Ganhador.com

NBA

Finais da NBA entre Warriors e Cavaliers: Curry bate recorde de cestas de três e acaba com a ilusão de LeBron

Stephen Curry do Golden State Warriors
Foto: Ezra Shaw/Getty Images

Jogo 2 tem vitória em grande estilo do Golden State por 122×103 em casa                       

O Jogo 1 foi insano e decidido só na prorrogação, mas a segunda partida das Finais da NBA começou a colocar a ordem de forças no seu devido lugar. O favorito Golden State Warriors desta vez não titubeou em mostrar quem é que manda na Oracle Arena: com um desempenho espantoso de Stephen Curry, a equipe isolou LeBron James e deu um claro recado às suas aspirações de ficar com o anel de campeão neste ano. O placar final de 122×103 demonstrou que só mesmo uma enorme reviravolta vai tirar a taça das mãos dos comandados de Steve Kerr.

 

Curry atinge marca histórica

Vale sempre lembrar que o Jogo 1 foi de LeBron, que cravou 51 pontos e transformou-se no primeiro jogador desde Michael Jordan, em 1993, a superar a marca das cinco dezenas em uma partida das Finais do melhor basquete do mundo. Provando que estamos realmente em uma geração das mais brilhantes do esporte, o principal adversário de LeBron, Stephen Curry, roubou a cena logo na partida seguinte, construindo também uma atuação que já entrou nos livros de história.

Curry anotou simplesmente nove bolas de três no Jogo 2, obtendo um aproveitamento de 52,9% nas suas tentativas. Foram 17 arremessos e nove convertidos – as nove cestas de Curry foram o mesmo que todo o Cleveland junto (com 9/26).

Stephen, assim, bateu o recorde de Ray Allen (que pelo Boston anotou oito cestas de três nas Finais de 2010, contra os Lakers). O astro dos Warriors registrou ao todo 33 pontos, 8 assistências e 7 rebotes, enquanto Kevin Durant ajudou com 26 pontos, 9 rebotes e 7 assistências. Klay Thompson, que era dúvida por um problema no tornozelo, somou 20 pontos.

LeBron também não passou em branco – saiu de quadra com 29 pontos, 13 assistências e 9 rebotes. Com essa marca, o Rei agora é o segundo maior cestinha da história das Finais (1.318 pontos), atrás apenas de Jerry West (1.679).

Kevin Love foi bem, com 22 pontos e 10 rebotes, mas o restante dos Cavs simplesmente não apareceu. O momento curioso ficou por conta de J.R. Smith, que foi aplaudido bastante pela torcida do Golden State depois do seu vacilo histórico no Jogo 1.

 

Kerr brilha de novo

Tudo bem que os Warriors são uma máquina de encestar bolas, mas não dá para tirar também o mérito de quem está ao redor dos atletas ajustando as peças e conferindo o máximo rendimento a este time realmente histórico. O técnico Steve Kerr acertou em cheio ao escalar o pivô JaVale McGee como titular, controlando os adversários e permitindo um bom rendimento também no seu ataque.

O começo equilibrado logo se desfez com as atuações impressionantes de Durant, Curry e Thompson, que atingiram um duplo dígito de cestas ainda no minuto 18. Antes mesmo do intervalo, a diferença já era de 15 pontos, com um contundente 59×44.

Os Cavs até esboçaram uma reação e cortaram a distância para cinco pontos, com um 78×73 pouco antes do final do terceiro quarto. Mas foi aí que Curry realmente destoou dos demais e, por que não dizer, até mesmo da própria história. Ele tomou as cartas do jogo e simplesmente explodiu a defesa dos Cavs com nada menos que cinco bolas de três apenas no último quarto, incluindo uma cesta realmente espírita, com a posse de bola zerada e com ele de costas, com tempo apenas para girar o corpo e chutar. Foi de novo uma atuação daquelas que a gente vai pode contar para os netos, porque nunca a excelência deste fundamento em tão alto nível funcionou tão bem.

A cena mais sintomática de toda a partida ocorreu a quatro minutos do fim da partida. Estava 111×93 para os Warriors quando LeBron, que havia estava cumprindo todos os minutos do duelo, caminhou até o banco de reservas para descansar pela primeira vez.

A série não está fechada. Mas quem imaginar que os Warriors vão deixar de cacifar o seu mando de quadra está, convenhamos, realmente abusando do otimismo…

 

Jogos das Finais da NBA 2017/2018

Jogo 1 

  • Golden State Warriors 124×114 Cleveland Cavaliers (1-0) 

Jogo 2 – Domingo, 3 de junho 

  • Golden State Warriors 122×103 Cleveland Cavaliers (2-0)

Jogo 3 – Quarta-feira, 6 de junho 

  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors – Palpite: Warriors

Jogo 4 – Sexta-feira, 8 de junho 

  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors

Jogo 5 (se necessário) – Segunda-feira, 11 de junho 

  • 22:00 – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers

Jogo 6 (se necessário) – Quinta-feira, 14 de junho 

  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Golden State Warriors

Jogo 7 (se necessário) – Domingo, 17 de junho 

  • 21:00 – Golden State Warriors x Cleveland Cavaliers

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar