Ganhador.com

Internacionais

Libertadores não é só na grama! Taça da América Masculina de Futsal

Foto: Jaraguá Futsal / Facebook Oficial / Reprodução

Doze equipes da América do Sul disputam o título mais importante do continente.

Lima, a capital do Peru, receberá os doze melhores times da América do Sul na briga para se coroar o rei do continente. O Brasil será representado pelo Carlos Barbosa, atual campeão da Taça Brasil e da Supercopa.

 

A Libertadores

A competição será realizada em Lima, entre 22 e 28 de maio. Dois ginásios abrigarão as partidas. O Polideportivo 1 tem capacidade para duas mil pessoas e o Coliseo poderá receber até 800 torcedores.

Doze equipes ganharam o direito de concorrer ao título do campeonato. Cada federação pôde indicar um representante, totalizando dez. Além destes, o atual campeão poderá defender sua hegemonia. Completando a lista, o Peru, por ser o país-sede, teve direito a uma segunda vaga.

Na primeira fase, teremos três grupos de quatro. Após turno único dentro dos quadrangulares, os dois melhores de cada e os dois melhores terceiros colocados estarão classificados para as quartas de final. A partir daí teremos eliminatórias simples, em jogo único, até conhecermos o campeão.

Os grupos da 1a fase:

  • Grupo A: 1o de Mayo (Peru), AFEMEC (Paraguai), Rico Sur (Bolívia) e Wanderers (Chile).
  • Grupo B: Bello Real Antioquia (Colômbia), Bocca (Equador), Cerro Porteño (Paraguai) e Old Christians (Uruguai).
  • Grupo C: Caracas (Venezuela), Carlos Barbosa (Brasil), Kimberley (Argentina) e Panta Walon (Peru).

 

Carlos Barbosa é o Brasil

Por que o Carlos Barbosa representa o Brasil na Libertadores? Em 2016, os gaúchos repetiram as campanhas de 2001 e 2009 e conquistaram a Taça Brasil, contra Minas Tênis Clube, Jaraguá do Sul, Cascavel, Vitória, Corinthians, Balsas, Goiás, Moita Bonita e Associação Venâncio Aires.

O título credenciou os laranjas para a Supercopa de 2017, torneio de partida única entre os campeões brasileiro (Liga Futsal) e da Taça Brasil da temporada anterior. Os sulistas derrotaram o Corinthians por 2 a 1 e carimbaram o passaporte para a Libertadores.

Apesar do bom desempenho em competições curtas, o Carlos Barbosa ocupa apenas a sétima posição da atual Liga Futsal. São seis pontos em cinco pelejas.

Na Libertadores, nosso representante não terá moleza. Logo na fase de grupos cruzará com o Caracas, campeão venezuelano, Panta Walon, vice-campeão peruano que contará com torcedores locais, e Kimberley, bicampeão argentino de 2015 e 2016.

 

Os rivais

Além do Carlos Barbosa, é preciso ficar de olho no Kimberley e no Cerro Porteño, que devem brigar pelo título. Os argentinos tiraram do Old Christians, bicampeão uruguaio, Ignacio Salgués e Richard Catardo. São dois excelentes atletas que integram a seleção uruguaia. Nesta temporada, nossos hermanos estreiam a dupla de comandantes Nico Valdés e Gastón Dopico.

O Cerro Porteño é a base da seleção paraguaia. Giménez, Gabriel Ayala, Enmanuel Ayala, Villaba, Rejala, Francisco Martínez e Hugo Martínez têm contrato com o azul e grená. O plantel conta também com corajoso goleiro Ramírez e com Núñez.

Correndo por fora, o Old Christians, perdeu dois titulares, como falamos acima, e estão mais fracos que no ano passado. O título uruguaio veio em cima do sempre forte Nacional. Este ano, no entanto, a representação de Colónia del Sacramiento foi derrotada pelo próprio Tricolor e pelo Peñarol, ganhando seus outros dois compromissos contra adversários menos expressivos. A base continua revelando talentos e a agremiação recentemente comemorou o título nacional sub-20.

O campeão venezuelano Caracas sofreu algumas perdas em seu elenco. Tentou compensá-las com as contratações de Wilmer Maravilla e Mono, ambos da seleção Vinho Tinto. Somente para o evento internacional, o clube acertou os empréstimos de Nené e Sthormes. O técnico para 2017 é Papi.

O AFEMEC pode chegar no máximo às quartas de final. O vice-campeão paraguaio perdeu o título para o Cerro Porteño e entrou na Libertadores por ter eliminado o Encarnación nas semifinais da liga nacional.

O Primeiro de Mayo, campeão peruano, pode assustar. Com certeza terá torcida a seu favor e é melhor que o Panta Walon, vice-campeão da Divisão de Honra. Em quadra, não terá como resistir aos melhores talentos de Brasil, Argentina e Paraguai.

O Wanderers chileno tampouco deve ir longe. Fica a curiosidade do time ter derrotado em abril o selecionado chileno em amistoso por 3 a 2.

 

Como foi no ano passado?

La Guaira, na Venezuela, foi a sede do torneio. Cada país teve apenas uma vaga no certame, que teve dois grupos de cinco na primeira fase. Cerro Porteño e Rio Negro (da Colômbia) passaram no grupo A, enquanto que as vagas do B ficaram com Jaraguá e Kimberley (da Argentina). Nas semifinais, os paraguaios bateram os argentinos e os brasileiros golearam os colombianos. Na decisão, o Cerro Porteño faturou o título inédito ao aplicar 4 a 2 no Jaraguá.

    

1ª rodada da Libertadores de Futsal:

Segunda-feira, 22 de maio:

  • Bocca x Old Christians
  • Cerro Porteño x Bello Real Antioquia
  • Rico Sur x AFEMEC
  • Carlos Barbosa x Kimberley
  • Panta Walon x Caracas
  • 1o de Mayo x Wanderers

 

Os Campeões:

  • 2000 – Internacional (Brasil)
  • 2001 – Banespa (Brasil)
  • 2002 – Carlos Barbosa (Brasil)
  • 2003 – Carlos Barbosa (Brasil)
  • 2004 – Jaraguá (Brasil)
  • 2005 – Jaraguá (Brasil)
  • 2006 – Jaraguá (Brasil)
  • 2007 – Jaraguá (Brasil)
  • 2008 – Jaraguá (Brasil)
  • 2009 – Jaraguá (Brasil)
  • 2010 – Carlos Barbosa (Brasil)
  • 2011 – Carlos Barbosa (Brasil)
  • 2012 – Não foi disputada.
  • 2013 – Intelli (Brasil)
  • 2014 – Brasil Kirin (Brasil)
  • 2015 – Brasil Kirin (Brasil)
  • 2016 – Cerro Porteño (Paraguai)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar