Brasileirão Série A

Vitória ou nada: Avaí inicia contra o Cruzeiro primeira das quatro decisões contra o rebaixamento no Brasileirão

Foto: Alexandre Schneider/Getty Images

Catarinenses não podem nem pensar em derrota no Mineirão se quiserem continuar com chances de permanência na Série A; sem objetivo no campeonato, Raposa começa fase de testes visando próxima temporada

É matar ou morrer! Esse é o lema do Avaí, que define seu futuro nos próximos dias no futebol brasileiro. Penúltimo colocado no Brasileirão com 35 pontos e quatro pontos atrás do Vitória, primeiro time fora do Z-4, os catarinenses vão nesta quarta-feira (15 de novembro) a Belo Horizonte, às 19h30, encarar um Cruzeiro descompromissado, que já está na Copa Libertadores de 2018 através da conquista da Copa do Brasil, mas que não quer fazer feio diante da China Azul. O jogo é de vida ou morte para a azurra, que se perder pode praticamente decretar a queda para a segunda divisão.

 

Jogo a jogo

Até o fim do Brasileirão o Avaí terá quatro decisões pela frente: Cruzeiro, Palmeiras, Atlético Paranaense e Santos. Mas nada adiantará os resultados seguintes se a equipe comandada por Claudinei Oliveira naufragar já na primeira, contra o time celeste, em Belo Horizonte. A meta para escapar da Série B é somar dez pontos nos próximos jogos e atingir os 45 pontos na tabela, pontuação ideal segundo o clube para se livrar do rebaixamento. Ou seja, três vitórias e um empate.

Por isso, é hora, mais do que nunca, de colocar o coração na chuteira e honrar a camisa. O discurso é compartilhado por Marquinhos, maior artilheiro do estádio da Ressacada com 58 gols, e Betão, principais lideranças do grupo, que precisam encontrar uma maneira de melhorar a campanha do Leão da Ilha fora de casa. O Avaí possui apenas 33% de aproveitamento longe de seu caldeirão tendo somado apenas cinco vitórias em 17 partidas.

 

Acreditar até o fim

Com 90% de chance de cair para a segunda divisão segundo o Departamento de Matemática da UFMG, o Avaí busca encontrar forças no passado para derrubar as previsões. Em 2010, por exemplo, o clube iniciou uma incrível reação na 34ª rodada após ser goleado pelo Corinthians por 4×0. A azurra assegurou um empate com o Botafogo e cravou três vitórias em seguida, contra Internacional, Atlético-GO e Santos, este último contra o time liderado por Neymar e que garantiu a permanência dos catarinenses na Série A. Por isso, a palavra “desistir” está descartada, pelo menos por enquanto, no vestiário catarinense.

 

Testes

Já o Cruzeiro não vê a hora de entrar em férias. Mas isso não significa que os jogadores não querem nada com nada. É só lembrarmos da vitória fora de casa sobre o Grêmio e o empate com o Palmeiras, algumas rodadas atrás. Quinto colocado no campeonato com 54 pontos, o clube não tem mais chances matemáticas de alcançar o título do Brasileirão. Já a vaga na Libertadores está garantida com o título da Copa do Brasil sobre o Flamengo. Ou seja, o clube já fez sua lição de casa e aguarda ansiosamente o fim do Brasileirão.

Assim, é hora de Mano Menezes, de contrato renovado, começar o planejamento de 2018. E o jogo contra os catarinenses deve ser o primeiro dos quatro jogos que o comandante celeste fará testes visando à próxima temporada. Mas é bom deixar claro que o gaúcho não vai descaracterizar a equipe, ou melhor, o modo de jogar.

A primeira novidade é a entrada do lateral-direito Rafael Gallardo. Depois de passar quatro meses treinando no clube, o jogador ganhou um contrato até o fim do ano e está apto a jogar. Ele terá quatro jogos para provar o seu valor. Já na frente, o xodó Judivan, de 22 anos, deve ganhar oportunidade após mais de dois anos longe dos gramados devido a lesões em ambos os joelhos.

Por fim, o lateral Diogo Barbosa, que é cobiçado pelo Palmeiras, pode ser testado no meio de campo. Com alguns desfalques no setor – Arrascaeta está com a seleção uruguaia e Alisson sofre com dores musculares – , o garoto deve ser improvisado. Será que vai dar certo? Vamos ver!

 

Palpite

Jogando sem pressão até o fim do campeonato, o Cruzeiro entra em campo mais leve e com mais chances que o Avaí. Ainda mais por possuir um time superior ao rival, jogar em casa e contar com boas peças como Thiago Neves, Robinho, Rafael Sóbis. Por isso, o time celeste ganha no Mineirão, para desespero do Avaí.

 

Jogos da 35ª rodada do Brasileirão 2017

Quarta-feira, 15 de novembro

  • 17:00 – Ponte Preta x Atlético Paranaense – Palpite: Ponte Preta
  • 19:30 – Cruzeiro x Avaí – Palpite: Cruzeiro
  • 19:30 – Grêmio x São Paulo – Palpite: empate
  • 21:45 – Vasco x Atlético Mineiro – Palpite: empate
  • 21:45 – Corinthians x Fluminense – Palpite: Corinthians

Quinta-feira, 16 de novembro

  • 20:00 – Botafogo x Atlético Goianiense – Palpite: Botafogo
  • 20:00 – Palmeiras x Sport – Palpite: Palmeiras
  • 20:00 – Chapecoense x Vitória – Palpite: Chapecoense
  • 20:00 – Coritiba x Flamengo – Palpite: Coritiba
  • 21:00 – Bahia x Santos – Palpite: empate

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar