para avançarem à terceira fase. Novo 4 a 0 leva a descisão para os pênaltis e vitória por 3 a 0 ou menos, classifica o Vasco.

Em tempos tão turbulentos para os lados de São Januário, o jogo de ontem foi um belo alento à torcida do Gigante da Colina.

 

Resultado ruim em casa

A experiência em Libertadores falou mais alto ontem na Arena Condá e o Nacional do Uruguai, que soube fazer seu jogo para cima da Chapecoense, voltou para casa com a vitória por 1 a 0 que lhe permite jogar pelo empate na próxima quarta-feira, dia 7, no duelo decisivo. Foi também a primeira derrota de Gilson Kleina à frente da Chape.

Sentindo a falta de um jogador de criação, o Verdão não conseguia penetrar na boa defesa montada pela equipe uruguaia e o primeiro tempo acabou sendo de poucas emoções. O segundo tempo seguia na mesma direção, com a Chape abusando dos lançamentos longos, facilmente interceptados pela defesa do Nacional que colocou o atacante Bergessio no lugar de Viúdez. A mudança deu certo e foi dele o passe para Romero abrir o placar em Chapecó.

Promovido ao time principal por Gilson Kleina nesta temporada, o jovem Bruno Silva, de 17 anos, entrou no segundo tempo e deu mais “profundidade” ao ataque dos donos da casa e por pouco não empatou a partida que teve três expulsões: o lateral Espino levou o segundo amarelo aos 31 do segundo tempo pelos vistantes e o atacante Perotti e o lateral Eduardo foram expulsos aos 40 e 42 da etapa final após jogadas violentas.

O resultado obriga a Chapecoense a vencer por 1 a 0 na próxima semana para levar o jogo para os pênaltis. Empate por qualquer placar classifica o Nacional.

 

Jogos, palpites e resultados da 2ª rodada da Libertadores da América 2018

Terça-feira, 30 de janeiro

  • 20:15 – Carabobo-VEN 1 x 0 Guaraní-PAR
  • 22:30 – Banfield-ARG 1 x 1 Independiente Del Valle-EQU
  • 22:30 – Santiago Wanderers-CHI 1 x 1 Melgar-PER

Quarta-feira, 31 de janeiro

  • 21:45 – Chapecoense 0 x 1 Nacional-URU – Palpite: Chapecoense
  • 21:45 – Universidad Concepción-CHI 0 x 4 Vasco – Palpite: Empate

Quinta-feira, 1º de fevereiro

  • 20:15 – Deportivo Táchira-VEN x Indepediente Santa Fe-COL – Palpite: Empate
  • 22:30 – Oriente Petrolero-BOL x Jorge Wilstermann-BOL – Palpite: Empate
  • 22:30 – Olimpia-PAR x Junior Barranquilla-COL – Palpite: Olimpia

Comentários

2 Comentários

2 Comentários

  1. Pingback: Noite decisiva para Vasco e Chape na Libertadores | Ganhador.com

  2. Pingback: Vasco avança na Libertadores; a Chape, não | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar