Ganhador.com

Copa do Brasil

Com goleiro sem ser vazado em casa, Paraná recebe o Atlético-MG pela Copa do Brasil

Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG

Apesar de serem zebras, paranaenses já eliminaram dois times de Série A na competição

Único confronto das Oitavas de final da Copa do Brasil que ainda não teve jogo, Paraná e Atlético-MG enfim abrem a decisão por um lugar na próxima fase nesta quarta-feira, às 21h45, no Couto Pereira. O primeiro encontro tende a ser mais equilibrado, por ser no Sul, mas a expectativa é de que os mineiros consigam um bom resultado e carimbem a vaga depois em casa.

Os paranaenses de fato são zebras na briga pela classificação, mas a equipe já está acostumada com a situação. Disputando a Série B do Brasileirão, o clube deu de cara com dois participantes da elite nacional: Bahia e Vitória. Apesar de orçamentos bem diferentes, a classificação veio até de forma tranquila, com triunfos por 2 a 0.

Mesmo não tendo chegado a final do estadual, o time faz uma boa temporada, seguindo vivo na Primeira Liga, Copa do Brasil e com dois empates e uma vitória na Série-B. Das últimas 20 partidas, só foi derrotado em apenas duas oportunidades. O trabalho é tão satisfatório que despertou o interesse do Albirex, do Japão, que levou o técnico Wagner Lopes para cuidar do clube nipônico do outro lado do planeta. A saída abriu brecha para Cristian de Souza, que estreou em 13 de maio e até agora não perdeu nos três jogos que disputou.

Sendo assim, não seria surpresa que o Paraná consiga arrancar uma vitória apertada em casa. Porém, o palpite é de um empate em 1 a 1, devido a alta capacidade ofensiva do Atlético-MG, que vem mordido do tropeço para o Fluminense, pelo Brasileirão.

Para isso, os mineiros só vão precisar melhorar seu desempenho fora de casa. Das 13 apresentações que fizeram sem o mando na temporada, em apenas quatro saíram com a vitória. Foram também quatro derrotas e cinco empates. Números muito ruins considerando que disputaram o estadual no primeiro semestre.

O jogo marca a estreia do Atlético na competição, pois o clube entrou diretamente nas Oitavas por ser participante da Libertadores. Foi justamente o torneio o causador da contratação de Roger, que assumiu o comando do time após a demissão de Marcelo Oliveira na derrota por 3 a 1 na primeira partida da final do ano passado.

   

Paredão Léo

O Paraná está há quatro partidas sem sofrer gols, mas a solidez defensiva é ainda maior quando atua em casa. Substituto de Marcos, o goleiro Léo já conta com 1.170 minutos sem ser vazado na Vila Capanema. Com o empate em 0 a 0 com o Paysandu, ele completou a 13ª partida com a marca. Na temporada, a única vez que o time foi vazado atuando com seu mando foi em março, pelo estadual, quando ganhou do Prudentópolis por 3 a 1 – mas era Marcos quem estava na meta.

Apesar de ser a primeira vez que vai ter pela frente um ataque tão letal como o do Atlético-MG, é bom lembrar que o clube já recebeu outros membros da Série A do Brasileiro, como Avaí, Bahia, Atlético-PR e Vitória.

   

Força máxima

Apesar de ainda não confirmar o time, o técnico Roger Machado indicou que o time vai com força máxima para a partida. A única dúvida fica no meio de campo, pois Adílson e Rafael Carioca sentiram o desgaste do jogo contra o Fluminense e a tendência é que um seja preservado. Sendo assim, o clube deve ir a campo com Victor, Marcos Rocha, Felipe Santana, Gabriel e Fábio Santos; Adílson (Rafael Carioca), Elias, Otero e Cazares; Robinho e Fred.

Já o Paraná deve repetir a formação de seu último compromisso, com Léo, Cristovam, Santos Acioli, Schroeder Brock e Rayan; Jhony, Vilela, Biteco, Renatinho e Minho; Morais.

   

Histórico dos confrontos

Ao todo, Paraná e Atlético-MG se enfrentaram 20 vezes e o retrospecto aponta imenso equilíbrio, com oito vitórias para cada lado e quatro empates. Se considerar apenas os duelos no Sul, a vantagem é toda dos paranaenses, que venceram seis, empataram uma e foram derrotados apenas duas vezes.

Porém, é importante salientar que o encontro não acontece há quase dez anos – desde 31 de outubro de 2007, quando a partida terminou 0 a 0 pelo Campeonato Brasileiro daquele ano. Curiosamente, aquela foi a única vez que o duelo terminou sem gols.

Pela Copa do Brasil, os dois só se cruzaram na edição de 1998. Na ocasião, o Paraná venceu no Durival de Britto por 1 a 0. Pela volta, no Mineirão, o Atlético até saiu na frente, mas os visitantes buscaram o gol de empate no final da segunda etapa e avançaram.

   

Jogos da Copa do Brasil desta semana:

  • Quarta-feira, 24 de maio, 21:45 – Atlético-GO x Flamengo – Prognóstico aqui
  • Quarta-feira, 24 de maio, 21:45 – Paraná x Atlético-MG

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: Flamengo precisa de nova vitória sobre o Atlético-GO para se classificar na Copa do Brasil; confira o prognóstico | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar