Ganhador.com

Brasileirão Série A

Corinthians mede forças com o Atlético Paranaense querendo soprar o furacão pra bem longe

Embalado pela vitória contra o Palmeiras, o Corinthians quer o segundo triunfo consecutivo na reta final do Campeonato Brasileiro

Foto: Agência Corinthians

O editor de coração peludo teve um excelente final de semana e bem-humorado como só ele pode ser, sorriu para mim e disse: “Filho, terminarás o Porradabol defendendo o Corinthians”, antes de sumir da redação em uma nuvem de enxofre. Azar do Miguel Gonzalez, que vai precisar quebrar a cabeça e abusar da redação criativa para justificar seu apreço pelos times rubro-negros e mostrar como o Atlético-PR pode derrubar o líder do Campeonato Brasileiro nesta quarta-feira pela 33ª rodada. Ah, como é fácil escrever sobre o líder…

 

Líder, apesar de tudo

Dono do melhor primeiro turno da história do Campeonato Brasileiro na era dos pontos corridos, o Corinthians dirigido pelo técnico Fábio Carille assumiu a liderança do torneio na 5ª rodada e não largou mais. Foram 62 pontos conquistados em 18 vitórias, 8 empates e 6 derrotas. As derrotas, aliás foram o grande destaque do returno alvinegro.

Visivelmente em baixa, o Corinthians intenso e sólido defensivamente das primeiras 19 rodadas sumiu no returno e com apenas 15 pontos somados em 13 jogos viu seu aproveitamento cair consideravelmente – fazendo, em números, um segundo turno digno de Z-4. Para se ter uma ideia, nos últimos 5 jogos o Timão somou 4 pontos em 15 possíveis.

Poderíamos dizer que Pai Renato Gaúcho estava certo e o líder despencou; que não passava de um “cavalo paraguaio” e que o elenco limitado está cobrando seu preço… mas a verdade é que nem todos os problemas enfrentados no returno foram capazes de tirar a liderança do Corinthians – que voltou a jogar bem no último domingo no clássico contra o Palmeiras. A vitória por 3 a 2 dentro do Itaquerão fez o líder colocar 6 pontos (novamente) entre ele o segundo colocado, o Santos, que venceu o Atlético-MG por 3 a 1 no sábado passado.

Escrevi isso em outras ocasiões e volto a escrever: para ser campeão é preciso ter sorte além de bom futebol. E há tempos o Corinthians exibe sorte de campeão. Futebol, nem tanto, como Miguel Gonzalez deve lembrar em seu texto.

Uma realidade diferente da vivida pelo Atlético-PR que após 3 trocas de técnico na temporada – Paulo Autuori, Eduardo Baptista e Fabiano Soares – segue lutando no meio da tabela, cada vez mais distante do G-6 e do sonho de voltar à Libertadores.

 

Mudou na hora certa

O time de Fábio Carille precisava de uma mudança capaz de produzir uma resposta em campo. E ela veio no dérbi passado nas figuras de Clayson e Camacho que, substituindo Jadson e Maycon – que não vinham bem –, deram outra dinâmica ao meio-campo e ataque alvinegro. O time recuperou a capacidade de contragolpear em velocidade e “matou” o Palmeiras do mesmo modo como resolveu a maior parte de seus duelos no primeiro turno.

O time também se mostrou mais compactado defensivamente, dificultando as ações palmeirenses, principalmente no segundo tempo quando o time de Alberto Valentim arremeteu insistentemente contra a defesa alvinegra.

O resultado no clássico – contra um concorrente direto pelo título – enche o Corinthians de moral para enfrentar o Furacão, que visitou o Cruzeiro na rodada anterior e saiu do Mineirão com uma derrota por 1 a 0.

 

Como chegam

Aliviado após a vitória no clássico, o Corinthians chegará na Arena da Baixada com 3 desfalques: Cássio (suspenso e com a Seleção Brasileira), Gabriel e Jadson. É bem possível que Fábio Carille mantenha Clayson e Camacho no time titular. Como Paulo Roberto, reserva imediato de Gabriel, ainda não está com o melhor condicionamento físico – ele está em fase final de recuperação e vem treinando como zagueiro – é bem possível que Maycon retorne ao 11 inicial. No gol, Walter assume a titularidade.

Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Sidcley não irá para o jogo (muito provavelmente, Nikão vai para o jogo). Isso deve complicar ainda mais o já complicado setor ofensivo do Atlético-PR que teve em Ribamar seus melhores momentos no último domingo – apesar das 5 finalizações perdidas contra o Cruzeiro. O ataque, aliás, tem sido o grande problema do Furacão que se defende com alguma competência – mesmo com as ausências de Thiago Heleno e Felipe Gedoz –, mas falha constantemente na parte ofensiva.

 

Desempenho

No primeiro turno, ainda sob o comando do interino Kelly, o Atlético-PR surpreendeu o Corinthians no Itaquerão e saiu na frente com um golaço de Jonathan. Jô, marcou 2 e virou para os donos da casa. Mas Otávio empatou no segundo tempo – e por pouco o Furacão não virou. Foi a primeira vez no Brasileirão 2017 que o Corinthians saiu atrás no placar.

Como mandante, o Atlético-PR tem 6 vitórias, 4 empates e 5 derrotas (não muito diferente de seu desempenho como visitante com 5 vitórias, 3 empates e 7 derrotas) e pode usar isso a seu favor, ainda mais se levarmos em consideração o desempenho do Timão quando joga fora do Itaquerão: 5 vitórias, 5 empates e 5 derrotas (como mandante no Brasileirão, o Corinthians tem 9 vitórias, 4 empates e 2 derrotas).

Apesar desses números e do que mais o Miguel possa procurar para justificar sua predileção por times rubro-negros (tá lá o Flamengo estendido no chão…), o Timão chega embalado e confiante para o duelo de amanhã. E mais: chega jogando como no primeiro turno.

 

Nosso palpite

Apesar do bom desempenho do Atlético-PR jogando na Arena da Baixada, o Corinthians reencontrou o caminho da vitória e sabe que são apenas 6 jogos até o título – ou menos, dependendo dos resultados dos outros times. Deve se aproveitar da necessidade do Furacão em pontuar para se fechar na defesa e sair rápido no contra-ataque que, normalmente, é fatal.

Corinthians amanhece na quinta-feira 3 pontos mais próximo do título.

 

Jogos e palpites para a 33ª rodada do Campeonato Brasileiro

Quarta-feira, 8 de novembro de 2017

  • 19:30 – Ponte Preta x Grêmio – palpite: Grêmio
  • 19:30 – Avaí x Bahia – palpite: Bahia
  • 21:00 – Atlético-PR x Corinthians – palpite: Corinthians
  • 21:00 – Sport x Botafogo – palpite – Botafogo
  • 21:45 – Flamento x Cruzeiro – palpite: empate
  • 21:45 – Santos x Vasco – palpite: Vasco
  • 21:45 – Vitória x Palmeiras – palpite: empate

Quinta-feira, 9 de novembro de 2017

  • 20:00 – São Paulo x Chapecoense – palpite: empate
  • 21:00 – Atlético-MG x Atlético-GO – palpite: Atlético-MG
  • 21:00 – Fluminense x Coritiba – palpite: Fluminense

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Atlético-PR é outro rubro-negro no caminho do Corinthians e do Flávio Soares | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar