Ganhador.com

Brasileirão Série A

Série A, 32ª rodada: Palmeiras cada vez mais perto do título de Campeão Brasileiro

Segue o líder

Com 5 pontos de vantagem para o vice-líder, Palmeiras aumenta seu favoritismo para conquistar o Campeonato Brasileiro

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Seguindo a lógica do indicado pelas casas de apostas, a 32ª rodada do Campeonato Brasileiro trouxe poucas surpresas no G-4 e serviu para ampliar a vantagem do Palmeiras na liderança do torneio e recolocar o Internacional na vice-liderança, 5 pontos atrás do líder. Confirmando os prognósticos do Bet365, o Verdão (1,80) fez um grande jogo contra o Santos (4,75) no último sábado e conquistou uma importante vitória por 3 a 2 em seu estádio. A surpresa ficou para o total de gols: 5, que derrubaram a previsão de aposta em um jogo com menos de 2,5 gols – 1,53 contra 2,40 para um placar mais elástico. Com direito a pênalti polêmico no final, o Internacional também fez sua lição de casa e derrotou o Atlético-PR por 2 a 1 e confirmou a previsão do Bumbet que deu ao Colorado odds de 1,588 contra 6,00 para a vitória do Furacão. Em duelo muito equilibrado e movimentado, São Paulo e Flamengo ficaram no 2 a 2 no Morumbi no último domingo refletindo o equilíbrio indicado pelo Bodog que cravou odds em 2,70 para triunfo do Tricolor, 2,75 para vitória Rubro-Negra e 3,10 para o empate.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

O G-4 muda pouco, mas o líder aumenta a vantagem

Palmeiras 3 x 2 Santos

Jogando diante de sua torcida e precisando mostrar “reação” após a eliminação na Libertadores na última quarta-feira, o Palmeiras não deu chances para o Santos no primeiro tempo; controlou todo jogo e foi para os vestiários com uma confrotável vantagem de 2 a 0 construída com gols de Dudu aos 13 minutos e Edu Dracena aos 39. Morto nos primeiros 45 minutos, o Peixe fez apenas uma finalização contra o gol de Weverton.

O Santos voltou para o segundo tempo com Copete e Bryan Ruiz nos lugares de Rodrygo e Alison. A mudança deu certo e o alvinegro diminuiu aos nove minutos com Copete se aproveitando de falha grotesca de Dracena. Aos 19, novo erro do zagueiro e gol de Dodô. Aos 25 Victor Luis bateu falta, a bola desviou em Derlis González e Vanderlei aceitou – uma falha pouco habitual do goleiro. À frente no placar, mas sem conseguir manter o ritmo do primeiro tempo, o Palmeiras viu o jogo ficar igual até que Diego Pituca foi expulso aos 34 minutos após levar o segundo amarelo por acertar uma cotovelada em Gustavo Scarpa. Com um a mais em campo, o Verdão controlou a pressão do Peixe e confirmou sua vitória – somando agora uma invencibilidade de 17 jogos sob o comando de Felipão com 13 vitórias e quatro empates.

Ao final do jogo, como não poderia deixar de ser, Deyverson arrumou confusão com os jogadores do Santos após uma dancinha considerada provocativa pelos adversários.

São Paulo 2 x 2 Flamengo

Precisando da vitória para manter-se à caça do Palmeiras, o Flamengo foi visitar o São Paulo no Morumbi no último domingo e em um jogo bastante movimentado conseguiu arrancar um empate em 2 a 2 que, na realidade, foi ruim para os dois times. Mas poderia ter sido pior para o Flamengo – distante agora 6 pontos do líder e na terceira colocação.

Os donos da casa saíram na frente com Diego Souza aos sete minutos aproveitando bola ajeitada por Liziero. A vantagem, porém, durou pouco. Explorando muito o lado esquerdo de seu ataque, o Flamengo empatou em seguida com Uribe aproveitando cruzamento de Renê. O Rubro-Negro criava as melhores chances, mas parava na linha de três zagueiros do Tricolor ou no goleiro Sidão que entrou no lugar do suspenso Jean – uma espécie de Deyverson do Morumbi.

Na volta do intervalo, Diego Aguirre abriu mão do esquema com três zagueiros e trocou Anderson Martins por Helinho sem arrependimentos: o garoto, em sua estreia, recolocou o Tricolor na frente aos cinco minutos. Precisando recuperar o domínio do jogo, Dorival Júnior trocou Cuéllar e Éverton Ribeiro por Diego e Geuvânio. Uribe perdeu grande chance de bicicleta e Paquetá obrigou Sidão a fazer grande defesa. Na terceira tentativa, aos 36 minutos, Rodinei aproveitou grande jogada de Vitinho e mandou para o fundo do gol vazio: 2 a 2. Aos 45, Vitinho recebeu sozinho o cruzamento de Geuvânio e colocou a bola em órbita junto com as chances de vitória do Rubro-Negro que vê o sonho de ser campeão brasileiro ficar muito distante.

Internacional 2 x 1 Atlético-PR

Preocupado com o duelo contra o Fluminense pela Copa Sul-Americana nesta quarta-feira, dia 7, o Atlético-PR foi à Porto Alegre com um time reserva e após um primeiro tempo de muita marcação e poucas chances de gol, encarou o Internacional de igual para igual no Beira Rio e, com o jogo lá e cá, abriu o placar com Camacho aos 18 do segundo tempo. O Colorado partiu pra cima e na base do abafa e do chuveirinho, chegou ao empate com Rodrigo Moledo aos 36. O jogo seguiu eletrizante, com as duas equipes buscando a vitória até que aos 45 minutos a arbitragem viu pênalti (altamente contestável) de Márcio Azevedo em Rossi. D’Alessandro cobrou e garantiu a vitória do Inter que recuperou a vice-liderança, 5 pontos atrás do Palmeiras.

 

A longa batalha contra o Z-4

Botafogo 1 x 0 Corinthians

Preocupados com o fantasma do rebaixamento, Botafogo e Corinthians fizeram um jogo, no geral, ruim no Engenhão no último domingo. Os donos da casa conquistaram a vitória em gol contra de Ralf (creditado a Rodrigo Lindoso) ainda no primeiro tempo após cobrança de escanteio. Sem Jadson e sem nenhum jogador criativo no meio-campo – Araos não tem característica de armador – o Timão pouco ameaçava os donos da casa. Sem muito o que fazer, Jair Ventura trocou Gabriel por Roger, Romero por Clayson e Danilo por Mateus Vital e pouca coisa mudou. Na melhor chance, nos acréscimos, Gatito Fernandéz – que estava parado haviam seis meses se recuperando de lesão – defendeu com a coxa finalização certeira de Léo Santos e garantiu o triunfo dos cariocas. Na saída de campo, Roger reclamou muito de um susposto pênalti sofrido por ele e não marcado pela arbitragem. Com o resultado, os dois times seguem ameaçados pelo rebaixamento: o Corinthians está a 5 pontos do Z-4 e o Botafogo a 4 – tendo ainda 18 pontos em disputa no Brasileirão.

Fluminense 0 x 1 Vasco

Resumindo em poucas palavras, o clássico carioca foi um jogo feio. Após “dominar” o primeiro tempo e ter as melhores chances – duas, ambas com Luciano –, o Fluminense não conseguiu abrir o placar no Maracanã e garantir alguma tranquilidade no Brasileirão – apenas 6 pontos separam o Tricolor do Z-4. Na volta para o segundo tempo, nenhuma mudança: o jogo seguia ruim e o Vasco morto em campo até que Alberto Valentim atendeu o pedido da torcida e trocou Fabrício por Thiago Galhardo. O meia, aos 13 minutos, cruzou a bola na mão do zagueiro Paulo Ricardo. Pênalti bem cobrado por Maxi López: 1 a 0 para o Vasco que recuou, fechou-se na defesa e aguentou a pressão do Tricolor até o final do jogo que, como dissemos antes, foi feio de doer mas deixa o Vasco, assim como o Botafogo, a 4 pontos do Z-4.

América-MG 1 x 2 Cruzeiro

Precisando pontuar para não entrar no Z-4, o América não conseguiu parar o Cruzueiro no clássico mineiro. Jogando leve após a conquista da Copa do Brasil e da vaga para a Libertadores 2019, a Raposa abriu o placar aos 17 minutos com um golaço de Arrascaeta  e pouco foi ameaçada pelo Coelho que voltou melhor para o segundo tempo, mas viu Messias cometer pênalti em Henrique. Thiago Neves cobrou e marcou. Precisando do resultado, o América-MG foi para cima e diminuiu com Rafael Moura em cobrança de pênalti e foi só. Sem vencer há oito jogos, o Coelho entrou no Z-4 graças ao empate entre Paraná e Vitória.

Paraná 1 x 1 Vitória

Como era de se esperar com times que fazem campanha tão ruim no Campeonato Brasileiro, o duelo entre Paraná e Vitória foi duro de se ver. Com um pouco mais de qualidade, o time baiano pressionava os donos da casa no primeiro tempo, mas faltou competência para abrir o placar. No segundo tempo o Vitória seguia melhor – mais ainda com a a entrada de Neilton no lugar de Rodrigo Andrade –, mas foi o Paraná quem abriu o placar com Alex Santana (que havia desperdiçado duas chances no primeiro tempo), aos 13 minutos. Com a vantagem no placar, os donos da casa recuaram a passaram a sofrer ainda mais pressão do Vitória que chegou ao empate com Léo Ceará completando cobrança de escanteio aos 37. Com o empate, a equipe baiana seguiu pressionando mas não conseguiu a virada. O empate, porém, serviu para tirar a equipe do Z-4 – está agora na 16ª colocação com 34 pontos.

Bahia 1 x 0 Chapecoense

A Chapecoense bem que tentou incomodar o Bahia, principalmente na parte final do primeiro tempo, mas não deu certo e o Tricolor, quando pôs a bola no chão no segundo tempo, conquistou o placar que permite à equipe respirar um pouco melhor em sua luta contra o Z-4 (agora, distante 6 pontos). Elber foi o herói da partida, aproveitando passe preciso de Zé Rafael. O resultado, empurrou a Chape mais uma posição para o fundo da zona da degola – 18ª colocada com 34 pontos podendo assumir a vice-lanterna na noite de hoje caso o Sport vença o Ceará no fechamento da rodada.

 

A luta pela Libertadores

Atlético-MG 0 x 1 Grêmio

Ainda não foi desta vez que o Atlético-MG voltou a vencer no Brasileirão. Eliminado na Libertadores, o Grêmio agora concentra todas as suas energias em conquistar uma das quatro vagas para a fase de grupos. Para isso, precisava voltar a vencer e torcer por um tropeço do São Paulo que pudesse encurtar a distância entre os dois times – 4º e 5º colocados no Brasileirão. Geromel abriu o placar no início do jogo aproveitando cobrança de escanteio. A partir daí, o Grêmio se fechou para aproveitar os contra-ataques enquanto que o Galo, acuado pela sua torcida, instisfeita com a série de (agora) cinco jogos sem vitórias, partiu para cima. No melhor lance, Terans mandou para o gol no final do primeiro tempo e Geromel (novamente), de peixinho, evitou o empate.

O Galo voltou melhor para o segundo tempo e ameaçou até o Grêmio “encontrar” a marcação no meio e voltar a controlar o jogo até o final.

 

JOGOS DA 32ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2018

SEGUNDA-FEIRA, 05 DE NOVEMBRO
  • 20:00 – (R$ 2,10) Sport x Ceará (R$ 3,50); empate (R$ 3,25)

 

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2018

Faltando ainda o jogo entre Sport e Ceará, a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro é a seguinte:

  1. Palmeiras, 66 – Libertadores
  2. Internacional, 61 – Libertadores
  3. Flamengo, 60 – Libertadores
  4. São Paulo, 57 – Libertadores
  5. Grêmio, 55 – Pré-Libertadores
  6. Atlético-MG, 46 – Pré-Libertadores
  7. Santos, 46 – Copa Sul-Americana
  8. Cruzeiro, 46 – Copa Sul-Americana
  9. Atlético-PR, 43 – Copa Sul-Americana
  10. Fluminense, 40 – Copa Sul-Americana
  11. Bahia, 40 – Copa Sul-Americana
  12. Corinthians, 39 – Copa Sul-Americana
  13. Vasco, 38
  14. Botafogo, 38
  15. Ceará, 37
  16. Vitória, 34
  17. América-MG, 34 – Série B
  18. Chapecoense, 34 – Série B
  19. Sport, 33 – Série B
  20. Paraná, 17 – Série B

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Humor: Não falem com meu anjo | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar