Ganhador.com

Futebol: Podcast

Grêmio se aproxima da final; Botafogo e Flamengo ficam no 0 x 0; veja como foram os jogos de ida das semifinais da Copa do Brasil

Na corrida por uma vaga na final da Copa do Brasil, o Grêmio fez a lição de casa e com a vitória de 1 a 0 ontem sobre o Cruzeiro, leva uma pequena vantagem para o duelo decisivo na próxima quarta-feira em Minas Gerais. Botafogo e Flamengo, por outro lado, não sairam do 0 x 0 no Engenhão. Aperte o play e ouça nossas Caneladas para  os jogos de ontem, dia 16, pela Copa do Brasil e confira a seguir o nosso resumo.

 

Grêmio 1 x 0 Cruzeiro

Depois de “abrir mão” da disputa do Campeonato Brasileiro para manter o foco nos mata-mata que ainda disputa, o Grêmio recebeu o Cruzeiro em Porto Alegre pelo primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasil. E a partida foi exatamente aquilo que todo mundo esperava: mais de 45 mil pessoas foram até a Arena do Grêmio assistir aos donos da casa partirem pra cima da equipe mineira que só conseguiu se aprumar em campo e realizar algumas trocas de passes com cerca de 30 minutos de jogo.

Não fosse o goleiro Fábio, a Raposa teria ido para o intervalo com um placar bem adverso: foram duas defesas importantíssimas do goleiro aos 12 e aos 32 minutos da etapa inicial – finalizações de Barrios e Pedro Rocha. Mas aos 45, o goleirão deu rebote na finalização mortífera de Luan e Barrios – o centroavante que o Palmeiras tanto precisa e do qual abriu mão – mandou para o fundo do gol.

Com a desvantagem no placar, o Cruzeiro voltou mais aceso pro segundo tempo, mas foi incapaz de levar perigo real ao gol de Marcelo Grohe – que só foi trabalhar mesmo nos acréscimos do segundo tempo quando evitou o empate saindo nos pés de Raniel para fazer a defesa. No mais, faltou ao Cruzeiro qualidade para ameaçar o gol tricolor.

Mas que o torcedor gremista não se iluda: embora tenha a vantagem, o tricolor não matou o jogo e o placar de 1 a 0, contra uma equipe como a do Cruzeiro, deixa a vaga em aberto. Mesmo que o Cruzeiro não atravesse uma grande fase e venha de resultados um pouco decepcionantes, é uma equipe inteligente que chegou à semifinal com méritos e pode, muito bem, aprontar pra cima do Grêmio no Mineirão na próxima semana.

E como se não bastasse a expectativa de contar ou não com Luan – o vende-não-vende do momento –, o bom zagueiro Pedro Geromel (que, inexplicavelmente, não foi convocado por Tite em detrimento de Rodrigo Caio) se contundiu no final do jogo e deve ficar fora da equipe por pelo menos 3 semanas. Desfalque certo – e importante – para o jogo em Minas. Melhor para o Cruzeiro.

 

Botafogo 0 x 0 Flamengo

E depois do grande vacilo de Jair Ventura no início da semana reclamando sobre a contratação de técnicos estrangeiros para trabalharem no Brasil no mesmo dia em que o Flamengo confirmou a contratação do colombiano Reinaldo Rueda para assumir o lugar do demitido Zé Ricardo, Botafogo e Flamengo se encontraram no Engenhão para fazer primeiro jogo da outra semifinal da Copa do Brasil.

Protocolares, os técnicos trocaram cumprimentos, elogios e afagos e se preocuparam em fazer seus times jogarem futebol – o que não aconteceu de acordo com a expectativa.

O jogo foi ruim. Bem ruim. Muito abaixo do que as duas equipes podem mostrar (mesmo sendo o Botafogo uma equipe com menos “recursos”). Mas, apesar disso, teve seus momentos.

Com um estilo bem parecido com o do Atlético Nacional, o Flamengo de Rueda não se acanhou por ser o visitante e buscou propôr o jogo o tempo todo. O Botafogo demorou um pouco para equilibrar as ações e terminou o primeiro tempo sendo melhor – mas, merecidamente, a melhor chance foi do rubro-negro que viu Berrío perder um gol feito após surpreendente batida de roupa de Gatito Fernandez – um bom goleiro que adora dar sustos na torcida.

O Flamengo voltou mais perigoso para o segundo tempo – Diego cobrou uma falta espetacular que explodiu no travessão de Gatito – mas de emoção mesmo no jogo, apenas as expulsões de Joel Carli e Muralha que se estranharam numa disputa de bola pelo alto aos 33 da etapa final. Pior para o Flamengo, que não pode contar com o recém-contratado Diego Alves nos jogos da Copa do Brasil. Thiago, muito provavelmente, será o goleiro titular na próxima quarta-feira.

Com o resultado, o Botafogo leva uma vantagem mínima para o jogo decisivo na próxima semana, na Ilha do Urubu. Novo empate em 0 x 0 leva a decisão para os pênaltis, e qualquer empate com gols classifica o Botafogo. Ao Flamengo, somente a vitória interessa – ou o 0 x 0, caso queira ir para as penalidades (o que seria uma estratégia muito ruim).

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar