UFC

Massacre em Las Vegas não impede realização do UFC 216. E nem deveria…

Foto: Divulgação/UFC

A noite do último domingo foi de terror em Las Vegas (EUA). Um atirador abriu fogo contra uma multidão que assistia a um festival de música country e assassinou 58 pessoas, deixando mais de 500 feridos. Menos de uma semana depois, neste sábado, o UFC 216 acontece na cidade, na T-Mobile Arena, não tão longe do local do massacre. Questionado sobre a continuidade do show, Dana White garantiu que o evento acontece conforme o programado até segunda ordem. E embora isso pareça de alguma forma uma decisão estranha, isto é na verdade o melhor a se fazer.

No Podcast MMA Ganhador dessa semana recebi o amigo João Vitor Xavier, que é repórter do Superlutas e Colunista do Sexto Round. E o pensamento dele é exatamente como o meu. Quando dizemos que “o show tem que continuar”, não estamos ignorando o ocorrido e seguindo em frente como se nada tivesse acontecido. Mas seguir em frente é a maior demonstração de que o bem jamais será vencido pelo mal. Aconteça o que acontecer. A força do bem tem de ser inabalável. E ela há de sobreviver a todo e qualquer tentativa do mal. E isso não vale só para a atitude do UFC. Vale para tudo e todos aqueles que são de bem.

O atirador se suicidou logo depois de cometer o crime. Seja lá qual tenha sido sua motivação para exercer o terror e a maldade, o mundo e principalmente as vítimas (feridos e famílias) precisam de ajuda para seguirem em frente. Nesse momento, a união faz a diferença. A cidade de Boston deu um grande exemplo disso após o atentado à Maratona de Boston, em 2013, quando bombas de fabricação caseira causaram a morte de três pessoas e feriram outras 264. O povo se uniu e a mensagem que ficou é que o bem jamais será vencido, apesar do poder que o mal tem nos dias de hoje.

Vale lembrar que a sede oficial do UFC é em Vegas. O presidente Dana White anunciou que a organização irá doar US$ 1 milhão (cerca de R$ 3,1 milhões) às vítimas do atentado. Mais do que o apoio financeiro, a realização do UFC 216 é uma forma de homenagear as vítimas do massacre e ajudar a cidade de Las Vegas (EUA) a olhar para o futuro. Vivemos em um mundo onde o medo está sempre presente em nossos corações. Seja no Brasil, nos Estados Unidos, na França… Em qualquer lugar. Mas o importante é nunca esquecer de que o bem une o coração de pessoas de bem que lutam todos os dias por um futuro melhor. E quando o bem se une, não há mal capaz de separar.

Afinal, o ato de maldade é o que tem de sumir, parar. O bem precisa prevalecer e seguir em frente, encarando as lutas que a vida apresenta com força e esperança.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar