Ganhador.com

Brasileirão Série A

A 27ª rodada do Brasileirão chega ao fim levando o São Paulo de volta ao Z-4

Faltando 11 rodadas para o final do Brasileirão, o São Paulo volta ao Z-4 e agoniza

foto: Bruno Cantini / Atlético-MG

Quando a fase não é boa, nada trabalha a favor. Os últimos quatro jogos da 27ª rodada do Campeonato Brasileiro, realizados ontem, dia 12, tiveram a combinação de resultados que levariam – como levaram – o São Paulo de volta ao Z-4. Sem forças para bater o Atlético-MG, como comentamos aqui, o tricolor paulista retorna à 17ª posição e volta a puxar a fila do rebaixamento, acompanhado pelo Avaí, Coritiba e Atlético-GO.

Os empates entre Flamengo e Fluminense (nem para mim e nem para Miguel Gonzalez), e Ponte Preta e Santos, aliados à vitória do Sport pra cima do Vitória, derrubaram o time do Morumbi na tabela de classificação. Felizmente para os comandados de Dorival Júnior, Vitória, Chapecoense, Bahia, Ponte Preta e Fluminense estão há apenas 1 ponto  (32 a 31) de distância o que mantém em alta as esperanças tricolores de sair do Z-4 na rodada do final de semana.

 

Flamengo 1 x 1 Fluminense

Definitivamente foi um clássico muito abaixo do que se espera de um Fla x Flu mas que define bem a realidade dos dois times nesta temporada. Truncado e com poucos lances de emoção, o duelo do dia das crianças se definiu graças ao golaço contra feito por Pará, aos 8 minutos do segundo tempo quando tentava cortar um cruzamento. Foi a deixa para Reinaldo Rueda mexer no time que melhorou após as entradas de Guerrero e William Arão. Aos 24 minutos, Réver aproveitou um vacilo (mais um) da zaga tricolor e mandou a bola para o fundo do gol defendido por Diego Cavalieri.

Deste ponto em diante o jogo ficou “mais aberto” mas seguiu ruim, sem grandes chances reais de gol. O empate no final foi merecido. O Flamengo segue em 7º lugar, classificado para a pré-Libertadores graças à boa arrancada do Cruzeiro e o Fluminense, por sua vez, continua a apenas 1 ponto do Z-4, correndo, assim como o São Paulo, um risco real de rebaixamento.

 

Palmeiras 2 x 2 Bahia

Jogando no Pacaembu, o Palmeiras bem que tentou botar àgua no chope do Bahia na estreia de Paulo Cézar Carpegiani no comando do tricolor. Mas não deu. Depois de abrir 2 a 0 – com gols de William e Bruno Henrique –, o alviverde viu o atacante Edigar Junio (em seu retorno ao time titular) diminuir para os visitantes ainda no primeiro tempo.

Depois de 15 minutos impecáveis e um lance capital aos 38 do primeiro tempo – o gol de Bruno Henrique – o Palmeiras foi se acomodando em campo (aquela mania de “chamar o adversário”) e cedeu terreno ao Bahia que pouco a pouco se encontrou no 4-1-4-1 de seu novo técnico e reagiu. Melhor no segundo tempo a equipe baiana obrigou Cuca a mexer no time com as sonolentas substituições de sempre: sai Deyverson, entra Borja; sai William, entra Roger Guedes e a única surpresa, sai Bruno Henrique, entra Felipe Melo. E como qualquer um que acompanha futebol é capaz de ver, quando técnico apela para um jogador que ficou afastado por quase três meses – por questões de “insubordinação” – como solução para garantir o resultado, sabemos que a nave está sem rumo. Prova disso foi o pênalti em cima de Mendoza no final do jogo, cobrado com perfeição por Edigar Junio aos 43 do segundo tempo que decretaram a igualdade no placar. E ficou barato! Não fosse Fernando Prass no gol, o Palmeiras poderia ter levado uma gloriosa virada.

Sem dúvida, o empate foi melhor para o Bahia que se “descolou” um pouco do Z-4. Estacionado nos 44 pontos, o Verdão caiu para a 5ª posição na tabela e viu o Corinthians sumir no horizonte com 14 pontos de distância. Se alguém ainda tinha esperanças de uma arrancada palmeirense, ela acabou ontem. O alviverde luta pelo G-4 e, talvez, nem isso, se continuar jogando assim.

 

Vitória 1 x 2 Sport

Depois de 9 jogos, o Sport voltou a vencer, muito em função do talento de Diego Souza, que jogando um partidaço, fez um gol e deu a assitência para Lenis marcar o seu e tirar o Leão da Ilha do Z-4 – para alívio do “profexô” Luxemburgo.

Mesmo com o gol de Tréllez, o Vitória não conseguiu buscar ao menos o empate em casa e, apesar da boa recuperação no returno do Brasileirão, segue sendo o pior mandante do campeonato. Entretanto, a equipe segue fora do Z-4, na 12ª posição, imediatamente atrás do Sport que, com 33 pontos, chegou à 11ª colocação. Os dois times ainda podem cair, é claro, mas é inegável que estão, neste momento, em situação melhor que a de São Paulo e Fluminense, por exemplo.

 

Ponte Preta 1 x 1 Santos

A Ponte Preta bem que tentou se recuperar da derrota para o Cruzeiro no último sábado – em jogo antecipado da 28ª rodada –, mas não deu. O time campineiro saiu na frente com gol de Naldo, quase ampliou com Lucca, viu Ricardo Oliveira empatar em seguida e, com a expulsão de Fernando Bob na parte final do segundo tempo, segurou-se ao placar que lhe garantiria, pelo menos, mais uma rodada fora do Z-4.

Pior para o Santos, que viu a distância para o Corinthians aumentar de 8 para 10 pontos e o sonho de conquistar o Brasileirão se confirmar, cada vez mais, como um sonho mesmo.

 

Classificação do Campeonato Brasileiro 2017

Após os jogos de ontem, dia 12, a classificação o Campeonato Brasileiro é a seguinte (lembrando que o Cruzeiro e a Ponte Preta têm um jogo a mais):

  1. Corinthians, 58 – Campeão + Taça Libertadores da América.
  2. Santos, 48 – Taça Libertadores da América.
  3. Cruzeiro, 47 – Taça Libertadores da América.
  4. Grêmio, 46 – Taça Libertadores da América.
  5. Palmeiras, 44 – Taça Libertadores da América.
  6. Botafogo, 43 – Taça Libertadores da América.
  7. Flamengo, 40 – Taça Libertadores da América.
  8. Atlético-MG, 37 – Copa Sul-Americana.
  9. Vasco, 36 – Copa Sul-Americana.
  10. Atlético, PR – 35 – Copa Sul-Americana.
  11. Sport, 33 – Copa Sul-Americana.
  12. Vitória, 32 – Copa Sul-Americana.
  13. Chapecoense, 32 – Copa Sul-Americana.
  14. Bahia, 32
  15. Ponte Preta, 32
  16. Fluminense, 32
  17. São Paulo, 31 – Série B.
  18. Avaí, 30 – Série B.
  19. Coritiba, 28 – Série B.
  20. Atlético-GO, 26 – Série B

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Sem medo de Urubu, o Bahia quer confirmar a nova (e boa) fase derrubando o milionário Flamengo | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar