Ganhador.com

Brasileirão Série A

Sem empolgar, São Paulo coloca sua invencibilidade à prova contra o Santos na Série A

Ainda sem convencer como centroavante, Diego Souza é uma das apostas do São Paulo para vencer o San-São do próximo domingo.

Foto: Paulo Pinto / saopaulofc.net / reprodução

Na parte baixa da tabela e com resultados regulares até aqui, São Paulo e Santos se encontram no Morumbi precisando de uma vitória para embalarem na disputa do Campeonato Brasileiro.

Único invicto no Brasileirão da Série A, o São Paulo de Diego Aguirre ainda busca uma cara com a temporada 2018 chegando à metade. Isso se reflete nos 7 pontos conquistados até aqui – em 15 possíveis – que dão ao Tricolor do Morumbi a 12ª posição na tabela do campeonato nacional, com um aproveitamento de 46,7%.

Em 13º lugar, com 6 pontos e um jogo a menos – contra o Vasco, adiado para depois da Copa do Mundo – o Santos de elenco limitado e 50% de aproveitamento vem alternando bons e maus resultados na temporada. Na mesma semana em que foi goleado por 5 a 1 pelo Grêmio em Porto Alegre no Brasileirão, venceu a Luverdense em casa pelos mesmos 5 a 1, desta vez pela Copa do Brasil. Nesta quinta-feira, entretanto, com um time recheado de reservas, o Peixe se classificou para a próxima fase do mata-mata nacional com uma derrota por 2 a 1 – que dá a precisa noção das dificuldades que Jair Ventura enfrenta na Vila Belmiro.

 

Não perde, mas também não ganha

Desde sua chega ao Morumbi, Diego Aguirre conseguiu dar alguma estabilidade ao São Paulo e sua campanha no Campeonato Brasileiro não é – até aqui – tão desastrosa quanto a de 2017. O Tricolor paulista é o único time ainda invicto no Brasileirão. O problema é que, embora não perca seus jogos, o time do técnico uruguaio também não consegue vencer.

Exemplo desta dificuldade foi o jogo contra o Bahia pela 5ª rodada, na Arena Fonte Nova. O time paulista ficou atrás no placar por duas vezes e só não perdeu a invencibilidade porque aos 47 minutos do segundo tempo, o meia Shaylon – que havia entrado no decorrer do jogo – acertou um belo chute de fora da área sem chances para o goleiro Douglas. Gol que garantiu o empate e manteve o São Paulo invicto.

Tendo apenas uma vitória no Brasileirão 2018 – contra o lanterna Paraná na 1ª rodada – o São Paulo precisa encontrar o caminho das vitórias. Este caminho passa, necessariamente, pelos pés de Nenê que reencontrou seu melhor posicionamento em campo e com isso, seu bom futebol. Na frente entretanto, reside parte dos problemas do Tricolor: sem compromisso com a equipe e com o clube, Cueva – que já está longe do Morumbi, acompanhando o nascimento do filho antes de se apresentar à Seleção Peruana que irá disputar a Copa do Mundo – deixou de ser um “problema” imediato para Aguirre. Valdivia, por outro lado (e com quem o uruguaio já havia trabalhado no Internacional) não engrena e alterna (poucos) bons momentos com (vários) momentos negativos. No comando de ataque, nem Tréllez e nem Diego Souza convencem – mas o time, pelo menos, segue marcando gols em seu jogos.

Na defesa, Rodrigo Caio, que não vive um bom momento, passará por uma cirurgia no pé esquerdo e só retornará ao clube após a Copa. Se retornar.

Precisando fazer caixa, o São Paulo pretende negociar jogadores na próxima janela de transferências e Rodrigo Caio – que já disse sentir que é o momento de deixar o Morumbi – é forte candidato a uma negociação. Assim como Cueva. Cartolas tricolores torcem por um grande desempenho do peruano bagunceiro na Copa do Mundo para tentarem recuperar parte do prejuízo que tiveram com sua compra.

 

Dificuldades de elenco

As poucas opções de elenco do Santos colocaram Jair Ventura em maus lençóis por mais de uma vez desde que saiu do Botafogo para fazer morada na Baixada Santista. O último momento de pressão da torcida em cima do técnico aconteceu após a humilhante goleada sofrida diante do Grêmio pela 4ª rodada do Brasileirão: 5 a 1. Para sorte de Ventura, a vitória por 5 a 1 diante da Luverdense e 3 a 1 em cima do fraquíssimo Paraná acalmaram os ânimos.

As luzes de alerta, entretanto, voltaram a se acender após a derrota por 2 a 1 para a Luverdense no jogo de volta da Copa do Brasil na última quinta-feira. Contando apenas com dois titulares – Vanderlei e Jean Mota – a má-qualidade e a falta de opções do elenco do Santos ficaram evidentes. Claro que uma vantagem de 5 gols contra um time que está na 3ª divisão nacional faz com que o grupo entre em campo desconcentrado. Mas o que se viu na última quinta-feira vai muito além da falta de concentração.

Sem alternativas no banco de reservas, Ventura tentará encontrar soluções mexendo no posicionamento do time. É possível que no clássico deste domingo vejamos Sasha atuando como um falso 9 – está tão na moda – posicionado entre os zagueiros adversários (coisa que Gabigol não sabe fazer) e ocasionalmente voltando para o meio para ajudar na armação – já que o Peixe carece de um meia que efetivamente pense o jogo (Alisson e Lucas Veríssimo são os únicos que mostraram alguma regularidade dentro da temporada santista até o momento).

Gabriel pela direita e Rodrygo pela esquerda deverão ser instruídos a “cortarem para o meio” e participarem mais do jogo – o que dará ao Peixe mais opções ofensivas. Além disso, Victor Ferraz e Dodô possivelmente se alternarão no apoio pelos lados e Vitor Bueno deverá ter mais uma chance no meio campo.

Honestamente, é o que dá pra Jair Ventura fazer com o material humano disponível. Pode até parecer piada, mas Lucas Lima que não vinha jogando absolutamente nada no final de 2017 – e que não vem bem no Palmeiras – faz uma falta danada ao Santos.

 

Palpite para São Paulo x Santos

As duas equipes precisam do resultado. Com um jogo a menos, o Santos talvez tenha uma situação mais “calma” em relação ao São Paulo; mas as limitações de seu elenco podem cobrar um preço caro na reta final da competição e “acumular gordura” agora é fundamental.

O São Paulo, por sua vez, precisa voltar a vencer. Os 4 empates seguidos começam a cobrar um preço e a história de “único invicto” só cola com a torcida quando o time está, no mínimo, no G-6 – o que não é o caso.

A necessidade de buscar o resultado e os problemas defensivos das duas equipes – o São Paulo levou 5 gols em 5 jogos enquanto que o Santos sofreu 7 gols em 4 rodadas – indicam um duelo movimentado e com gols. Evidentemente que clássico é um jogo especial e o retrospecto acaba, muitas vezes, não entrando em campo, mas na frieza do momento – levando em consideração o desempenho defensivo dos times – o ataque do Santos está um passo (pequeno) à frente do ataque Tricolor. Por este motivo, acredito que as chances do Santos são, neste jogo de torcida única, maiores.

 

Jogos e palpites para a 6ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A

Sábado, 19/05/2018

  • 16:00 – Atlético-MG x Cruzeiro – palpite: empate
  • 19:00 –Flamengo x Vasco – palpite: Flamengo
  • 21:00 – Palmeiras x Bahia – palpite: Palmeiras

Domingo, 20/05/2018

  • 11:00 – Vitória x Ceará – palpite: Vitória
  • 16:00 – Paraná x Grêmio – palpite: Grêmio
  • 16:00 – América-MG x Botafogo – palpite: América-MG
  • 16:00 – São Paulo x Santos – palpite: Santos
  • 16:00 – Sport x Corinthians – palpite: Corinthians
  • 19:00 – Fluminense x Atlético-PR – palpite: Atlético-PR

Segunda-feira, 21/05/2018

  • 20:00 – Internacional x Chapecoense – palpite: Internacional

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar