NBA

LeBron crava históricos 51 pontos, mas Cavs vacilam e Warriors abrem 1-0 nas Finais da NBA

LeBron James Cleveland Cavaliers
Foto: Maddie Meyer/Getty Images

Jogo 1 tem final insano e vitória do Golden State por 124×114 na prorrogação                       

Nós aqui no Ganhador falamos ontem (31) que esta seria a final de NBA mais desigual desde 2001, quando o Los Angeles Lakers de Shaq e Kobe amassou os Sixers de Iverson. Mas a expectativa de massacre desta vez contou com um componente especial que quase, por pouco mesmo, não fez com que a série começasse com o placar mais improvável de todos. Foi, sem dúvida, uma das finais mais loucas da NBA, com os dois times se insultando e trocando golpes de todos os tipos. A sensação que predomina é que o Cleveland Cavaliers desperdiçou a sua “bala de prata”. No fim, e no sufoco, o Golden State Warriors abriu a série com um 1 a 0 que demonstrou até uma cota de injustiça. O placar de 124×114 foi obtido só na prorrogação. E os Cavs fizeram tudo errado no final do tempo normal para permitir tal desfecho.

 

LeBron, históricos 51 pontos

Outro ponto abordado na nossa análise de ontem era a possibilidade de LeBron James passar dos 50 pontos por partida nesta decisão. E o Rei do Basquete mostrou que está mesmo com a coroa em dia e teve uma atuação monstruosa, daquelas para contar para os netos: ele anotou simplesmente 51 pontos, jogando em um desespero comovente para nós e constrangedor para os seus companheiros, pois nada é mais oposto ao jogo coletivo do que ver um atleta de tamanha eficiência ao lado de jogadores limitados que só escancaram o mau planejamento dos Cavs para esta temporada.

LeBron cravou seu nome na história como o primeiro jogador a ultrapassar os 51 pontos em uma final de NBA desde Michael Jordan em 1993. O Rei terminou a partida também com 8 rebotes e 8 assistências, trucidando a marcação que os Warriors tentaram impor sobre ele. Foi um show. O Golden State vai precisar para ontem acelerar a recuperação de Andre Igoudala, que certamente vai poder oferecer uma resistência maior a LeBron, que fez o que quis neste Jogo 1.

Pena que ele não tem condições de executar tudo sozinho, porque seus colegas de equipe falharam de maneira constrangedora nos instantes finais, quando todos achavam que os Cavs colocariam o 1-0 na série.

O Cleveland vencia por 106×104 a 35 segundos do fim, quando Curry anotou uma cesta de dois e um lance livre para colocar o 107×106 no placar. Na posse de bola dos Cavs, George Hill sofreu falta e acertou somente um arremesso: 107×107. No novo ataque dos Warriors, J.R.Smith agarrou um rebote e, em vez de atacar, correu de costas para o aro, ouvindo os gritos desesperados de LeBron, que não entendia o que estava acontecendo.

A dois segundos do fim, com uma grande confusão entre os jogadores, Tristan Thompson acabou sendo expulso, não podendo atuar na prorrogação.

O tempo extra foi uma verdadeira batalha, com os atletas se chocando e falando de tudo uns para os outros. Os Warriors levaram a melhor livrando logo nove pontos de vantagem nos primeiros minutos, consolidando a vitória que parecia mesmo o resultado mais provável antes do início, mas que escapou por meros vacilos dos Cavs.

 

E agora?

O 1-0 na série vai tocar fundo no Cleveland, que precisa lutar contra a depressão de ter chegado tão perto da vitória e ter feito coisas inexplicáveis no final para jogar todo o esforço para o alto. Mesmo Kevin Love, que era dúvida para a partida, atuou por 39 minutos e deu a sua cota de sacrifício desperdiçada pelos colegas. Foi uma partida das mais estranhas, e mesmo assim os Warriors levaram por vantagem de dez pontos. Do lado dos Warriors, especialmente Kevin Durant teve uma partida muito instável (26 pontos, com 29 de Curry e 24 de Thompson), e ele realmente sofreu um bocado com o “trash talk” de LeBron durante todo o jogo. O Jogo 1 não ofereceu nenhum panorama claro do que está por vir, embora seja muito difícil imaginar este LeBron superlativo nas próximas partidas. O favoritismo do Golden State está vivo, mas estão vivas também as incertezas e as histerias. Que enorme final!

 

Jogos das Finais da NBA 2017/2018

Jogo 1 – Quinta-feira, 31 de maio 

  • Golden State Warriors 124×114 Cleveland Cavaliers (1-0) 

Jogo 2 – Domingo, 3 de junho 

  • 21:00 – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers – Palpite: Warriors

Jogo 3 – Quarta-feira, 6 de junho 

  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors

Jogo 4 – Sexta-feira, 8 de junho 

  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors

Jogo 5 (se necessário) – Segunda-feira, 11 de junho 

  • 22:00 – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers

Jogo 6 (se necessário) – Quinta-feira, 14 de junho 

  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors

Jogo 7 (se necessário) – Domingo, 17 de junho 

  • 21:00 – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.