UFC

Top 25: Os melhores lutadores da história do UFC

Anderson Silva é ex-campeão dos médios do UFC
Foto: Divulgação / UFC

Nesta segunda-feira, 12 de novembro de 2018, o Ultimate Fighting Championship (mais carinhosamente conhecido como UFC), completa 25 anos de história. E para comemorar o aniversário da maior organização de MMA do planeta, resolvi listar os 25 melhores lutadores que já pisaram no octógono mais famoso do mundo. Como toda lista de “melhores” é subjetiva – cada um tem uma opinião e visão diferente – você, que está lendo está coluna, sinta-se encorajado a listar o seu Top 25, Top 10 ou Top 5 nos comentários desse post. Vamos debater juntos e falar de história!

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Eis a minha humilde opinião e os meus argumentos:

25º: Joanna Jedrzejczyk

A polonesa se tornou a primeira lutadora europeia da história a ser campeã do UFC, quando conquistou o título peso palha feminino da organização, em 2015, e defendeu o título cinco vezes. Ela foi por muito tempo uma estrela e encantou o mundo das lutas com seu estilos agressivo e imparável no octógono.

24º: Marco Ruas

Esse é das antigas. Pouca gente conhece (ou reconhece), mas Ruas foi um dos brasileiros pioneiros no UFC e bateu em muita gente quando o MMA ainda era Vale-Tudo. Ele foi um dos primeiros lutadores na época de Vale-Tudo a entender que para mandar bem no UFC, um atleta tinha que ser bom em tudo, e não apenas em uma arte.

23º: Lyoto Machida

O baiano radicado em Belém do Pará mostrou ao mundo a força do caratê dentro do octógono com performances e nocautes incríveis como os que ele conquistou contra Rashad Evans, Randy Couture e Vitor Belfort. Ele foi campeão dos meio-pesados e disputou o título dos médios também, sempre lutando em alto nível nas duas categorias.

22º: Dominick Cruz

Embora tenha passado mais tempo machucado do que lutando em sua trajetória no UFC, Dominick é um atleta especial. Seu jeito único de se movimentar no octógono somado ao wrestling e a trocação de alto nível resultam num lutador fantástico, que foi campeão dos galos do UFC por duas vezes na carreira.

21º: Minotauro

Com o perdão da palavra: esse cara é f… Embora tenha sido muito maior quando lutou no Japão, no tempos de Pride, Minotauro foi o primeiro homem a conquistar títulos no Pride e no UFC. Ele venceu lutas épicas contra Tim Sylvia, Randy Couture e, claro, proporcionou na minha opinião o maior momento da historia do MMA no Brasil quando nocauteou o Brendan Schaub no UFC Rio, em 2011. Ele é hoje membro do Hall da Fama do UFC.

20º: TJ Dillashaw

O atual campeão peso galo do UFC é um verdadeiro monstrinho. Com um muai thay fenomenal, o americano é um dos lutadores mais empolgantes do planeta. Aguenta porrada, se movimenta bem, e bate pesado. Dá gosto de ver! Ele se tornou campeão ao atropelar Renan Barão, depois recuperou o título dos galos ao nocautear Cody Garbrandt por duas vezes e sempre dá show.

19º: Ronda Rousey

Sem essa mulher, o MMA feminino demoraria anos até chegar ao UFC. Ela foi a versão perfeita de atleta para introduzir na maior organização do mundo o MMA feminino. Linda, talentosa e comunicativa, Ronda Rousey foi a primeira campeão peso galo do UFC, defendeu o título por seis vezes consecutivas e encantou o mundo das lutas com suas performances arrasadoras, nocautes, finalizações e principalmente com seu trabalho de mídia que ajudou a popularizar a modalidade. Atleta de Judô antes do MMA, Ronda pareceu uma espécie de versão feminina de Royce Gracie ao usar seu judô e o jiu-jitsu para bater suas rivais com facilidade por anos. Ela foi a primeira mulher a entrar no Hall da Fama do UFC.

18º: Matt Huges

Esse é outro membro do Hall da Fama do UFC. Com um jogo de derrubadas incansável, Matt foi campeão dos meio-médios por duas vezes e tem vitorias épicas contra nomes como Georges St-Pierre, BJ Penn, Royce Gracie, Matt Serra, entre outros. É sem dúvida um dos maiores ícones da historia do Ultimate

17º: Stipe Miocic

Miocic é simplesmente o maior campeão da historia dos pesados do UFC. Com um jogo de boxe poderoso, o americano chocou o mundo ao nocautear Fabricio Werdum dentro de um estádio no Brasil e quebrou o recorde de defesas de titulo consecutivas na categoria ao manter seu reinado após três disputas de cinturão.

16º: Cain Velasquez

Se esse cara não passasse tanto tempo no departamento médico, ele certamente estaria mais acima nessa lista. Mas ainda assim, ele merece um lugar, porque no auge ele foi um peso-pesado assustador que colocou terror no UFC com massacres contra Junior Cigano, Brock Lesnar, Rodrigo Minotauro, entre outros. Foi campeão dos pesados por duas vezes e foi um peso-pesado que tinha o gás, a agilidade e a técnica de lutadores mais leves. Quando tinha Velasquez no octógono, a gente sabia que a chapa ia esquentar.

15º: Royce Gracie

É claro que o Royce merece entrar nessa lista. Ele foi o vencedor do UFC 1, lá em 12 de novembro de 1993, finalizando três rivais na mesma noite. Mostrou ao mundo o poder do jiu-jitsu da família Gracie mesmo sendo muito menor do que os rivais que encarou no octógono, bateu nomes famosos como Ken Shamrock e Dan Severn, e é membro do Hall da Fama do UFC. Se ele não tivesse sucesso naquela noite, sabe Deus se anos depois o UFC se tornaria um sucesso.

14º: Cris Cyborg

Ela já era para muitos a maior lutadora da historia do MMA, e manteve o sucesso dentro do octógono. Campeã peso pena do UFC, Cris fez no Ultimate o mesmo de sempre. Atropelou todas as rivais que colocaram à sua frente com uma trocação nervosa e um nível técnico muito acima das rivais.

13º: Khabib Nurmagomedov

O russo é um fenômeno do wrestling e tem massacrado praticamente todos os rivais que colocam à sua frente. Invicto na carreira com 27 vitorias em 27 lutas, Khabib é um dos lutadores mais espetaculares que vi pisar no octógono e se tornou ainda mais brilhante ao conquistar o título dos leves do Ultimate.

12º: Tito Ortiz

O Bad Boy de Huntington Beach reinou soberano por anos no UFC quando se tornou campeão dos meio-pesados. Seu estilo falastrão fazia sucesso aliado ao seu desempenho dominante dentro do cage. Seu wrestling e ground and sound o levaram ao título dos meio-pesados, que ele manteve de 2000 a 2003. No UFC, ele somou vitorias contra nomes como Vitor Belfort, Wanderlei Silva, Ken Shamrock, Forrest Griffin e mais.

11º: Vitor Belfort

Ícone mundial, Vitor foi campeão dos pesados do UFC em 1997, ao vencer duas lutas na mesma noite, aos 19 anos, depois de tornou campeão dos meio-pesados ao bater Randy Couture, sendo assim o único brasileiro a conquistar dois títulos em categorias diferentes no UFC. Embora lutasse no início da carreira sob a batuta do mestre Carlson Gracie e fosse faixa-preta de jiu-jitsu, Vitor sempre foi conhecido pela forca física arrasadora. Ele ganhou o apelido de fenômeno quando começou a se destacar e em 2013, no seu auge no UFC, ele esbanjou uma performance inacreditável ao nocautear na mesma temporada nomes como Michael Bisping, Luke Rockhold e Dan Henderson. Sua explosão nos minutos iniciais da luta e a tempestade de golpes que ele lançava em seus rivais sempre deixou muita gente de boca aberta.

10º: BJ Penn

Além de ter sido um dos únicos atletas a conquistarem títulos em duas divisões de peso diferentes no UFC, o cara de traquinas mais querido do MMA sempre foi respeitado por sua coragem e ousadia. Pouca gente sabe, mas o havaiano ja enfrentou Lyoto Machida pelo K-1 numa luta onde o brasileiro apareceu com 102kg, enquanto BJ estava com 86kg. Quando ele reinou no peso leve do UFC, ele mesclava a ferocidade na trocação com o talento no jiu-jitsu. Seu primeiro titulo no UFC foi conquistado contra Matt Huges, em 2004, pelos meio-médios. O cinturão dos leves veio em 2008.

9º:  Conor McGregor

Fale o que quiser falar sobre o irlandês, mas ele sempre pediu pelas lutas mais difíceis, nocauteou sete dos dez rivais que teve no UFC, foi campeão interino dos penas batendo Chad Mendes, arrasou o reinado de José Aldo em 13 segundos, tem vitórias como peso pena, peso leve e peso meio-médio e foi o primeiro homem na história a deter dois cinturões de forma simultânea do UFC ao nocautear Eddie Alvarez no Madison Square Garden em Nova York. Sem contar com a contribuição fora do octógono que Conor deu ao crescimento do UFC no mundo. Na trocação, ele tem uma marreta na mão e uma precisão que poucos lutadores detém.

8º: Chuck Liddell

Ex-campeão dos meio-pesados, Chuck foi a cara do UFC por muitos anos. Ele travou com Randy Couture e Tito Ortiz rivalidades históricas e bateu nomes como Alistair Overreem, Vitor Belfort, Wanderlei Silva e foi o único a nocautear Randy Couture duas vezes. Sem contar com a contribuição para a popularização do UFC com participação em filmes, seriados e propagandas de TV. The Iceman foi por anos o nome mais temido do MMA, conhecido pelo poder de nocaute.

7º: Randy Couture

Pioneiro, foi um dos primeiros wrestlers olímpicos a ingressarem no MMA e se tornou campeão dos pesados (três vezes) e dos meio-pesados do UFC (duas vezes). É um dos gigantes do UFC e junto a nomes como Tito Ortiz e Chuck Liddell foi símbolo da organização por anos. Ao longo da carreira ele acumulou vitórias contra Vitor Belfort, Chuck Liddell, Tito Ortiz e Tim Sylvia. Vale lembrar que ele conquistou tudo isso já como coroa, por volta dos 40.

6º:  Daniel Cormier

Esse cara chegou ao UFC como peso pesado, venceu três rivais de forma dominante e encontrou sua criptonita, chamada Jon Jones. Embora tenha perdido para Jones como meio-pesado, Cormier foi campeão da categoria, bateu nomes como Anderson Silva, Anthony Johnson, Alexander Gustafsson, Dan Henderson, Frank Mir, entre outros…  Depois de ser campeão meio-pesado, ele se tornou o segundo homem da história a deter dois títulos do UFC de forma simultânea ao nocautear Stipe Miocic, maior campeão da história dos pesados. É, sem dúvida nenhuma, um nome gigante na história do UFC. Um dos poucos que soma bem o conjunto de wrestling de alto nível de uma trocação perigosa.

5º: José Aldo

Depois de brilhar no extinto WEC, José Aldo se tornou o maior peso pena da história do UFC ao construir um reinado com sete defesas de cinturão consecutivos e chegou a completar uma década sem perder no MMA. Explosivo e agressivo em seu auge, Aldo colocou o peso pena no mapa e representou o Brasil como poucos durante muitos anos. Ele venceu sua estreia diante de 55 mil pessoas no Canadá, na casa do rival Mark Dominick, bateu Chad Mendes duas vezes, Frankie Edgar duas vezes, Kenny Florian, Ricardo Lamas, entre outros… Tem rival que até hoje sente as dores de seus poderosos chutes baixos.

4º: Demetrious Johnson

Depois de perder para Dominick Cruz em disputa de cinturão peso galo no UFC, em 2011, Johnson iniciou uma sequência de vitórias históricas que lhe rendeu o maior reinado da historia do UFC. Foram mais de cinco anos como campeão peso mosca e um recorde de 11 defesas de cinturão consecutivas, esbanjando talento e versatilidade no cage. Embora não tenha recebido o reconhecimento que merecia, não há como não tratar Johnson como um dos maiores da história do UFC.

3º: Georges St-Pierre

O canadense sempre foi destaque no UFC como um dos maiores vendedores de pay-per-view da organização por anos. E isso aconteceu porque ele sustentou um reinado histórico como campeão dos meio-médios. Com seu jogo de derrubadas, estratégico e conhecido por sua disciplina, Georges acumulou nove defesas de cinturão consecutivas na categoria e depois de um hiato na carreira, voltou em 2017 para conquistar o título dos médios contra Michael Bisping, agregando ainda mais feitos notáveis a seu legado no UFC.

2º: Jon Jones

Lutador mais jovem da história a conquistar um cinturão do UFC, Jon Jones nunca foi derrotado numa luta. Ele teve uma derrota por desqualificação contra Matt Hamil, no início de sua trajetória no UFC, mas aniquilou todos os rivais que passaram na sua frente. Dono do maior reinado da história dos meio-pesados, Jones não só venceu, como atropelou de forma dominante nomes como Mauricio Shogun, Lyoto Machida, Vitor Belfort, Rampage Jackson, Daniel Cormier, entre outros. Embora tenha mostrado dificuldade em administrar o sucesso fora do octógono, dentro do cage Jones sempre foi o fenômeno soberano mais temido que o MMA já viu.

1º: Anderson Silva

Quando se fala em artista marcial, ninguém foi tão brilhante quanto esse cara, na minha opinião. É claro que hoje ele nao é mais o mesmo, longe disso, mas no seu auge, ninguém conquistou vitórias tão espetaculares, performances antológicas e recordes tão dominantes. Sem contar que deu show tanto como peso-médio como peso meio-pesado. Ele foi o “pacote completo” pro UFC existem vários argumentos contra e a favor: existe o “maior campeão”, o “mais dominante”, o “mais popular”, mas quando se fala em melhor artista marcial,  o melhor lutador que já pisou no UFC… Esse cara pra mim é o Spider. É chute frontal contra Vitor Belfort, finalização contra Dan Henderson, nocaute em Rick Franklin, massacre contra Forrest Griffin, triângulo aos 45 do segundo tempo contra Chael Sonnen… Quando se fala em emoção, brilho e talento, esse pra mim é o cara que reuniu tudo isso na melhor essência do MMA dentro do octógono do UFC.

E aí? Qual a sua lista?

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar