Notícias

É bi! Em Las Vegas, Jhenny Andrade é única brasileira premiada no Oscar do MMA

Foto: Coutinho / Ganhador

Aconteceu na madrugada desta quarta-feira, direto de Las Vegas (EUA), o World MMA Awards, considerado o “Oscar do MMA”. A premiação, promovida pela revista inglesa Fighters Only, consagrou os melhores nomes do mundo das lutas na temporada de 2017. Jhenny Andrade foi a única brasileira vencedora da noite com o prêmio de Ring Girl do ano, pela segunda vez consecutiva – ela conquistou o mesmo prêmio no ano passado. Max Holloway e Rose Namajunas foram os destaques com os prêmios de lutador e lutadora de 2017. Vale lembrar que os premiados são escolhidos através de votação popular.

Acompanhei o tapete vermelho da premiação e tive a oportunidade de conversar com dois vencedores da noite: Jhenny Andrade e Francis Ngannou. A brasileira falou sobre a emoção de estar pela quarta vez na premiação. Esta foi a quarta vez que Jhenny foi indicada e a segunda vez que ela venceu.

“Todo ano pretendo estar aqui. É a quarta vez que sou indicada, só isso já é demais. Conseguir ganhar não é fácil, todas as meninas são importantes para o MMA mundial. Cada uma tem seu trabalho e sua força no MMA. Nosso país merece esse prêmio, trabalhamos muito e nos dedicamos o ano todo para isso”, declarou Jhenny.

Outro que brilhou na noite foi Francis Ngannou. O peso-pesado encara Derrick Lewis no UFC 226, neste sábado, mas estava muito tranquilo e disse gostar de participar de outros eventos mesmo na semana da luta para que não fique só pensando no combate em si. Ele levou o prêmio de “nocaute do ano” pelo soco antológico que usou para apagar Alistair Overeem no UFC 218. De olho na disputa de título entre Stipe Miocic e Daniel Cormier, Ngannou disse não ter preferências de vencedor caso tenha uma nova chance ao título. “Não tenho palpites, que o melhor vença”, resumiu.

Outro que foi premiado durante a noite em Las Vegas e entra em ação neste sábado é Brian Ortega. O americano levou para casa o prêmio de “lutador revelação do ano”. Invicto na carreira no MMA após 14 lutas, ele desafia o campeão Max Holloway pelo cinturão dos penas na co-luta principal do UFC 226.

Confira alguns nomes premiados no Oscar do MMA

Rose Namajunas – Melhor lutadora do Ano
Jhenny Andrade – Melhor Ring girl do ano
Max Holloway – Melhor lutador do ano
Francis Ngannou (contra Alistair Overeem, UFC 218) – Melhor nocaute do ano
Brian Ortega – Melhor lutador revelação do ano:
Robert Whittaker – Melhor lutador internacional do ano
John McCarthy – Melhor árbitro do ano
Rose Namajunas (contra Joanna Jedrzejczyk, UFC 217) – “Zebra”do ano
Justin Gaethje (contra Michael Johnson, TUF 25 Finale)
Justin Gaethje x Eddie Alvarez, UFC 218 – Melhor luta do ano

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar