Ganhador.com

Humor

O Futebolista: inovando na renovação

Não contente em ser o país pentacampeão mundial, berço de craques como Pelé, Romário, Ronaldo e Neymar, o Brasil agora quer ser um exemplo na administração inovando conceitos como “demissão” e “renovação”, ainda nesta edição do Campeonato Brasileiro. E o Santos saiu na frente dos demais clubes.

Após contratar o técnico Levir Culpi por um período de seis meses – até as próximas eleições no clube – o presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, decidiu na manhã do último dia 20, após o terceiro empate em seguida do Peixe, que o time estaria melhor nas mãos de outro treinador – segundo lições aprendidas na Escola Daniel Nepomuceno de Administração Futebolística, em Minas.

Sabendo que mudanças de comando geralmente  apresentam um resultado inicial positivo, Roma Júnior não perdeu tempo e na mesma manhã iniciou negociações com Levir Culpi para que ele fosse o novo técnico do Santos até o final da temporada (mais 9 rodadas). Culpi e o presidente do Santos rapidamente chegaram a um acordo e o novo treinador, antes mesmo de ser anunciado oficialmente, foi a campo dar seu primeiro treinamento.

Mais tarde, durante a coletiva onde foi apresentado oficialmente como novo técnico do clube, Culpi agradeceu ” a oportunidade de poder trabalhar em um grande clube como o Santos, com um projeto e planejamento” e anunciou mudanças em relação ao trabalho de seu antecessor, Levir Culpi. “O trabalho feito anteriormente não era ruim, mas pode ficar melhor com as mudanças que farei”, concluiu antes de ter uma crise de indentidade.

Comentários

6 Comentários
Voltar