Copa Sul-Americana

Fluminense x Atlético-PR: muito além de uma vaga na final da Sul-Americana

Tudo ou nada

Precisando fazer gols, Sonorza será uma das armas de Marcelo Oliveira para conduzir o Fluminense a uma virada histórica hoje no Maracanã pela Copa Sul-Americana.

Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC./Reprodução

Fluminense e Atlético-PR decidem nesta quarta-feira, à partir das 21:45 (transmissão Globo, SporTV e FoxSports), quem será o representante brasileiro na grande final da Copa Sul-Americana de 2018. O Furacão entra em campo com a vantagem do placar de 2 a 0 construído na ida – disputada no último dia 7 de novembro da Arena da Baixada – e pode se dar ao luxo de até mesmo perder por dois gols de diferença desde que faça pelo menos um. Por conta deste cenário favorável e da péssima fase vivida pelo Fluminense – que fez boa campanha na Sul-Americana, mas não sabe o que é vencer há sete rodadas do Campeonato Brasileiro – nossos amigos do Bet365 indicam um prognóstico favorável à vitória do Tricolor logo mais no Maracanã, mas a aposta certeira é na classificação do Rubro-Negro que faria a final contra Junior Barranquilla ou Independiente Santa Fé (ambos da Colômbia).

Mas não é apenas a vaga na grande final que está em jogo. Cariocas e paranaenses querem chegar à decisão por motivos bem distintos e a eliminação hoje pode ficar mais pesada para o lado do Fluminense.

Clique aqui e veja a dica de aposta do Ganhador para o duelo de logo mais e leia, à seguir, tudo que este Fluminense x Atlético-PR representa para a temporada dos dois times.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Fluminense em busca de paz

Vivendo uma crise financeira que parece sem fim e atiçando a fúria da torcida que não aguenta a má-fase no Campeonato Brasileiro – sete rodadas sem vitórias –, o Fluminense começou o ano sob o comando de Abel Braga que, cansado da bagunça administrativa e da falta de recursos, pediu pra sair e foi substituído por Marcelo Oliveira, técnico campeão, mas que nunca foi “brilhante” em sua carreira. E embora tenha conseguido alguns bons resultados após a chegada do novo comando e feito uma boa campanha na Copa Sul-Americana, os salários atrasados cobraram seu preço e o Tricolor das Laranjeiras caiu de produção. Neste momento, mais do que se preocupar com uma classificação à final que traria a paz com a torcida, o time precisa ficar de olho na última rodada do Brasileirão onde ainda corre o risco de cair – mais uma vez – para a Série B.

A eventual final da Sul-Americana – e até mesmo o título – poderiam amenizar a dor de um possível novo rebaixamento (uma queda, aliás, que é matematicamente possível, mas improvável e nem por isso menos preocupante).

Precisando fazer gols e dar uma resposta à sua torcida, Marcelo Oliveira usará uma formação inédita no Fluminense. Ofensivo, terá apenas Richard como volante de contenção e trabalhará o ataque com Sonorza, Marcos Júnior (ou Everaldo), Júnior Dutra e Luciano. Mesmo que a classificação não venha, a disposição em buscar a vitória pode amenizar a raiva do torcedor que precisará jogar ao lado do time no próximo domingo no confronto direto contra o América-MG na luta para fugir da Série B.

 

Um prêmio à boa temporada do Atlético-PR

O Atlético-PR começou o Brasileirão cercado de muitas expectativas por conta  da ideia de jogo do técnico Fernando Diniz – adepto do tiki-taka. Com jogadores talentosos e usando o período da disputa do campeonato estadual para preparar o time principal (o Furacão foi campeão paranaense com seu time B comandado por Tiago Nunes), o conjunto não funcionou e Diniz caiu após colecionar derrotas e empates e ver seu time parar no fundo da tabela do Brasileirão.

Tiago Nunes assumiu o comando, mudou o desempenho do time e em um dos melhores trabalhos da temporada (ao lado de Odair Hellmann, no Inter), levou o Furacão à luta por uma vaga no G-6 contra o Atlético-MG na última rodada do Campeonato Brasileiro e com uma vantagem de 2 a 0 no placar, pode confirmar, hoje, dia 28, sua classificação para a grande final da Copa Sul-Americana. Assim como Fábio Carille em 2017, Nunes pode encerrar seu primeiro ano como técnico principal do Atlético-PR com dois títulos.

Sem a pressão de precisar fazer o resultado, o Furacão deverá ir à campo hoje com uma proposta de controlar o jogo. Seu retrospecto como visitante no Brasileirão é péssimo, mas isso não deverá pesar no duelo de logo mais. E embora entre em campo sem o favoritismo da vitória – mesmo porque, não precisa vencer – deverá coroar o grande trabalho de seu técnico com uma vaga na final do torneio internacional.

 

SEMIFINAIS DA COPA SUL-AMERICANA 2018 – volta

QUARTA-FEIRA, 28 DE NOVEMBRO
  • 21:45 – Fluminense (R$ 2,45) x Atlético-PR (R$ 3,25); empate (R$ 2,87)
QUINTA-FEIRA, 29 DE NOVEMBRO
  • 22:45 – Junior Barranquilla (R$ 1,66) x Independiente Santa Fe (R$ 6,25); empate (R$ 3,25)

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar