Ganhador.com

Carioca

Olho aberto, Botafogo! Relaxamento contra o Madureira é o principal adversário na última rodada da Taça Guanabara

Botafogo Carioca 2018
Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Equipe da Estrela Solitária teve uma ascensão discreta, mas agora tenta evitar um escorregão no Campeonato Carioca que certamente seria dos mais barulhentos…          

O Botafogo parece um time mineiro que está disputando o Campeonato Carioca. Sem fazer o menor alarde, bem quietinha, a equipe do novato técnico Felipe Conceição galgou as posições necessárias e agora é a líder de sua chave na última rodada da Taça Guanabara, como é chamada oficialmente o primeiro turno do Campeonato Carioca. O Alvinegro soma oito pontos, contra seis de Boavista e Portuguesa, que vêm logo atrás e brigam entre si pela sua segunda vaga na semifinal da competição. Para ajudar o Botafogo nesta manutenção da liderança, o adversário do jogo das 19h (de Brasília) deste sábado (3) vai ser o Madureira, que ocupa a lanterninha do grupo, com somente dois pontos conquistados.

 

Melhor ataque do Rio

O Alvinegro está chamando a atenção por um fator que escancara também como o nível do futebol carioca precisa subir um pouco: a equipe tem o melhor ataque da competição, com cinco gols em quatro jogos, uma média das mais baixas em todos os tempos. O Fogão está empatado com outras equipes na ponta desta estatística, mas chama a atenção também pela sua pouca disponibilidade de alternativas para balançar as redes.

Dos cinco gols do Botafogo nesta Taça Guanabara, três saíram dos pés de Brenner. E as redes só foram balançadas no segundo tempo, algo que realmente chama a atenção do torcedor. “A gente cria muito no primeiro tempo, mas a bola não entra. Só no segundo. Temos que trabalhar para entrar também. Mas, além disso, o treinador é um cara inteligente, que mexe bem e corrige os erros no intervalo”, analisou o próprio Brenner.

Romper esta dificuldade ofensiva é uma das metas do Botafogo às 19h (de Brasília) deste sábado (3) contra o Madureira, no Estádio Nilton Santos. Não há espaço para vacilos. O time já está garantido na próxima fase, mas precisa evitar perder a liderança, que lhe daria a vantagem do empate nas semifinais. Por falar em empate, uma igualdade basta à equipe de Felipe Conceição ante o rival deste fim de semana.

 

Pausa bem-vinda

E é de se imaginar que a equipe tenha também um ganho de desempenho na partida deste sábado (3). Pela primeira vez desde que assumiu o clube, o técnico Felipe Conceição teve uma semana cheia de treinamentos, avaliando a recuperação física de cada um dos jogadores e testando diferentes formações táticas para uma equipe que ainda está muito longe do ideal, de acordo com as palavras do próprio treinador.

“É um técnico novo, com ideias novas, com propostas bem interessantes. O grupo está assimilando bem, e o torcedor pode ficar esperançoso nesta Taça Guanabara mesmo”, falou o lateral-direito Arnaldo.

“É claro que estamos em uma equipe grande que sempre briga por títulos, mas por muitas razões o Botafogo deixou as suas chances escaparem em 2017. Mas isso tudo é passado e estamos confiantes de que a nossa hora vai chegar. O trabalho da maneira como vem sendo feita estimula a gente a sempre buscar mais”, concluiu o lateral.

Para ajudar o Botafogo na busca por novas taças, o clube anunciou ontem a contratação do atacante Kieza, que está com 31 anos e vinha de boa passagem pelo Vitória.

Kieza se chama Welker Marçal Almeida e pode fazer sua estreia neste sábado, desde que sua documentação seja regularizada. Ele é um verdadeiro cigano do futebol, e o Botafogo é o 14º clube que ele defende em uma carreira de jogador profissional que já acumula 11 anos. As principais camisas vestidas por ele foram as de Cruzeiro, Fluminense e São Paulo.

Mas nada, porém, vai se comparar com a emoção de ser um jogador do Glorioso. Ele é de uma família botafoguense e demonstrou bastante alegria ao ser apresentado no clube. “É mesmo uma grande felicidade. Meu pai é botafoguense e meu primo é botafoguense doente”, comentou o atacante. “A felicidade é imensa de vir para um clube maravilhoso, com uma torcida maravilhosa. Vou ter uma cobrança maior em casa. Mas estou feliz e motivado para fazer um grande trabalho aqui”, concluiu Kieza, que tem 1,80 metro e é destro. No Vitória, ele era chamado de K9, e não decepcionou ao ajudar a equipe a permanecer na Série A, terminando o Brasileirão na 16ª colocação – foi a última equipe a se safar do rebaixamento.

 

Jogos da 5ª rodada da Taça Guanabara

Sábado, 3 de fevereiro

  • 19:00 – Fluminense x Macaé – Palpite: Flu
  • 19:00 – Portuguesa x Boavista – Palpite: Empate
  • 19:00 – Botafogo x Madureira – Palpite: Botafogo

Domingo, 4 de fevereiro

  • 17:00 – Cabofriense x Bangu – Palpite: Bangu
  • 17:00 – Vasco x Volta Redonda – Palpite: Vasco
  • 17:00 – Nova Iguaçu x Flamengo – Palpite: Flamengo

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar