Brasileirão Série A

Série A: Palmeiras vence o Cruzeiro e assume a liderança do Brasileirão após o tropeço do São Paulo

Quem segura?

Com garra e talento, Palmeiras assume a liderança do Campeonato Brasileiro.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Confirmando os odds apontados pelos nossos parceiros do Bet365 que lhe davam algum favoritismo, o Palmeiras, que pagou 1,57 para cada real apostado, fez valer a força de seu elenco jogando em “casa” (Pacaembu) e não deu chances para o mistão do Cruzeiro que viu o retorno de Fred aos gramados mas sucumbiu por 3 a 1 na matinê do Brasileirão. Combinado com o empate do São Paulo com o Botafogo em 2 a 2 no Engenhão – resultado que fez bem a quem acreditou nele com odds de 3,01 contra 2,52 na vitória do Tricolor e 2,90 na do Alvinegro – o Verdão pulou na classificação e com 53 pontos é o novo líder do Campeonato Brasileiro, empatado com o Inter na pontuação mas à frente pelos critérios de desempate. Com 52 pontos e acumulando uma série de 3 empates seguidos, o São Paulo caiu para a 3ª colocação e sofre agora a pressão do Grêmio, 4º colocado com 50 pontos e muito vivo na briga pelo título.

Paraná e Vasco fecham a 27ª rodada do Campeonato Brasileiro hoje, dia 1º, no Durival Britto à partir das 20 horas. Empurrado de volta para o Z-4 pelo Ceará que venceu a Chapecoense por 3 a 1, o Cruzmaltino vai para o duelo como “azarão” muito por conta do fator casa e sua vitória, segundo o Bet365, está pagando 3,00 para cada real investido. A vitória do Paraná por sua vez dá um retorno de 2,55 para 1 enquanto que o empate fecha em 3,00 – clique aqui e confira o palpite completo do Ganhador para este duelo.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

 

Palmeiras, Internacional, Grêmio, Santos e Ceará se deram muito bem

Palmeiras 3 x 1 Cruzeiro

Como não poderia deixar de ser após os acontecimentos da última quarta-feira no Mineirão, Palmeiras e Cruzeiro fizeram um jogo com clima de “revanche” e também com alguma polêmica. A começar pelo placar: os donos da casa saíram na frente com Lucas Lima; a Raposa empatou com Mancuello em cobrança de pênalti inexistente e Hyoran, ainda no primeiro tempo, recolocou os donos da casa à frente no placar. No segundo tempo, em nova cobrança de pênalti, Gustavo Goméz marcou seu primeiro gol pelo Palmeiras e deu números finais ao jogo que em seu final viu Deyverson – sempre ele – provocar os jogadores do Cruzeiro passando o pé sobre a bola e fazendo embaixadinhas. No caminho para os vestiários ao término da partida, mais confusão: seguranças dos dois times entraram em conflito após dirigentes do Cruzeiro se desentenderem com torcedores do Palmeiras. A polícia militar precisou intervir.

Internacional 2 x 1 Vitória

Se no Pacaembu houve confusão, o Beira-Rio não deixou por menos e teve sua dose de polêmica. Logo no primeiro minuto de jogo, o Vitória pulou na frente do placar com gol contra de Émerson Santos – resultado que deixou o time do Internacional nitidamente nervoso em campo durante todo o primeiro tempo. Com uma postura mais ofensiva na etapa final, os donos da casa pressionaram e chegaram à igualdade com Leandro Damião. Aos 36 minutos, o árbitro Sávio Pereira Sampaio roubou para si o protagonismo da partida e influenciou no resultado. Em cobrança de falta a favor do Inter, o juiz viu toque de mão de Lucas Fernandes que fazia a barreira fora da área e apontou para a marca do cal. D’Alessandro cobrou e deu números finais ao jogo que garantiu o Colorado na vice-liderança do Brasileiro e reabrirá a polêmica sobre o uso ou não do VAR por conta de erros grosseiros como este.

Fluminense 0 x 1 Grêmio

Em um primeiro tempo cheio de sono e preguiça, Fluminense e Grêmio pouco entregaram no duelo realizado no Engenhão no último sábado. O segundo tempo, por sua vez, foi mais agressivo, mas, mesmo assim, os reservas do Imortal pouco ameaçavam a meta do Fluminense que tentava ser mais incisivo. A troca de Gum por Marcos Júnior quase deu resultado: em seu primeiro toque na bola, o atacante saiu na cara do goleiro Paulo Vitor que acabou salvo pela zaga do Imortal. Com Everton em campo, o time de Renato Gaúcho buscava o gol que não vinha até que no último lance do jogo, Thonny Anderson fez passe perfeito para o atacante concluir de calcanhar, marcar um golaço e manter o Grêmio mais vivo do que nunca na briga pelo título.

Santos 1 x 0 Atlético-PR

Santos e Atlético-PR não fizeram um grande jogo na Vila Belmiro neste domingo. Em um confronto direto na parte do meio da tabela, na luta para manterem-se mais próximos dos ponteiros do que do Z-4 o Peixe se deu melhor quando no último minuto de jogo, Carlos Sánchez – pivô da eliminação do alvinegro na Libertadores e cada vez mais fundamental ao esquema de jogo de Cuca – marcou de pênalti o gol salvador que empurrou o Santos para a 8ª colocação e mandou o Furacão para a 11ª. O lance, como não poderia deixar de ser, revoltou atletas e dirigentes do rubro-negro que saíram disparando contra o árbitro Caio Max Augusto Vieira. O zagueiro Paulo André, na saída do gramado disse sobre o juiz aos repórteres  que “ele é pressionado para apitar a favor do time da casa e agora fica se escondendo atrás de policial, enquanto todo mundo sai prejudicado”. Entretanto, de acordo com o apurado até o momento, o clube não deverá fazer uma reclamação formal à CBF.

Ceará 3 x 1 Chapecoense

Em um confronto direto na luta contra o rebaixamento, o Ceará o técnico Lisca – com desempenho de G-6 no returno do Brasileirão – jogando em casa saiu atrás no placar mas aguentou bem a pressão, evitou o segundo gol da Chapecoense no início do segundo tempo e virou em 3 a 1. O destaque vai para o zagueiro Valdo do Vozão que evitou o segundo gol dos visitantes e marcou o primeiro dos donos da casa. Com a vitória, o Ceará deixa a zona do rebaixamento e assume a 15ª posição com 30 pontos. Pode ainda ser ultrapassado pelo Vasco que joga hoje e abre o Z-4 com 29 pontos. Mas, mesmo neste caso o alvinegro seguirá fora do rebaixamento. A Chapecoense, por sua vez, se afundou mais uma posição na zona de degola e agora é a 18ª colocada com 28 pontos.

 

Os empates de São Paulo, Flamengo e Corinthians

Botafogo 2 x 2 São Paulo

Em duelo disputado em alta velocidade, Botafogo e São Paulo fizeram aquele que pode ter sido o melhor jogo da rodada. Logo aos 4 minutos do primeiro tempo, Jean colocou os donos da casa na frente. Aos 7, Diego Souza, impedido, deixou tudo igual. Na interpretação do lance a arbitragem considerou que o passe para o atacante tricolor foi feito pelo zagueiro Joel Carli, do Botafogo e, portanto, posição regular. Mas os donos da casa eram valentes e queriam a 3ª vitória seguida. Kieza aos 22 recolocou o Fogão na frente. O São Paulo sentiu o golpe e pouco ameaçou até o final do primeiro tempo. Com Carneiro no lugar de Edimar, o Tricolor voltou com mais presença na área e pressionou os donos da casa até que o uruguaio deixou tudo igual aos 16 minutos. O jogo ficou lá e cá e, já nos acréscimos, o goleiro Saulo do Botafogo fez duas defesas incríveis em finalizações certeiras do São Paulo garantindo o empate que deu ao Palmeiras a liderança do Brasileirão.

Bahia 0 x 0 Flamengo

Na (re)estreia de Dorival Júnior no comando do Flamengo, nada de novo. E não poderia ser diferente. Apresentado na sexta-feira, o professor já estava à beira do gramado no sábado tentando fazer algum milagre com o Rubro-Negro – o que, evidentemente, não aconteceu. Pior para o Bahia que não conseguiu se aproveitar do momento ruim do Urubu e, jogando melhor no primeiro tempo, deu pouco trabalho para a defesa dos visitantes. Depois da conversa no vestiário, o Flamengo voltou com uma postura melhor em campo. Sofria menos para segurar o placar mas pouco – ou nada – fazia para pressionar a defesa tricolor. Apesar disso, a combinação de resultados não foi ruim para o Rubro-Negro que segue 4 pontos atrás do líder e, apesar do futebol pequenininho que vem jogando, mantém chances de conquistar o título. Por seu lado, o Bahia volta a se preocupar seriamente com o Z-4: com apenas 30 pontos, o Tricolor está há apenas 1 do Z-4.

América-MG 0 x 0 Corinthians

Embora o placar indique o contrário, América-MG e Corinthians fizeram um bom jogo no último sábado no Horto e o empate sem gols não reflete o que foi o duelo – que não seria injusto pelo empate em si mas pela falta de gols. Enfrentando a defesa bem montada do Coelho, o Timão criou as melhores oportunidades mas não conseguiu furar a meta de João Ricardo. Os donos da casa também tiveram suas chances mas não venceram a defesa do alvinegro que vem recuperando sua famosa solidez pouco a pouco. Com poucas faltas, muita bola rolando e lealdade em campo, as equipes fizeram uma boa partida e saíram do gramado – como não poderia deixar de ser – reclamando da arbitragem de Marcelo de Lima Henrique que no entendimento de cada time, deixou de marcar um pênalti para cada lado (não deixou uma vez que não houveram as infrações pedidas). Para efeito de tabela, o empate pouco muda na vida dos times. O Corinthians cai uma posição, se mantém na parte superior da classificação ocupando a 9ª colocação com 35 pontos enquanto que o América-MG segue na 13ª posição com 32 pontos (3 acima do Z-4).

 

Atlético-MG goleia de virada e crava os pés no G-6

Atlético-MG 5 x 2 Sport

O Sport bem que tentou assustar e saiu na frente com o gol contra de Leonardo Silva. Mas bastaram 21 minutos para que, ainda no primeiro tempo, o Atlético-MG desse uma surra nos visitantes e consolidasse sua posição dentro do G-6 (que garante uma vaga na Libertadores 2019). Os donos da casa precisaram de apenas 2 minutos para igualarem o placar com Elias. Nos 19 minutos seguintes, Fábio Santos (pênalti), Emerson e Cazares sacramentaram a virada. Sem forças na etapa final, o Sport ainda foi valente a achou um segundo gol com Michel Bastos, mas Ricardo Oliveira guardou o seu e deu números finais ao jogo.

 

JOGOS DA 27ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2018

Sábado, 29 de setembro

  • 16:00 – (R$ 2,30) Fluminense 0x1 Grêmio (R$ 3,29); empate (R$ 3,02)
  • 19:00 – (R$ 2,33) América-MG 0x0 Corinthians (R$ 3,22); empate (R$ 2,98)
  • 21:00 – (R$ 2,83) Bahia 0x0 Flamengo (R$ 2,55); empate (R$ 3,06)

Domingo, 30 de setembro

  • 11:00 – (R$ 1,60) Palmeiras 3×1 Cruzeiro (R$ 5,84); empate (R$ 3,59)
  • 16:00 – (R$ 1,32) Atlético-MG 5×2 Sport (R$ 9,52); empate (R$ 4,78)
  • 16:00 – (R$ 2,90) Botafogo 2×2 São Paulo (R$ 2,52); empate (R$ 3,01)
  • 16:00 – (R$ 1,38) Internacional 2×1 Vitória (R$ 8,35); empate (R$ 4,33)
  • 16:00 – (R$ 1,93) Santos 1×0 Atlético Paranaense (R$ 4,04); empate (R$ 3,27)
  • 19:00 – (R$ 2,03) Ceará 3×1 Chapecoense (R$ 4,02); empate (R$ 3,05)

Segunda-feira, 1º de outubro

  • 20:00 – (R$ 2,55) Paraná x Vasco (R$ 3,00); empate (R$ 3,00)

 

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2018

Faltando ainda o jogo entre Paraná a Chapecoense, a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro é a seguinte:

  1. Palmeiras, 53 – Libertadores
  2. Internacional, 53 – Libertadores
  3. São Paulo, 52 – Libertadores
  4. Grêmio, 50 – Libertadores
  5. Flamengo, 49 – Pré-Libertadores
  6. Atlético-MG, 45 – Pré-Libertadores
  7. Cruzeiro, 37 – Copa Sul-Americana
  8. Santos, 36 – Copa Sul-Americana
  9. Corinthians, 35 – Copa Sul-Americana
  10. Fluminense, 34 – Copa Sul-Americana
  11. Atlético-PR, 33 – Copa Sul-Americana
  12. Botafogo, 33 – Copa Sul-Americana
  13. América-MG, 32
  14. Bahia, 30
  15. Ceará, 30
  16. Vitória, 29
  17. Vasco, 29 – Série B
  18. Chapecoense, 28 – Série B
  19. Sport, 24 – Série B
  20. Paraná, 16 – Série B

Comentários

2 Comentários
Voltar