Tênis

Nadal e Federer podem ter um novo encontro na final do ATP de Miami; veja prognósticos das semifinais

Foto: AP Photo/Mario Houben

Fabio Fognini e Nick Kyrgios querem atrapalhar os planos das lendas vivas do tênis mundial, que podem se enfrentar pela 37ª vez na história.

Quando muitos imaginavam que a temporada de 2017 da Associação de Tenistas Profissionais (ATP) seria dominada por Andy Murray (ING) e Novak Djokovic (SER), eis que os veteranos Roger Federer (SUI) e Rafael Nadal (ESP) decidiram dar as cartas novamente. E os lendários tenistas estão perto de protagonizar mais uma final, desta vez no Masters 1000 de Miami, na Flórida, quando estão garantidos nas semifinais, que acontecem nesta sexta-feira (31).

Seria o 37º confronto entre os dois, que, neste ano, decidiram o Australian Open – vencido pelo suíço, que também eliminou o espanhol nas oitavas de final do torneio de Indian Wells, do qual se sagrou campeão. Para que um novo tira-teima torne-se realidade, é preciso que Federer elimine o australiano Nick Kyrgios, em duelo marcado às 20h (horário de Brasília), além de Nadal ter que despachar o italiano Fabio Fognini mais cedo, às 14h.

» Veja também: Johanna Konta e Caroline Wozniacki na final do WTA de Miami

 

RAFAEL NADAL X FABIO FOGNINI

E o Touro Miúra segue firme no propósito de conquistar o Masters 1000 de Miami pela primeira vez na carreira. Depois de bater o americano Jack Sock (6/2 e 6/4), nas quartas de final, Nadal, atual número 7 do mundo, irá encarar o italiano Fabio Fognini, número 40 no ranking, que despachou o japonês Kei Nishikori por 6/4 e 6/2.

Fognini é um tenista que tem melhores resultados em torneio de duplas, quando seu maior feito foi a conquista do Aberto do Austrália de 2015, ao lado do compatriota Simone Bolelli. Ainda na companhia de Bolelli, foram vice-campeões em Indian Wells e Monte Carlo, também em 2015. Já nas competições de simples, o rival de Rafael Nadal na semifinal do ATP de Miami conquistou de três títulos de pouca expressão no mundo do tênis: Stuttgart Open e International German Open, em 2013, e Royal Guard Open do Chile, em 2014.

Com relação ao espanhol, é até covardia comparar o currículo. O Touro Miúra conquistou 80 títulos em nível ATP, sendo que 69 foram em simples e os outros 11 em duplas. Só em torneios Grand Slam, ele faturou 14 taças: Roland Garros (9), Wimbledon (2), US Open (2) e Australian Open (1).

Odds: Rafael Nadal (1.16), Fabio Fognini (5.00).

Palpite: motivadíssimo para uma possível revanche contra Federer, Nadal não dará qualquer chance para Fognini, quando o espanhol irá resolver a parada sem perder nenhum set.

 

NICK KYRGIOS X ROGER FEDERER

Roger Federer, até o momento, faz temporada brilhante em 2017, quando já abocanhou os cobiçados títulos do Aberto da Austrália e do torneio de Indian Wells. E nesta sexta-feira (31), às 20h (horário de Brasília), o suíço irá encarar Nick Kyrgios (AUS), uma das boas surpresas da nova safra de tenistas, na segunda semifinal do Masters 1000 de Miami. Deveria ser o segundo encontro entre os dois em uma fase decisiva de um torneio da ATP este ano. Mas por conta de uma infecção alimentar, o australiano, atual número 16 do ranking, não teve condições de enfrentar o suíço nas quartas de final do Masters 1000 de Indian Wells, há duas semanas. Federer acabou conquistando o torneio norte-americano pela quinta vez na carreira.

Mas o lendário tenista suíço penou para alcançar as semifinais em Miami. Ontem (30), Roger Federer, que ocupa o posto de número seis na lista da ATP, venceu o tcheco Tomas Berdych de virada, com parciais de 6/2, 3/6 e 7/6 (8-6), em um emocionante tie-break no set decisivo. Já Kyrgios também não contou com vida fácil. Contra outro prodígio do tênis, no caso Alexander Zverev, alemão de 19 anos e 20º colocado no ranking, o australiano foi superior e ganhou por 2 a 1 (6/4, 6/7 (7/9) e 6/3).

É importante ressaltar que na única vez em que se enfrentaram, Nick Kyrgios levou a melhor sobre Roger Federer. A vitória do novato se deu na disputa do Masters 1000 de Madri de 2015, então em piso de saibro.

Odds: Nick Kyrgios (2.50), Roger Federer (1.53)

Palpite: Difícil, bem difícil prever um vencedor. Federer é o passado e o presente do que há de melhor no tênis. Mas muitos especialistas já apontam Kyrgios como potencial número 1 do mundo em breve. E ainda tem o sabor de revanche pela eliminação por W.O em Indian Wells. O suíço vai ter que tirar muitas bolinhas amarelas da cartola para derrotar o incessante australiano, mas deve mesmo confirmar uma suada vitória.

A final do ATP de Miami será realizada no próximo domingo, às 14h (horário de Brasília).

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Johanna Konta e Caroline Wozniacki na final do WTA de Miami; confira o prognóstico | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar