Ganhador.com

NBA

Não somos exigentes demais com Stephen Curry?

Foto: Jonathan Bachman/Getty Images

O craque do Golden State Warriors mantém seu alto nível, e a sensação que se tem é que tanto ele quanto a franquia estão em decadência             

O mundo do esporte é um campo vasto para analisar também o comportamento das pessoas. Neste mundo interconectado nas redes sociais, mais ainda. Uma das grandes polêmicas deste começo de temporada é o desempenho do Golden State Warriors e especialmente de Stephen Curry. É quase uma crueldade. Só porque eles são os atuais campeões, exige-se um desempenho sobre humano, ganhando todas as partidas e não permitindo um deslize sequer. Quem conhece a NBA um pouco mais a fundo sabe que não é bem assim.

Uma questão de motivação

A primeira ponderação para analisar o atual desempenho dos Warriors é justamente o atual ânimo da franquia. A NBA é duríssima, e o desgaste que se tem ao obter um título claramente cobra seu preço nos meses seguintes. A cota de sacrifício é tão gigante que muitos não se dão conta de que o maior desgaste é mesmo o mental, e não o físico.

Jogar em altíssimo nível praticamente todos os dias causa praticamente uma deformação do corpo, tamanha a exigência. A repetição disso seriam as lesões crônicas que acabam sendo impossíveis de curar e encurtam as carreiras. No aspecto mental, tal desgaste gera quase uma paralisação. É um pouco do que ocorre com o Golden State. É um time acostumado aos grandes palcos, às grandes decisões. É um time habituado ao Jogo 7 da final – não às partidas do meio de tarde em Brooklyn pela temporada regular.

É de se relevar qualquer relaxamento natural. De novo: os times campeões são aqueles que dosam sua energia da maneira certa. Sem sobrar e nem faltar. E esta é uma explicação para o fato de a equipe ainda não estar na liderança do Oeste. Os Warriors seguem na segunda posição, com 19-6 (76%), contra 18-4 (81,8%) do Houston Rockets, o merecido líder por lá.

A mão continua calibrada como sempre

Os números individuais de Curry tampouco são este desastre que já decretam por aí. A variação de frases que cravam sua decadência é de chorar de rir: “Uma fraude. Está com ciúme de Kevin Durant. Só sabe arremessar. É uma máquina de fazer cestas, não de jogar basquete”.

Assim são algumas das opiniões que marcam presença em qualquer roda de conversa ou qualquer lista de comentários em sites e blogs ao redor do mundo.

Vamos lá: a atual média de pontos de Curry na atual temporada é de 26,3 por partida. Não é um espanto como os 30,1 de 2015/2016. Mas tampouco é um número que destoe tanto. A queda é pequena, se é que dá para chamar de queda. A sua média geral de pontos na carreira é de 22,6. Esta é a nona temporada de Curry na NBA. Ele está com 29 anos. Já está a caminho de ser um veterano.

A única crítica embasada pelas estatísticas é o seu aproveitamento de três pontos. O atual é de 38,1% – o mais baixo da carreira, perdendo para o ano passado, então sua referência negativa, com 41,1%. Mas Curry neste ano está chutando melhor de dois pontos – 58%, contra 51% de média geral – e também nos lances livres, com 93,3%.

Sua volta ao Golden State é um pouco incerta. Ele machucou o tornozelo na vitória contra o New Orleans Pelicans e deve ficar duas semanas fora das quadras.

Mera precaução.

Que ele se recupere em paz e faça aquilo que bem sabe: arremessar como um monstro nos momentos decisivos. Mas para isso ele precisa descansar um pouco nesta virada de ano. Ele é milionário e é um superatleta. Mas é um ser humano como eu ou você.

Jogos da Temporada Regular da NBA 2017/2018

Terça-feira, 5 de dezembro

 

  • Toronto Raptors 126×113 Phoenix Suns
  • Oklahoma City Thunder 100×94 Utah Jazz

 

Quarta-feira, 6 de dezembro

 

  • Portland Trail Blazers 92×106 Washington Wizards
  • 22:00 – Cleveland Cavaliers x Sacramento Kings – Palpite: Cavs
  • 22:00 – Indiana Pacers x Chicago Bulls – Palpite: Pacers
  • 22:00 – Orlando Magic x Atlanta Hawks – Palpite: Magic
  • 22:30 – Boston Celtics x Dallas Mavericks – Palpite: Celtics
  • 22:30 – New York Knicks x Memphis Grizzlies – Palpite: Knicks
  • 23:00 – Charlotte Hornets x Golden State Warriors – Palpite: Warriors
  • 23:00 – Milwaukee Bucks x Detroit Pistons – Palpite: Pistons
  • 23:00 – New Orleans Pelicans x Denver Nuggets – Palpite: Pelicans
  • 23:30 – San Antonio Spurs x Miami Heat – Palpite: Spurs

 

Quinta-feira, 7 de dezembro

 

  • 01:00 – Los Angeles Clippers x Minnesota Timberwolves – Palpite: Clippers

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar