Brasileirão Série A

Botafogo dentro do G-6; Atlético-PR fora. Saiba tudo o que rolou na 30ª rodada do Brasileirão

Botafogo

A 30ª rodada do Campeonato Brasileiro foi marcada por clássicos regionais em que a equipe visitante levou a melhor, e também pelo empate do líder Palmeiras, que permitiu a aproximação do Flamengo. Confira, abaixo, os destaques da rodada.

 

Chapecoense 3×0 Sport

O Leão pressionou o Furacão do Oeste, mas finalizações fracas e erradas impediram o gol de sair. Do outro lado do campo, o goleiro Magrão fez defesas incríveis, mas, aos 44 do primeiro tempo, William Thiego abriu o placar para a Chapecoense após cobrança de escanteio. Ananias ampliou com gol de voleio. O terceiro saiu após expulsão de Gabriel Xavier, do Sport. Kempes aproveitou a sobra após defesa de Magrão e marcou aos 45 da etapa final. O técnico Oswaldo de Oliveira se despede do Sport com derrota, deixando o time à beira do Z-4.

 

Coritiba 0x0 Figueirense

Em partida cheia de cartões amarelos — sete, no total — chutes na trave e belas defesas, Coxa e Figueira empataram sem gols. O Coritiba chegou a balançar a rede do adversário duas vezes, mas na primeira Kazim estava impedido e, na segunda, Leandro havia cometido uma falta no goleiro Gatito Fernandes, o que resultou no anulamento de ambos.

O empate não é bom para ninguém. Das sete equipes que ocupam as últimas posições na tabela, o Figueirense foi a única a pontuar na rodada, porém segue na zona da degola. Enquanto isso, o Coritiba está tentando escalar o meio da tabela. Contudo, o pontinho não foi suficiente para ultrapassar o Cruzeiro, que empatou com o líder da competição, e muito menos os três times seguintes na tabela, todos vitoriosos na rodada.

 

Botafogo 1×0 Internacional

Vitória difícil para o Glorioso. Vindo de duas vitórias seguidas e impulsionado pelo desespero para escapar do rebaixamento, o Inter veio com tudo. Destaque para Vitinho e seu dribles sensacionais. Porém, como previsto, a garra não foi suficiente e o Colorado esbarrou na defesa alvinegra. O segundo tempo trouxe Sassá, que decidiu a partida com gol de pênalti, aos 41 da etapa final, e alcançou a artilharia do campeonato, ao lado de Gabriel Jesus e Robinho.

O triunfo colocou o Botafogo no G-6. Com 47 pontos na tabela, o objetivo agora é se manter na zona de classificação para a Libertadores e, quem sabe, aproveitar um possível tropeço do Atlético-MG para lutar por uma vaga no G-3.

 

Santa Cruz 2×4 Corinthians

Vendida para a Arena Pantanal (Cuiabá-MT), o duelo se realizou em campo neutro. Mesmo assim, Grafite abriu o placar para o Santa, para terror da equipe alvinegra, que se viu obrigada a correr atrás de uma virada. O que fez muito bem. De volta ao time titular, Guilherme mostrou ao que veio, com dois gols para o Timão. Marlone ampliou. O Tricolor do Arruda até tentou reagir, com gol de Keno aos 36 do segundo tempo, mas tudo indicava que era tarde demais para recuperar. Lucca deu o tiro de misericórdia nos acréscimos.

Carille entrega o posto de treinador interino tendo cumprido a vitória obrigatória sobre o vice-lanterna e quebrando o jejum de seis partidas no campeonato, durante as quais o time marcou apenas dois gols. O Coringão permanece na mesma posição, e será terefa de Oswaldo de Oliveira liderar a equipe na batalha pelo G-6.

 

Palmeiras 0x0 Cruzeiro

Com erros grosseiros, Palmeiras se viu jogando de igual para igual com o Cruzeiro. A partida não teve gols, mas contou com lance inacreditável do lateral alviverde Zé Roberto. Robinho estava frente a frente com o gol descoberto, bateu, mas o palestrino se jogou para a trave, praticamente tirando a bola de dentro do gol, usando a barriga. A surpresa foi tanta que precisou ser sacodido pelo goleiro Jailson, alertado de que o lance seguia.

Mas defesa não é gol, e nessa rodada o Palestra conquistou apenas um ponto. Quem comemora é o Flamengo, que viu a diferença de pontuação cair para 1. E o Cruzeiro pouco a pouco vai se livrando do rebaixamento.

 

Atlético-MG 3×0 América-MG

O Clássico das Multidões não atraiu tanta gente assim. Com público de apenas 9.516 pagantes, o Galo conquistou uma vitória fácil contra o lanterna da competição. Mas poderia ter sido bem pior para o Coelho. As defesas espantosas do goleiro João Ricardo impediram uma goleada. O Atlético jogou com garra, sem menosprezar o adversário. Fred marcou seu 11º gol no campeonato, alcançando também a artilharia ao lado de Gabriel Jesus, Robinho e Sassá. Carlos Cesar amplicou. E para fechar com chave de ouro, a equipe alvinegra armou um belíssimo contra-ataque. Em poucos segundos, a bola foi da trave do Galo para a rede do Coelho, com finalização de Lucas Pratto.

O resultado afunda o Coelho ainda mais na zona da degola, e o Galo toma distância do Santos e reafirma a posição no G-3.

 

Ponte Preta 2×0 Vitória

Em campo alagado pela chuva, a Macaca decidiu no primeiro tempo e depois só administrou o jogo. O primeiro gol saiu pelos pés de Rhayner, em belo chute cruzado. No segundo, Wendel se aproveitou da — literal — escorregada do zagueiro Ramon e do embaraço do goleiro Fernando Miguel, e simplesmente conduziu a bola até a rede. Com o placar final, a Ponte segue no sonho de Libertadores e o Vitória continua tentando evitar o pesadelo de rebaixamento.

 

Fluminense 1×2 Flamengo

Em duelo mais polêmico da rodada, Volta Redonda foi palco de 13 minutos de bola parada e confusão, perto do final do segundo tempo. Quem abriu o placar da partida foi Leandro Damião, para o Flamengo. Marcos Junior empatou e Jorge fez o segundo para o Rubro-Negro. A confusão começou aos 40 minutos da etapa final. O auxiliar de arbitragem marcou posição de impedimento para Henrique e o árbitro anulou o gol do Fluminense que empataria a partida. Depois, sob pressão do Tricolor, decidiu validar o gol. O Flamengo reclamou. A bola parou. A equipe reserva invadiu o campo para reivindicar a anulação, os repórteres seguiram atrás. Foi necessária intervenção da Polícia Militar para assegurar a segurança do árbitro Sandro Moreira. Após os treze minutos de discussão, o juiz voltou atrás e anulou o gol. A presidência do Fluminense ameaça pedir anulação da partida devido à possível interferência externa na decisão.

A vitória rubro-negra coloca o Flamengo de novo na cola do Palmeiras. Apenas 1 ponto separa o líder da competição do vice-líder.

 

São Paulo 0x1 Santos

Depois de um início morno, o Santos voltou para o segundo tempo pegando fogo. Com menos de um minuto de bola rolando, Copete entregou um míssel na rede adversária e conquistou o gol da vitória. O Peixe segue com 15 partidas de invencibilidade no Pacaembu e mantém a briga por uma vaga no G-3, enquanto o São Paulo continua empacado a 3 pontos da zona de rebaixamento.

 

Grêmio x Atlético-PR

Os jogadores do Grêmio fizeram o goleiro atleticano trabalhar. Com belas jogadas, passes certos e oito chutes a gol, uma hora o resultado saiu. E foi nos acréscimos do primeiro tempo. Pedro Rocha se movimentou bem, aproveitou o rebote e, com o goleiro no chão, só bateu para o gol.

A vitória deixa o Grêmio colado no G-6 e derruba o Furacão da zona de classificação.

 

Confira os rendimentos para cada R$ 1 apostado nos vencedores da 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, de acordo com o OddsShark.com/br:

  • (R$ 1,95) Chapecoense 3×0 Sport
  • Coritiba 0x0 Figueirense – Empate pagou R$ 3,80
  • (R$ 2,00) Botafogo 1×0 Internacional
  • Santa Cruz 2×4 Corinthians (R$ 1,75)
  • Palmeiras 0x0 Cruzeiro – Empate pagou R$ 3,40
  • (R$ 1,38) Atlético-MG 3×0 América-MG
  • (R$ 1,69) Ponte Preta 2×0 Vitória
  • Fluminense 1×2 Flamengo (R$ 2,30)
  • São Paulo 0x1 Santos (R$ 2,85)
  • (R$ 1,55) Grêmio 1×0 Atlético-PR

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.