Ganhador.com

Dicas de Apostas

Mundial Masculino de Vôlei: Brasil cai em chave difícil e agora paga 6 para 1 com título

Seleção brasileira de vôlei masculino
Foto: Tarso Sarraf/Inovafoto/CBV

Equipe comandada pelo técnico Renan dal Zotto enfrenta nada menos que Rússia e Estados Unidos por uma vaga na final

O Mundial de Vôlei Masculino está simplesmente sensacional, como o Ganhador vem enfatizando nas últimas semanas. Mas apesar das chances de termos uma zebra e de contarmos com um campeão pouco provável, a hora da verdade chegou para a seleção brasileira com uma constatação das mais duras: para buscar o seu quarto título, ela vai precisar deixar pelo caminho Rússia e Estados Unidos, duas das seleções mais fortes do momento.

Os grupos com o “top 6” foram sorteados na manhã desta segunda-feira (24) em Turim, na Itália, e o Brasil foi posicionado na Chave I, com as duas poderosíssimas concorrentes. O Grupo J está muito mais fácil – conta com a anfitriã Itália e as inconstantes Polônia e Sérvia.

Ao contrário das primeiras fases, de agora em diante não haverá mais o que somar ou subtrair. Das três seleções de cada uma das chaves, duas avançam para as semifinais, com as vencedoras, claro, chegando à final.

O que vem por aí?

Os três jogos decisivos serão disputados nas próximas quarta, quinta e sexta, com o sábado sendo reservado para a semifinal e a decisão ocorrendo no domingo. Os horários e a ordem dos confrontos ainda serão oficializados pela FIVB, a Federação Internacional de Vôlei, mas não haverá muita diferença com relação à agenda de horários imposta até aqui. E é bom que o torcedor brasileiro se prepare para partidas difíceis, pois Rússia e Estados Unidos mostraram na última Liga das Nações que são capazes de jogar o melhor voleibol do mundo nos momentos de decisão.

De acordo com as cotações disponíveis no site Bet365, a seleção brasileira vai simplesmente encarar a grande favorita ao título até aqui. Demonstrando uma equipe realmente fortíssima, desde a recepção até a sequência demolidora de ataques, a Rússia paga R$ 3,75 a cada R$ 1,00 apostado, aparecendo pouco à frente da Itália, a segunda colocada na tabela dos odds. A dona da casa desta vez devolve R$ 4,00/R$ 1,00, tendo perdido um pouco da sua supremacia perante os demais – a Azzurra começou a competição como a favorita na lista geral dos lucros, e embora o seu rendimento até aqui seja realmente bom, não dá mesmo para colocá-los acima dos russos.

E quem vem depois dos dois? Justamente os Estados Unidos, o outro adversário da chave do Brasil, pagando R$ 5,00, com a seleção de Renan dal Zotto aparecendo a seguir, devolvendo R$ 6,00/R$ 1,00.

Feminino já prepara início

Além do Mundial Masculino, em sua empolgante reta final, já dá para apostar também no Mundial Feminino, que será aberto no próximo final de semana no Japão. O Brasil está no Grupo D, ao lado de Cazaquistão, Porto Rico, República Dominicana, Sérvia e Quênia.

Assim como na edição masculina, a edição feminina conta com 24 países e duas fases preliminares até chegar a este “top 6” que os homens hoje demonstram. Deve ser outra grande maratona, com nada menos que 12 partidas em menos de um mês para a seleção que quiser ser campeã do outro lado do mundo.

E como está o Brasil na tabela dos odds? A equipe comandada por José Roberto Guimarães também vem oscilando nas competições prévias e vai precisar mesmo ratificar a sua condição de favorita. No momento, o primeiro país a aparecer na tabela dos lucros é os Estados Unidos, devolvendo R$ 3,50/R$ 1,00, seguido pela Sérvia (R$ 4,00), China (R$ 5,00) e Brasil (R$ 6,00).

Bicampeã olímpica, a seleção brasileira jamais conquistou o Mundial de Vôlei – e daí vem toda a importância e expectativa que os fanáticos pela modalidade estão exercendo na prévia da atual edição. A equipe atual é uma mescla de jovens com atletas experientes que não estão no auge da forma física. É bastante provável que o Brasil comece o Mundial com algumas atuações aquém do esperado, crescendo de produção apenas no decorrer do campeonato.

Odds para ser campeão do Mundial Masculino de Vôlei (outrights)

  • Rússia – R$ 3,25
  • Itália – R$ 4,00
  • Estados Unidos – R$ 5,00
  • Brasil – R$ 6,00
  • Sérvia – R$ 7,00
  • Polônia – R$ 15,00

Odds para ser campeão do Mundial Feminino de Vôlei (outrights)

  • EUA – R$ 3,50
  • Sérvia – R$ 4,00
  • China – R$ 5,00
  • Brasil – R$ 6,00
  • Holanda – R$ 13,00
  • Itália – R$ 15,00
  • Rússia – R$ 17,00

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar