Ganhador.com

UFC

Cris Cyborg promete pressão contra Amanda Nunes em superluta no UFC 232

Cris Cyborg encara Amanda Nunes no UFC 232
FOTO: Divulgação / UFC

Aconteceu na última semana a primeira coletiva de imprensa do UFC 232, que acontece no dia 29 de dezembro, em Las Vegas (EUA). O evento promete ser um dos maiores do ano, pois conta com duas disputas de cinturão. Além de Jon Jones Vs Alexander Gustafsson pelo cinturão dos meio-pesados – que será retirado de Daniel Cormier – o show conta ainda com a superluta entre Amanda Nunes e Cris Cyborg, pelo título peso pena feminino do Ultimate. E as brasileiras ficaram frente a frente depois de trocarem algumas farpas ao microfone.

Cyborg tem chamado Amanda de “traidora” e “creonte” desde que Amanda a desafiou, em dezembro do ano passado. A campeã peso pena não deixou barato durante a coletiva de imprensa e, claro, voltou a alfinetar a dona do título peso galo, colocando em dúvida a presença de Amanda no UFC 232, já que a rival já cancelou lutas em cima da hora no passado por diferentes motivos. Nunes rebateu algumas provocações de forma mais comedida, e Cyborg parece mais dura via redes sociais. Na encarada, elas até se cumprimentaram.

O duelo entre Cris e Amanda tem tudo para ser tratado como a maior luta da história do MMA feminino. Pela primeira vez, veremos duas campeão dentro do octógono. Cyborg é a dona do título peso pena, e Amanda detém o cinturão dos penas. O reinado em jogo no UFC 232 é o de Cris. Amanda vai lutar mais pesada do que está acostumada, e Cyborg garante ter o antídoto para superar a compatriota: vai botar pressão.

“Treino para tudo, tenho cinco rounds. Já assisti algumas lutas de Amanda e sei que ela gosta de botar pressão, mas ela não gosta de ser pressionada. Eu sou a pressão. Quando ela acertar seu melhor soco, vou colocar pressão nela”, declarou Cyborg, que está invicta no MMA há mais de dez anos e já foi campeão do Strikeforce, do Invicta e agora do Ultimate.

O confronto tem tudo para ser histórico. Cyborg tem atropelado suas rivais por anos e dificilmente encontra dificuldades. Já Amanda, mostra evolução a cada luta e tem uma trocação poderosa também. Suas chances não podem ser ignoradas, embora Cris seja a grande favorita.

Quanto as provocações de Cyborg, confesso que não acho que agrega muita coisa. Ela pode até ter suas diferenças com Amanda e ter discordado da atitude da campeã peso galo, mas lembremos que temos duas brasileiras como campeãs do UFC e ambas entrarão no octógono mais famoso do mundo para um combate que vai entrar para a história, atraindo as atenções do mundo dos esportes. Isso é para lá de positivo. Vale mais exaltar tamanho feito do que focar em coisas negativas como trashtalk e dúvidas em relação ao acontecimento da luta.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar