Ganhador.com

Humor

Paixão Nacional: você viu?

Independente da má-fase, o atacante Ángel Romero tinha tanta certeza de que faria um gol no clássico contra o Palmeiras no último domingo pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro que pediu ao fotógrafo do Corinthians que ficasse com seu celular durante o jogo.

Assim que marcou o gol que abriu o caminho da vitória corintiana – aproveitando-se de uma finalização bisonha de Rodriguinho – o paraguaio correu na direção da torcida e de seu “parceiro no crime”, pegou seu celular de volta e tirou uma selfie com parte do elenco alvinegro direto do gramado do Itaquerão.

Apesar da “chiadeira” de alguns – que questionaram o por quê de Romero não ter sido punido com o cartão amarelo –, não houve nenhuma infração no ato do paraguaio. Conforme explicou ao UOL o presidente da Comissão de Arbitragem, coronel Marcos Marinho, “o uso do equipamento eletrônico é apenas punível se houver comunicação. Nesse caso, o celular foi usado para uma celebração. A priori, nós vimos como uma comemoração sem exagero, sem deboche. E, se o árbitro notasse que tomou muito tempo do jogo, ele poderia dar o cartão”.

Ainda no UOL, o ex-árbitro e comentarista de arbitragem, Leonardo Gaciba, seguiu pela mesma linha de raciocínio e disse não ter notado nenhuma infração. “Inclusive, acho que pode virar moda”, concluiu.

Tenho que certeza de que a torcida do Corinthians não vai se importar com os selfies, se isto ajudar Romero a marcar mais gols – o paraguaio havia deixado sua marca pela última vez em 11 de junho, nos 3 a 2 contra o São Paulo, também em Itaquera. A comemoração inusitada, de acordo com o globoesporte.com, estava ensaiada há cerca de 3 meses.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar