Futebol Europeu

Começa a EFL Championship, a Segundona mais rica do planeta!

Foto: Matthew Lewis/Getty Images

Middlesbrough, Aston Villa e Fulham são os favoritos ao acesso a Premier League.

A segunda divisão do Campeonato Inglês tem clube campeão europeu, conta com a agremiações que já reinaram na Inglaterra, na FA Cup e na Copa da Liga, dispõe de nomes como Aston Villa, Nottingham Forest, Leeds United, Norwich City e Sheffield Wednesday, e, tão importante quanto, muitos milhões de libras esterlinas circulam por ela, fazendo da EFL Championship uma das ligas mais importantes da Europa.

 

Histórico

A primeira edição da segunda divisão aconteceu na temporada 1892/93. O Small Health, atual Birmingham City, conquistou o título contra onze rivais.

Em 1992/93, com a criação da Premier League, a second division passou a ser denominada First Division. Sua profissionalização e adaptação ao mercado esportivo do século XXI, resultou na criação da EFL Championship em 2004/05. Assim como na elite, as instituições passaram a administrar seu próprio certame.

Ao longo de mais de um século de história, os grandes quadros do país já deram a volta olímpica na segundona sem nenhum demérito. Manchester City e Leicester são os maiores vencedores, com sete taças. Liverpool e Newcastle têm quatro, Aston Villa, Chelsea, Manchester United e Tottenham têm duas cada. O Arsenal nunca subiu no lugar mais alto deste pódio.

 

Regulamento

Os 24 concorrentes se enfrentam em turno e returno totalizando 46 partidas. Os dois primeiros colocados são declarados campeão e vice-campeão e sobem automaticamente para a primeira divisão de 2018/19. Os quatro participantes classificados entre o terceiro e sexto lugares, disputam a terceira e última vaga disponível na elite. O mata-mata tem ida e volta com cruzamento olímpico (3º x 6º e 4º x 5º) e a “final” acontece em campo neutro em duelo único. Os três piores colocados são rebaixados para a terceira divisão, chamada de League One.

 

Como foi em 2016/17?

Na temporada passada, o Newcastle conquistou o título ao somar 94 dos 138 pontos possíveis, um aproveitamento de 68% Os alvinegros ganharam por um ponto do Brighton & Hove Albion.

Reading, Sheffield Wednesday, Huddersfield Town e Fulham entraram nos playoffs e os Terriers adquiriram o direito de uma inédita participação na série A.

Blackburn Rovers, Wigan Athletic e Rotherham United desceram para a terceirona e foram substituídos por Sheffield United, Bolton Wanderers e Millwall.

 

Quem é quem em 2017/18?

Se depender do aporte financeiro, o Middlesbrough será o campeão. Ninguém duvida que a esquadra rebaixada ano passado regressará rapidamente à elite. O Boro contratou o técnico Garry Monk, que estava no Leeds United. Monk é um especialista em ser promovido desde a época de jogador. A diretoria investiu em três atacantes: o congolês Assombalonga, que custou £ 15 milhões para tirá-lo do Nottingham Forest, o dinamarquês Martin Braithwaite, que veio do Toulouse por £ 9 milhões, e Ashley Fletcher, que saiu do West Ham por £ 6,5 milhões. Outro reforço é o guarda-metas irlandês Darren Randolph, que veio do mesmo West Ham por £ 5 milhões.

O Aston Villa decepcionou sua torcida e terá de jogar a segundona outra vez. A base foi mantida e os de Birmingham aproveitaram para arrecadar algum dinheiro com as vendas do francês Jordan Veretout e do colombiano Carlos Moreno para a Fiorentina: £ 10 milhões. O zagueiro John Terry, ex-Chelsea, e o defensor egípcio Elmohamady, ex-Hull City, são as principais novidades no Villa Park.

É a terceira temporada seguida do Fulham na EFL Championship. Uma vez mais, os londrinos foram discretos nas contratações. O técnico sérvio Slavisa Jokanovic segue comandando a equipe. Os Cottagers enxugaram o elenco no mês de julho. Uma das poucas caras novas é a do brasileiro Lucas Piazon. O lateral-esquerdo vem por empréstimo do Chelsea.

O tradicional Leeds United completa catorze temporadas fora da elite inglesa e chegou a descer até ao terceiro nível. Para a campanha que está prestes a se iniciar, nenhum centavo foi poupado pelo novo dono da agremiação, o italiano Andrea Radrizzani. Até o momento foram £ 15 milhões em novas peças para o plantel e o treinador espanhol Thomas Christiansen, que dirigia o APOEL. O cartola sonha em fechar com Chris Wood, do Besiktas, cuja multa rescisória é da ordem de £ 20 milhões.

O Sheffield United montou uma seleção dos melhores da última edição da terceira divisão. Foram £ 4 milhões em reforços pouco conhecidos do grande público.

O Derby County apostou suas fichas no zagueiro de £ 2 milhões Andre Wisdom, dispensado pelo Liverpool. Os Rams faturaram uma grana com a venda do meio-campo Will Hughes para o Watford por £ 8 milhões.

Os verde e amarelos do Norwich City têm atletas talentosos, mantiveram a base e seu principal reforço é no banco de reservas. O “professor” Daniel Farke, que trabalhava no Borussia Dortmund II assinou contrato.

O Reading, que fez um bom papel em 2016/17, trouxe dois grandes nomes: o meio-campo holandês Pelle Clement, ex-Ajax, e o lateral-direito islandês Jon Böovsrsson, que vestia a camisa do Wolverthampton Wanderers.

O Sunderland, recém-chegado da Premier League, vendeu o goleiro Jermain Defor ao Bournemouth por excelentes £ 30 milhões. Economizou e aplicou apenas £ 1,5 milhões em reforços.

O Wolverthampton Wanderers recebeu £ 3 milhões do Reading pela multa do islandês Jon Böovsrsson. Somou esta grana às suas economias e pôde fechar com o português Rúben Neves, a principal estrela da companhia, que estava no Porto. Ao todo foram £ 16 milhões em nove contratações.

 

Palpite

Middlesbrough e Aston Villa sobem com certeza. A briga é pela terceira vaga que sairá dos playoffs. Uns dez times podem alcançar estas quatro posições. Especialistas britânicos falam muito no Fulham, que por pouco não subiu em maio passado.

Para o rebaixamento, parece certo que Burton Albion, Barnsley e Millwall desçam a ladeira. Porém, Bolton Wanderers, Ipswich Town e Queens Park Rangers precisam ficar espertos.

 

1ª rodada da EFL Championship 2017/18

Sexta-feira, 04 de agosto:

  • 15h45: Nottingham Forest x Millwall – palpite: empate.
  • 15h45: Sunderland x Derby County – palpite:  empate. 

Sábado, 05 de agosto:

  • 11h00: Bristol City x Barnsley – palpite: Bristol City.
  • 11h00: Burton Albion x Cardiff City – palpite: Cardiff City.
  • 11h00: Fulham x Norwich City – palpite: Fulham.
  • 11h00: Ipswich Town x Birmingham City – palpite: Birmingham City.
  • 11h00: Preston North End x Sheffield Wednesday – palpite: Sheffield Wednesday.
  • 11h00: Queens Park Rangers x Reading – palpite: empate.
  • 11h00: Sheffield United x Brentford – palpite: empate.
  • 11h00: Wolverthampton Wanderers x Middlesbrough – palpite: Middlesbrough.
  • 13h30: Aston Villa x Hull City – palpite: Aston Villa.

Domingo, 06 de agosto:

  • 12h30: Bolton Wanderers x Leeds United – palpite: Leeds United.

 

Favoritos ao título da EFL Championship 2017/18

  1. Middlesbrough
  2. Aston Villa
  3. Fulham
  4. Norwich City
  5. Sheffield Wednesday
  6. Wolverthampton Wanderers
  7. Derby Country
  8. Leeds United
  9. Sunderland
  10. Hull City
  11. Birmingham City
  12. Reading
  13. Brentford
  14. Cardiff City
  15. Sheffield United
  16. Bristol City
  17. Nottingham Forest
  18. Preston North End
  19. Queens Park Rangers
  20. Ipswich Town
  21. Bolton Wanderers
  22. Millwall
  23. Barnsley
  24. Burton Albion

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Anônimo

    6 de agosto de 2017, às 22:10

    Não acho que o QPA tem time para cair

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar