Brasileirão Série A

A queda de Diego Aguirre, o invicto Palmeiras de Felipão e os erros de arbitragem roubaram a cena na 33ª rodada do Brasileirão

Sob nova direção
Alexandre Schneider/Getty Images/Reprodução

Em uma rodada repleta de empates – 5 até aqui –, o Palmeiras deu-se bem ao buscar a igualdade em 1 a 1 com o Atlético-MG no Estádio Independência (Horto) na tarde deste domingo, dia 11, e o Internacional, que não saiu do 1 a 1 contra o Ceará no Castelão, deixou escapar mais uma chance de se aproximar do líder que, beneficiado pela derrota do Flamengo por 2 a 1 contra o Botafogo, exibe agora 92% de chances de ser campeão brasileiro faltando 5 rodadas para o final do Brasileirão da Série A, segundo projeção feita pelo matemático Tristão Garcia do site Infobola.

Com um jogador a menos, o Corinthians confirmou o palpite (arriscado) de aposta deste colunista e seguindo a indicação do Bet365, deu um retorno de R$ 3,10 para cada R$ 1,00 investido neste prognóstico e um bônus de R$ 6,00 para cada R$ 1,00 para quem seguiu nossa indicação e se arriscou a cravar o placar de 1 a 1. De quebra, o resultado custou o emprego de Diego Aguirre que, segundo divulgado em nota oficial, não teria seu contrato renovado para 2019.

Veja a seguir os destaques dos jogos da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Adiós, amigo!

Corinthians 1 x 1 São Paulo

Com influência direta da arbitragem, Corinthians e São Paulo ficaram no 1 a 1 em Itaquera naquele que foi o melhor jogo do alvinegro sob o comando de Jair Ventura e mais uma mostra gritante da apatia que dominou o tricolor de Diego Aguirre nesta parte final do Brasileirão.

O árbitro Rodolpho Toski Marques errou grosseiramente no primeiro tempo ao não validar o gol de Danilo – a bola passou totalmente pela linha do gol. Justificadamente, os corintianos reclamaram muito e o tom de críticas à arbitragem subiu quando, minutos depois, Romero foi derrubado na área por Bruno Alves e o juiz nada deu – Leonardo Gaciba, comentarista de arbitragem da TV Globo, entendeu que houve pênalti no lance. Antes do intervalo, o jovem Araos perdeu a cabeça, acertou um tapa em Reinaldo, levou o segundo amarelo e foi expulso.

Com um jogador a menos, o Corinthians voltou melhor que o sonolento São Paulo e abriu o placar com Ralf aos 26 minutos. Sem muita vontade, o tricolor empatou aos 35. Everton cruzou, Nenê chutou e Brenner, sem querer, desviou o suficiente para tirar a bola do alcance de Cássio. O Timão seguiu melhor mas, com um a menos não conseguiu recuperar a vantagem no placar sobre um São Paulo que apesar de 45 minutos de vantagem numérica pouco – ou nada, além do gol – fez para impôr-se na casa alvinegra. Criticado por todos os lados e já considerado carta fora do baralho sãopaulino para 2019, Diego Aguirre foi demitido na tarde de ontem, dia 11. André Jardine, técnico multi-campeão nas categorias de base assume o comando da equipe até o final da temporada e é a aposta da diretoria para dirigir o São Paulo em 2019.

 

Rodada é favorável ao Verdão

Atlético-MG 1 x 1 Palmeiras

Atlético-MG e Palmeiras fizeram um jogo movimentado em Minas Gerais, com direito a desentendimentos entre Ricardo Oliveira e Felipe Melo – que levaram para casa, orgulhosos, um cartão amarelo cada – e quedas acrobáticas de Deyverson no melhor estilo “Neymar me ensinou”. Mas, gol que é bom, só no segundo tempo.

Que começou com o Verdão pressionando. Porém, Moisés, contundido, deu lugar a Thiago Santos – uma troca que deveria aumentar o poder de marcação dos visitantes. Mas não funcionou tão bem assim e aos 18 minutos, Elias aproveitou grande jogada de Cazares e Fábio Santos e mandou uma bomba indefensável no ângulo direito de Weverton. O Palmeiras se reencontrou em campo e aos 30 minutos, cobrando pênalti de Adilson em Edu Dracena, Bruno Henrique deixou tudo igual. O Galo seguiu em cima, buscando o gol da vitória, mas o placar continuou inalterado.

Um empate que, na combinação de resultados, é bom para o Palmeiras que completa 18 rodadas de invencibilidade com Felipão e ruim para o Atlético-MG que completa 6 jogos sem vitória e pode perder o lugar no G-6 para o Santos que enfrenta a Chapecoense nesta segunda-feira.

Ceará 1 x 1 Internacional

Com muita velocidade no primeiro tempo Ceará e Internacional fizeram um jogo animado no Castelão. Embalados por 40 mil torcedores, os donos da casa começaram a partida em cima dos visitantes. Mas coube ao Colorado abrir o placar aos 15 minutos com Leandro Damião aproveitando rebote de Éverson. Atrás no placar, o Vozão partiu pra cima, equilibrou as ações e conseguiu o empate com Ricardinho aos 41 minutos.

Em ritmo muito diferente, o segundo tempo teve menos oportunidades. A melhor do Ceará com Ricardinho aos 17 minutos e o Inter aos 24 com Leandro Damião. O alvinegro voltou a pressionar no final do jogo, mas não o suficiente para mudar o placar que o deixa 3 pontos longe do Z-4 e mantém em 5 pontos a diferença entre Palmeiras e Internacional na luta pelo título, faltando 5 rodadas para o final do Campeonato Brasileiro.

Botafogo 2 x 1 Flamengo

No último clássico carioca no ano, o Botafogo conquistou uma importante vitória contra o Flamengo e afastou-se ainda mais do Z-4, ultrapassando o Corinthians e assumindo a 12ª posição na tabela. Erik e Leo Valencia marcaram para o alvinegro ainda no primeiro tempo enquanto que Vitinho descontou no segundo. Um resultado que valeu em dobro para os donos da casa que subiram na tabela e praticamente pulverizaram as chances de o Flamengo conquistar o título de campeão brasileiro em 2018.

Grêmio 2 x 1 Vasco

Contando com uma falha grotesca de Martín Silva, o Grêmio venceu o Vasco de virada em Porto Alegre e entrou no G-4, ultrapassando o São Paulo nos critérios de desempate (vitórias conquistadas). O Vasco saiu na frente em belo gol do Thiago Galhardo após passe de calcanhar de Maxi López. Pouco depois, Jael, de cabeça aproveitando cruzamento de Léo Moura deixou tudo igual. O segundo tempo seguia sem grandes emoções, com o Vasco aceitando o empate como um grande resultado. Mas aos 49 minutos, Matheus Henrique chutou a bola em cima de Martín Silva que espalmou para dentro do próprio gol e decretou a derrota do Cruzmaltino que está, assim como o Ceará, a 3 pontos do Z-4.

 

Completando a rodada

Atlético-PR 2 x 0 Cruzeiro

Absoluto na Arena da Baixada, o Atlético-PR manteve sua forma de bom mandante e não tomou conhecimento do Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil. Com gols de Marcelo, aos 9, e Raphael Veiga aos 21, o Furacão definiu o placar ainda no primeiro tempo e pouco foi ameaçado pela Raposa que, já classificada para a fase de grupos da Libertadores 2019 e sem chances de título, apenas “cumpre tabela” no Brasileirão.

América-MG 0 x 1 Paraná

Já rebaixado para a Série B, o Paraná começa seu planejamento para a temporada 2019 e contando com uma equipe formada basicamente por garotos, o time do técnico Dado Cavalcanti – com uma jogador a menos em boa parte do segundo tempo – conquistou sua primeira vitória no returno e também a primeira como visitante no Brasileirão 2018 com gol do garoto Andrey, de apenas 18 anos, aos 44 do segundo tempo.

A derrota, que deixa o América-MG ainda mais próximo do rebaixamento, foi também o fim da linha do técnico Adílson Batista como comandante do Coelho – que teve uma melhora com a sua chegada, mas despencou de produção (e na tabela) nas últimas rodadas.

Vitória 2 x 2 Bahia

No último Ba-Vi da temporada o duelo equilibrado refletiu-se no placar do clássico. Tentando escapar do Z-4, o Vitória esteve por duas vezes à frente no placar com Léo Ceará que marcou no comecinho da partida. Ainda no primeiro tempo, Nilton empatou para o tricolor. Os times voltaram ainda mais dispostos para a segunda etapa e Léo Ceará marcou o segundo dele e recolocou os donos da casa na frente aos 21 minutos. Aos 25, Ronaldo errou a saída de bola e Ramires deixou tudo igual mais uma vez. Um empate que mantém o Bahia a uma distância segura do Z-4 e prende o vitória por mais uma rodada na zona da degola.

Fluminense 0 x 0 Sport

Em um jogo ruim, Fluminense e Sport não saíram do 0 a 0 no Maracanã, um resultado que, a rigor, foi, assim como a partida, ruim para os dois lados. Para o Flu, mais uma chance de se aproximar do G-6 foi desperdiçada. O Sport, por sua vez, perdeu uma oportunidade de se afastar um pouco mais do Z-4 – na sua melhor chance de gol, Michel Bastos, ainda no primeiro tempo, mandou a bola na trave de Júlio César. O segundo tempo foi ainda mais sonolento, com os visitantes fechando-se ao máximo na defesa. Na melhor das 19 finalizações do Flu, Danielzinho cobrou falta, Richard desviou e Luciano marcou. Mas a auxiliar Tatiane Camargo apontou, corretamente, posição irregular do atacante.

 

JOGOS DA 33ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2018

SEGUNDA-FEIRA, 12 DE NOVEMBRO

 

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2018

Faltando ainda o jogo entre Santos e Chapecoense, a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro é a seguinte:

  1. Palmeiras, 67 – Libertadores
  2. Internacional, 62 – Libertadores
  3. Flamengo, 60 – Libertadores
  4. Grêmio, 58 – Libertadores
  5. São Paulo, 58 – Pré-Libertadores
  6. Atlético-MG, 47 – Pré-Libertadores
  7. Atlético-PR, 46 – Copa Sul-Americana
  8. Santos, 46 – Copa Sul-Americana
  9. Cruzeiro, 46 – Copa Sul-Americana
  10. Fluminense, 41 – Copa Sul-Americana
  11. Bahia, 41 – Copa Sul-Americana
  12. Botafogo, 41 – Copa Sul-Americana
  13. Corinthians, 40
  14. Ceará, 38
  15. Vasco, 38
  16. Sport, 37
  17. Vitória, 35 – Série B
  18. América-MG, 34 – Série B
  19. Chapecoense, 34 – Série B
  20. Paraná, 21 – Série B

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Palpite para São Paulo x Grêmio na 34ª rodada do Brasileirão 2018 | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar