Ganhador.com

Humor

Paixão Nacional: menos cordialidade

 

Com apenas três rodadas do segundo turno do Campeonato Brasileiro da Série A, a impressão que se tem é que o Corinthians – melhor visitante até aqui – está em busca do título de “melhor” anfitrião (o que no futebol pode não ser tão bom assim). Enfrentando, em casa, dois candidatos ao rebaixamento – Vitória e Atlético-GO –, o alvinegro foi incapaz de conseguir ao menos um empate e, exagerando na hospitalidade, contentou-se em perder para ambos por 1 a 0.

Menos mal que o líder do Brasileirão fora de casa continua mantendo o bom desempenho e venceu a Chapecoense por 1 a 0 (chorado, sofrido, no finalzinho do jogo). Assim, o Timão segue para o “recesso” em função das eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia com 3 de 9 pontos possíveis – uma média dentro da realidade do campeonato e daquilo que previu Pai Renato de Bagé lendo borra de chimarrão em sua tendinha em Porto Alegre: “vai despencar”.

Despencando ou não, a verdade é que dois dos piores times do campeonato mostraram que a defesa do Corinthians não é assim tão impenetrável e que, embora Marquinhos Gabriel e Clayson tenham ido bem quando acionados nas vagas de Jadson e Romero, o elenco alvinegro não tem reservas para Jô e Guilherme Arana – que fizeram muita falta ontem.

A distância do líder para o segundo colocado, mesmo que diminua no próximo dia 2, ainda é muito grande… mas não é mais tão inatingível assim e o campeonato que parecia morto – e limitado à briga no Z-4 –, parece ressuscitar. Tudo vai depender do desempenho do Grêmio diante do Sport no próximo dia 2 (data em que a 22ª rodada se encerra).

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar