Ganhador.com

NBA

Bulls x Thunder: os prognósticos para o duelo entre Wade e Westbrook

Foto: Bob Levey/Getty Images

NBA abre a semana com três jogos; o principal deles será em Chicago às 22h30

Local de tantos jogos históricos e especialmente palco de tantas atuações inesquecíveis de Michael Jordan, a United Center, em Chicago, recebe às 22h10 (de Brasília) o principal jogo da NBA nesta segunda-feira, quando o Chicago Bulls de Dwyane Wade recebe o Oklahoma City Thunder de Russell Westbrook.

Se a partida precisasse ser definida em apenas uma palavra, ela seria equilíbrio. Tanto Bulls quanto Thunder estão praticamente em pé de igualdade depois de quase metade da temporada regular. O Chicago vem de 19 vitórias e 18 derrotas, aproveitamento de 51%. O Oklahoma consegue rendimento pouco superior: 19-15, com 57%.

Outro sinal de emoção? A posição que cada uma das equipes ocupa na temporada regular até aqui. Bulls e Thunder estão na sétima colocação. Chicago, na conferência leste; o Oklahoma, no Oeste.

O que pode deixar a parada um pouco mais favorável para Wade e companhia é a verdadeira seca do Thunder quando joga fora de casa. A equipe perdeu as últimas três partidas nesta situação, para Houston, Charlotte e Milwaukee. Mas Chicago tampouco é uma máquina de vencer na United Center. São 11 vitórias e 7 derrotas até aqui, mas com dois triunfos seguidos, incluindo a convincente atuação sobre o Toronto Raptors, um 123×118 na prorrogação na madrugada deste domingo.

Vale muito ficar de olho no craque Dwyane Wade, que tem atuado pelo Bulls como um garoto de 34 anos. Garoto no excelente sentido. Ele está motivado demais ao respirar novos ares em Chicago – depois de 13 anos sendo muitas vezes a estrela solitária do Miami Heat.

Não que Wade tenha de novo jogadores do seu quilate para acompanhá-lo nos Bulls. Mas ele está no ápice de fundamentos importantes como nos arremessos de três pontos, com taxa de acerto de 33% (contra 28,7% na carreira) ou nos lances livres (81,9% na temporada, 76,8% antes dela). E isso porque Wade tem participado mais da rotação dos Bulls do que participava nos tempos de Heat. Sua média de permanência em quadra nesta temporada é de 30,5 minutos por jogo. Antes de chegar até aqui, impressionantes 35,6 por partida para ele, que é ala-armador e acaba muitas vezes fazendo a função não de dois jogadores, mas de uma equipe inteira.

Westbrook também é um capítulo à parte em tudo o que se falar da NBA em 2017. Seus encantos se reduziram um pouco no último mês, é a pura verdade, mas até isso merece uma melhor explicação, pois seu nível era surreal demais. Ele colecionou “triplos-duplos” em novembro, mas mostrou uma face mais módica do seu jogo em dezembro. Janeiro começou de maneira parecida com o mês anterior. Ou seja: Westbrook em “modo light”. Mas mesmo assim capaz de médias assustadoras como as de pontos (31,4 por jogo), assistências (10,3) e rebotes (10,6) na temporada como um todo.

Aos 28 e com tanto por evoluir – Wade, por exemplo, carrega seis anos a mais –, Russell segue firme como um dos principais protótipos do jogador perfeito na NBA.

Mais um molho na disputa desta segunda? O histórico recente de Bulls x Thunder, que farão o primeiro jogo entre si nesta temporada. Na anterior, a de 2015/2016, foram duas vitórias do Bulls, tanto em Chicago quanto em Oklahoma, pelos placares de 105×96 e 104×98.

Não é o que enxergamos nesta noite. Uma previsão mais realista com a temperatura das duas equipes cravaria vitória do Thunder com margem entre 1-6 pontos, o que valeria demais a pena. O retorno é de R$ 12,00 a cada R$ 1,00 em caso de vitória de 1-2 pontos; e R$ 7,00 se esta margem entrar na casa dos 3-6 pontos.

Os outros dois jogos da noite têm favoritos destacados, os dois times que jogam em casa. O New York Knicks recebe o fraco New Orleans Pelicans (36% de vitórias) no Madison Square Garden às 22h30.

Às 23h, o Minnesota Timberwolves faz o “duelo das lanternas” contra o Dallas Mavericks. Impressionante. Não sobrou absolutamente nada dos Mavs campeões em 2011, e isso vale também para Dirk Nowitzki, cada vez mais frágil pelas lesões e cada vez menos atuante. As duas equipes ocupam as duas piores posições no Oeste, com tão somente 29% até aqui.
 

Os três jogos da NBA nesta segunda são:

  • 22h30 – New York Knicks (1,55) x New Orleans Pelicans (2,60)
  • 23h00 – Chicago Bulls (1,80) x Oklahoma City Thunder (2,05)
  • 23h00 – Minnesota Timberwolves (1,47) x  Dallas Mavericks (2,75)

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar