Ganhador.com

NBA

Não é exagero: LeBron James e os Cavs já correm risco de ficar fora dos playoffs da NBA

Foto: AP Photo/Phelan M. Ebenhack

Equipe faz sua pior campanha dos últimos anos, e com um batalhão de times logo atrás de si. Próximas semanas prometem muitas incertezas                  

A surpresa negativa da temporada 2017/2018 já tem nome, sobrenome e, como se não bastasse, um astro: o Cleveland Cavaliers de LeBron James, o Rei do Basquete. A franquia despenca ladeira abaixo em um desempenho que nem os próprios jogadores conseguem explicar. Se não há explicação, é bom que haja uma rápida reação. Se nada for feito para sair deste buraco, os atuais vice-campeões da NBA correm risco de até mesmo ficar de fora dos playoffs, o que seria uma das maiores surpresas da história do melhor basquete do mundo.

 

Matemática joga contra

Os Cavs jogaram 16 partidas desde o começo de 2018 – e o retrospecto não é nada bom. A equipe perdeu 10 dessas 16 partidas, e o aproveitamento atual somando toda a temporada é de 57,7% (30 vitórias e 22 derrotas). Os dois primeiros na Conferência Leste já são vistos de consideravelmente longe. O Boston Celtics vai firme na liderança com 70,9%, e o Toronto Raptors anda vez mais sólido na segunda colocação, com 69,8%.

O Cleveland e seus 57,7% abre este mês de fevereiro seguido de muito perto pelo Washington Wizards (57,4%), pelo Milwaukee Bucks (56,6%), Indiana Pacers (54,5%), Miami Heat (53,7%) e Philadelphia 76ers (51,0%). A “nota de corte”, por assim dizer, seria o aproveitamento do Detroit Pistons, o nono colocado na Conferência Leste, o primeiro a ficar fora do pré-temporada: 51,0%. Vale a pena olhar com cuidado para a efetividade dos Cavs neste 2018: 37,5%!

Ainda sobre as estatísticas, seja o que ocorrer daqui até o fim da temporada regular, o atual desempenho já está entrando para a história dos Cavs como o pior desde 2013/2014, quando a equipe fechou os 82 jogos que compõem a fase de conferências com um aproveitamento de 40,2%. A equipe terminou aquela temporada regular na décima colocação – e, vale lembrar, não contava com LeBron James, que então estava no Miami Heat.

 

A hora da superação

A derrocada atual dos Cavs ocorre, para piorar, justamente na semana em que explodiram os rumores da saída de LeBron James para o Golden State Warriors. Conferir a sua motivação em tirar o Cleveland da atual situação vai ser praticamente saber se ele fica ou sai da equipe. A encruzilhada que se apresenta à franquia nas próximas semanas é das mais sérias da carreira do Rei do Basquete, que está com 33 anos e, afinal, já acumulou tempo suficiente – 15 temporadas – para saber o que fazer diante de momentos negativos.

Os Cavs perderam três dos quatro últimos jogos e fazem um duelo importante na noite desta quarta (7): enfrenta em casa, às 23h (de Brasília), o Minnesota Timberwolves, o surpreendente quarto colocado na Conferência Oeste. Todos os encontros dos Cavs daqui por diante devem ser essenciais em uma briga que ninguém esperava no começo da temporada. Todos viam o Cleveland com LeBron e Isaiah Thomas como um forte candidato ao título. O início foi preocupante, mas a equipe embalou e agora corre risco de despencar de novo. E LeBron e companhia vão ter que se virar mesmo sem Kevin Love, o contestado pivô que quebrou a mão e deve voltar a jogar apenas no fim de março.

Love e os colegas já viviam um mau momento antes da lesão. A imprensa de Cleveland apontou que ele, pouco motivado, foi considerado culpado pelos demais jogadores pela má fase dos Cavs. Logo depois veio a lesão. Sabendo como são os bastidores da NBA, é de se supor que ele demore até mais tempo que o esperado para voltar a jogar. Em um caldeirão de egos e vaidades, o desempenho esportivo acaba sendo, muitas vezes, um mero detalhe – e eis o Cleveland para nos lembrar disso.

 

Jogos da temporada regular da NBA 2017/2018

Terça-feira, 6 de fevereiro

  • Denver Nuggets 121×104 Charlotte Hornets
  • Sacramento Kings 104×98 Chicago Bulls
  • Los Angeles Clippers 104×101 Dallas Mavericks
  • Orlando Magic 116×98 Cleveland Cavaliers
  • Toronto Raptors 111×91 Boston Celtics
  • New York Knicks 89×103 Milwaukee Bucks
  • Brooklyn Nets 113×123 Houston Rockets
  • Atlanta Hawks 108×82 Memphis Grizzlies
  • Philadelphia 76ers 115×102 Washington Wizards

Quarta-feira, 7 de fevereiro

  • Golden State Warriors 121×104 Oklahoma City Thunder
  • Phoenix Suns 104×98 Los Angeles Lakers
  • 22:00 – Detroit Pistons x Brooklyn Nets – Palpite: Pistons
  • 22:30 – Miami Heat x Houston Rockets – Palpite: Rockets
  • 22:30 – New Orleans Pelicans x Indiana Pacers – Palpite: Pacers
  • 23:00 – Memphis Grizzlies x Utah Jazz – Palpite: Jazz
  • 23:00 – Cleveland Cavaliers x Minnesota Timberwolves – Palpite: Cavs

Quinta-feira, 8 de fevereiro 

  • 01:30 – Phoenix Suns x San Antonio Spurs – Palpite: Spurs
  • 22:00 – Orlando Magic x Atlanta Hawks – Palpite: Magic
  • 22:30 – Toronto Raptors x New York Knicks – Palpite: Raptors
  • 23:00 – Washington Wizards x Boston Celtics – Palpite: Celtics

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: NBA: o que está por trás do desmanche do Cleveland? | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar