Ganhador.com

Futebol: Podcast

Corinthians perde a segunda e o São Paulo segue cada vez mais perto da Série B do Campeonato Brasileiro

O Corinthians dos 34 jogos de invencibilidade pegou gosto pela derrota, perdeu a segunda no Brasileirão e já soma 2 quedas em 3 jogos. No clássico carioca, o Vasco – sob nova direção – derrotou o Fluminense por 1 a 0 e se distanciou um pouco do Z-4. Enquanto que no Allianz Parque, o Palmeiras bateu mais um prego no caixão do São Paulo no clássico paulista que ficou marcado pelo susto que Lucas Pratto deu em todo mundo no estádio.

Aperte o play e acompanhe nosso resumo para a 22ª rodada do Campeonato Brasileiro 2017.

 

O líder caiu de novo

O Corinthians, sem alguns titulares, recebeu o Atlético-GO no sábado pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro e à exemplo do que havia feito na 21ª rodada contra o Vitória, perdeu jogando em casa para um time que briga para não cair para a Série B.

Por mais que se queira usar os desfalques como “explicação” – Kazim não é Jô, Moisés não é Arana e Clayson não é Romero (pra ser honesto, ele é melhor que o paraguaio) – a verdade é que pela segunda vez uma equipe fraca tecnicamente deu a bola para o Corinthians e o líder do Brasileirão não soube o que fazer com o domínio indiscutível. Mais posse de bola, mais chutes a gol… todos os números do Corinthians foram melhores, menos um: aproveitamento de chutes a gol. O alvinegro teve 9 chances reais de gol durante o jogo e não fez. O Atlético teve 3 e fez em uma. Vitória e Atlético-GO – com grandes chances de serem rebaixados, mostraram para os demais clubes como vencer o Corinthians: basta dar a bola ao Timão.

Em termos de classificação, o Corinthians segue líder com folgas. Mas aquilo que era uma hipótese remota, pode se tornar uma realidade no final da rodada: ainda é possível para Grêmio e Santos (principalmente, estes dois) entrarem na briga pelo título e botar água no chope corintiano – que segue, justificadamente, gelando para ser aberto ao final do Brasileirão… ou não.

Em defesa de Fábio Carille, ressalte-se novamente a sua vontade de vencer: o lateral Moisés deu lugar ao atacante Carlinhos numa tentativa de tornar o time mais ofensivo – antes, Gabriel, mais marcador, havia dado lugar a Camacho, mais ofensivo. Faltou qualidade, principalmente a Kazim que, certamente, não é jogador para o Corinthians.

 

Sem Pratto, São Paulo bate no fundo do poço

Palmeiras e São Paulo fizeram o jogo da rodada. A começar pelo susto que Lucas Pratto deu em todos que assistiam a partida: ao tentar cortar um escanteio a favor do Palmeiras, o atacante são-paulino cabeceou o joelho de Hernanes e caiu desacordado no chão. Os médicos de São Paulo e Palmeiras correram para atender o atleta e imediatamente pediram a entrada da ambulância.

Ainda em campo, Pratto recobrou os sentidos e reagiu aos estímulos dos médicos. Encaminhado para o H-Cor, ele ficou internado em observação, sem sinais de uma gravidade maior em seu quadro e fez exames de imagem para garantir que estava tudo bem. Até o momento em que este texto foi escrito, isso era tudo que tínhamos de informações sobre o estado de saúde do atleta.

Em campo, o jogo corria movimentado – eu que tando pedi por um bom jogo em minha escala do Ao Vivo no Twitter, fui atendido.

O Palmeiras era um pouco melhor, mas o São Paulo abriu o placar – quando Pratto ainda estava em campo. Depois da paralização, o Palmeiras voltou mais disposto e William em dois lances colocou o Verdão na frente. Mas, antes do final do primeiro tempo, nova falha da defesa palmeirense deixou Hernanes em condições de empatar a partida.

Na volta do intervalo, o Palmeiras se abriu para o jogo e o São Paulo, alternando bons e maus momentos, perdeu três chances de passar à frente. Keno, por sua vez, não perdoou e na chance que teve recolocou o Palmeiras à frente. Hyoran também teve tempo de fazer o seu e dar números finais à partida que, em resumo, mostrou uma pequena evolução no São Paulo (faltou manter o ritmo durante todo o jogo e Cueva participar da partida – com ele em campo, o São Paulo jogou com 10), e o Palmeiras cometendo os mesmos erros de sempre, mas, na base do cucabol, conseguindo o resultado que dá ao time um pouco de tranquilidade até a próxima rodada.

 

Sob nova direção

Com o recém-contratado técnico Zé Ricardo acompanhando das cabines do Maracanã, o Vasco – comandado no campo por Valdir Bigode – pôs fim a sua série de 5 jogos sem vitória e com um chutaço do lateral Ramon, bateu o Fluminense por 1 a 0 e conseguiu ganhar um respiro em sua luta para fugir do Z-4.

O Fluminense, por sua vez, perdeu a chance de entrar no G-6 e na briga por uma vaga na Libertadores – além de ver sua série de 5 jogos sem derrotas (2 vitórias e 3 empates) chegar ao fim.

 

Deu a lógica

O maior mérito de Reinaldo Rueda até o momento no Flamengo, foi ter colocado a defesa em ordem. Sem sofrer nenhum susto por parte do ataque do Atlético-PR – que melhorou muito no campeonato – o rubro-negro carioca fez dois gols ainda no primeiro tempo com Diego e William Arão e administrou o resultado na Ilha do Urubu.

O 2 a 0 mantém o Flamengo em 5º lugar, com 35 pontos, um pontinho atrás do Palmeiras, o 4º colocado – que tem vaga na fase de grupos da Libertadores.

 

Visitantes indigestos

Atlético-MG e Botafogo também entraram para o clube dos visitantes indigestos da rodada (ao lado de Atlético-GO e Vasco) e venceram, respectivamente, Ponte Preta e Bahia pelo mesmo placar – 2 a 1. Resultado que permite ao Botafogo ganhar três posições na tabela. O Atlético-MG sobe duas enquanto que Ponte e Bahia caem duas.

 

Fechando a rodada

O Santos empatou com o Cruzeiro no Mineirão e deixou escapar mais uma chance de diminuir a diferença para o Corinthians. Com o empate em 1 a 1, o time da Vila Belmiro viu a distância para o líder cair de 13 para 12 pontos – algo que, a esta altura do campeonato, não faz diferença. O resultado também ajudou a manter o Cruzeiro no 6º lugar da classificação – com vaga na pré-Libertadores.

O Avaí, por outro lado, conquistou uma importante vitória contra a Chapecoense e, invicto há 4 rodadas está perto da saída do Z-4 – na 17ª posição com os mesmos 25 pontos da Chape (16ª colocada). E pensar que a Chapecoense foi, à exemplo do Inter no ano passado, líder do Brasileirão.

Coritiba e Vitória jogam ainda hoje, segunda-feira, dia 28, a partir das 20 horas no Couto Pereira (Premiere e SporTV), enquanto que Grêmio e Sport fecham a rodada no próximo dia 2 de setembro na Arena do Grêmio a partir das 16 horas (Premiere).

 

Classificação do Campeonato Brasileiro – Série A

Faltando ainda os jogos entre Coritiba x Vitória e Grêmio x Sport, a classificação do Brasileirão é a seguinte:

  1. Corinthians – 50 pontos
  2. Grêmio – 40 pontos – 1 jogo a menos
  3. Santos – 38 pontos
  4. Palmeiras – 36 pontos
  5. Flamengo – 35 pontos
  6. Cruzeiro – 31 pontos
  7. Botafogo – 31 pontos
  8. Atlético-PR – 30 pontos
  9. Fluminense – 30 pontos
  10. Sport – 29 pontos – 1 jogo a menos
  11. Atlético-MG – 29 pontos
  12. Vasco– 28 pontos
  13.  Ponte Preta – 27 pontos
  14. Bahia – 26 pontos
  15. Coritiba – 26 pontos – joga hoje
  16. Chapecoense – 25 pontos
  17. Avaí – 25 pontos
  18. São Paulo – 23 pontos
  19. Vitória – 22 pontos – joga hoje
  20. Atlético-GO – 18 pontos

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar