Ganhador.com

NBA

NBA: o que está por trás do desmanche do Cleveland?

Foto: AP Photo/Tony Dejak

Equipe escancara sua crise interna e a má relação entre diretoria e atletas. Saber se LeBron James vai seguir na franquia passa a ser a questão chave a partir de agora                  

A fase do Cleveland Cavaliers era mesmo das piores – até por isso falamos da possibilidade de a equipe sequer se classificar ao playoff na própria quarta-feira (7) aqui mesmo no Ganhador. Mas o que estava por vir ninguém esperava: menos de seis meses depois das suas chegadas, as estrelas Dwyane Wade e Isaiah Thomas foram simplesmente dispensadas da equipe que está perdida e apostando todos os seus cartuchos em LeBron James, que deve estar pensando no que fazer da vida a partir de agora.

 

Clima pesado

A reviravolta na vida de Isaiah Thomas chega chocar. Há menos de um ano, ele era um dos astros da NBA jogando bem pelo Boston Celtics e sendo considerado como um eventual MVP. A sua chegada aos Cavs foi muito comemorada, e quase todos enxergaram como um excelente negócio a sua incorporação para repor a saída de Kyrie Irving. E em tão pouco tempo, Isaiah já parte para seu terceiro time. Depois de Boston e Cleveland, ele agora parte para defender o Los Angeles Lakers.

A imprensa de Cleveland já citava mesmo uma grande insatisfação de Dan Gilbert, um dos proprietários da equipe, com o que ele citava como uma falta de comprometimento de Isaiah. Apenas isso explica a sua saída da equipe tão rapidamente. Que ele sequer tenha tido tempo de completar uma temporada na franquia é algo que não encontra razões técnicas – ele ficou quase oito meses sem competir por um problema no quadril e sequer chegou a completar 20 jogos pela equipe. Muito pouco para alguém que desembarcou em Cleveland com o gabarito da merecida estrela que foi na última temporada.

Amigo de LeBron, Dwyane Wade foi outro expelido nesta janela de trocas, voltando ao Miami Heat também de novo depois de uma curtíssima duração ao lado de quem praticamente forçou a sua contratação. O terceiro rejeitado pelos Cavs foi o veterano pivô Channing Frye que detonou a diretoria do Cleveland ao gravar um vídeo se despedindo dos torcedores.

Não há ação que fique incólume – na vida ou no esporte. É extremamente provável que o Cleveland a partir de agora lide com dois extremos. O primeiro é o recado bem claro da diretoria de que ninguém é fixo por ali. E o segundo é conferir se o ambiente melhora e se o onipresente LeBron James vai se sentir livre ou irritado com as mudanças de última hora. Que ele também vá fazer suas malas já foi algo cogitado. Ele nega – pelo menos por enquanto.

 

E quem chegou?

Para receber Isaiah e Frye, os Lakers mandaram para os Cavs dois jogadores, o armador Jordan Clarkson e o ala-pivô Larry Nance Jr. O Cleveland recebeu também os armadores Rodney Wood (do Jazz) e George Hill (dos Kings) em outras trocas de jogadores menos importantes.

O encaixe da equipe a partir de agora passa a ser a grande incógnita da NBA. O Cleveland subiu uma posição e agora é o terceiro da Conferência Leste, mas seguido de perto por todos os outros que vêm logo atrás brigando por uma vaga no playoff. A equipe tem 31 vitórias até aqui – o Detroit Pistons, nono colocado, está com 27.

 

Jogos da temporada regular da NBA 2017/2018

Sexta-feira, 9 de fevereiro

  • Portland Trail Blazers 109×103 Charlotte Hornets
  • Los Angeles Lakers 106×81 Oklahoma City Thunder
  • Golden State Warriors 121×103 Dallas Mavericks
  • 22:00 – Detroit Pistons x Los Angeles Clippers – Palpite: Pistons
  • 22:00 – Philadelphia 76ers x New Orleans Pelicans – Palpite: Pelicans
  • 22:30 – Atlanta Hawks x Cleveland Cavaliers – Palpite: Cavs
  • 22:30 – Boston Celtics x Indiana Pacers – Palpite: Celtics
  • 23:00 – Houston Rockets x Denver Nuggets – Palpite: Rockets
  • 23:00 – Miami Heat x Milwaukee Bucks – Palpite: Heat 

Sábado, 10 de fevereiro

  • 00:00 – Utah Jazz x Charlotte Hornets – Palpite: Jazz
  • 00:30 – Chicago Bulls x Minnesota Timberwolves – Palpite: Wolves
  • 01:30 – Sacramento Kings x Portland Trail Blazers – Palpite: Kings
  • 21:00 – Brooklyn Nets x New Orleans Pelicans – Palpite: Pelicans
  • 22:00 – Philadelphia 76ers x Los Angeles Clippers – Palpite: Clippers
  • 22:00 – Orlando Magic x Milwaukee Bucks – Palpite: Bucks
  • 23:00 – Chicago Bulls x Washington Wizards – Palpite: Wizards
  • 23:30 – Golden State Warriors x San Antonio Spurs – Palpite: Warriors
  • 23:30 – Dallas Mavericks x Los Angeles Lakers – Palpite: Lakers 

Domingo, 11 de fevereiro 

  • 16:00 – Charlotte Hornets x Toronto Raptors – Palpite: Raptors
  • 18:30 – Atlanta Hawks x Detroit Pistons – Palpite: Pistons
  • 18:30 – Boston Celtics x Cleveland Cavaliers – Palpite: Celtics
  • 20:00 – Indiana Pacers x New York Knicks – Palpite: Pacers
  • 22:00 – Houston Rockets x Dallas Mavericks – Palpite: Rockets
  • 22:00 – Minnesota Timberwolves x Sacramento Kings – Palpite: Wolves
  • 22:00 – Oklahoma City Thunder x Memphis Grizzlies – Palpite: Thunder

Segunda-feira, 12 de fevereiro

  • 00:00 – Portland Trail Blazers x Utah Jazz – Palpite: Trail Blazers

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar