Apostas na Copa América 2019: tudo sobre o torneio e como fazer seu palpite

Está chegando a Copa América de 2019 e ela será no Brasil! Seremos o país-sede, para alegria dos fãs da seleção pentacampeã do mundo e da tradição do futebol sul-americano. Quem vibrou com a oportunidade de ver de perto os maiores craques do planeta no Mundial de 2014 terá mais uma chance preciosa de presenciar astros como Neymar, Lionel Messi, Luis Suárez e James Rodríguez, entre outros. Entre junho e julho de 2019, eles estarão mais uma vez entre nós, desfilando pelos gramados de estádios como Maracanã, Mineirão e Morumbi.

Além de acompanhar seleções fortíssimas e assistir a alguns dos maiores astros do futebol internacional, o torcedor brasileiro também poderá aproveitar para lucrar e se divertir nos sites de apostas esportivas. Por jogar em casa e contar com o elenco mais completo e equilibrado entre todas as doze participantes, a seleção brasileira entra como grande favorita ao título da Copa América. Mas vale lembrar que rivais como Argentina e Uruguai farão de tudo para estragar a festa e ficar com a taça.

A responsabilidade de Neymar, Phillipe Coutinho e companhia será enorme. A equipe do técnico Tite terá de apagar tanto o vexame da Copa do Mundo de 2014 como a decepção da eliminação precoce no Mundial da Rússia, em 2018. Apesar do favoritismo do time canarinho, é melhor o torcedor se preparar para fortes emoções, com jogos de alto nível técnico e muito equilíbrio. O Ganhador reuniu tudo o que você precisa saber sobre a Copa América 2019 – e mostra como você pode faturar fazendo seu palpite nas partidas da competição.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

 

Seis estádios receberão os jogos no Brasil

Ao contrário do que aconteceu na Copa do Mundo de 2014, quando as sedes do torneio se espalharam por quase todo o território nacional, a Copa América 2019 exigirá poucas viagens longas das seleções participantes. As partidas serão realizadas em cinco cidades-sede, sendo que seis estádios receberão as partidas da competição. Isso porque São Paulo, a metrópole mais populosa do Brasil, oferecerá dois palcos ao torneio, o Morumbi e a Arena Corinthians. O estádio do São Paulo será o palco da partida de abertura, enquanto a casa do Timão receberá outras partidas do certame em solo paulistano.

Se a abertura acontecerá em São Paulo, a final será realizada no estádio mais tradicional e famoso do país, o Maracanã, no Rio de Janeiro. Além de São Paulo e Rio, a Copa América 2019 terá partidas em outras três cidades. Apesar das traumáticas lembranças de 2014, o Mineirão, palco do desastroso 7×1, vai tentar reabilitar sua reputação. Belo Horizonte, por sinal, será palco de uma das semifinais. Será que a seleção brasileira vai voltar a jogar uma semi no estádio mineiro?

A outra semifinal acontece em Porto Alegre, onde haverá uma alternância em relação ao Mundial de 2014. Enquanto o Internacional cedeu o Beira-Rio ao torneio organizado pela Fifa, em 2019 será a vez de o Grêmio receber a competição da Conmebol em sua moderna arena. Tradição copeira não falta ao estádio, que já recebeu uma final e uma semifinal de Libertadores desde sua inauguração. Fechando a lista, Salvador recebe a Copa América na Arena Fonte Nova, estádio que ficou famoso por sediar alguns dos melhores jogos do Mundial de 2014. A arena baiana foi palco de várias goleadas. Será que a história pode se repetir na Copa América?

 

Países participantes da Copa América 2019

O Brasil terá onze competidores na briga pelo título da Copa América de 2019. Entre as doze seleções que participam do torneio estão as outras nove nações integrantes da Conmebol e mais duas equipes convidadas. Elas vêm de muito longe – e todo mundo sabe que sua presença se justifica mais por razões econômicas e políticas do que por critérios futebolísticos. A primeira equipe convidada é o Japão, que já disputou uma Copa América em 1999, caindo logo na primeira fase. A outra é o Qatar, país-sede do Mundial de 2022, que participa pela primeira vez do certame.

Japão e Qatar deverão ser meros coadjuvantes, já que os representantes sul-americanos estão com equipes muito fortes. Apesar do jejum de títulos, a Argentina é a escolha óbvia na hora de se apontar o principal obstáculo a uma conquista do Brasil. Vice-campeã nas duas últimas edições da Copa América, a equipe bicampeã mundial quer aproveitar para fazer a festa em pleno Maracanã, levantando sua primeira taça desde 1993. Seria a primeira conquista de Lionel Messi com a seleção adulta (ele foi campeão olímpico) e o fim de uma longa série de decepções do torcedor argentino.

Outro grande rival do Brasil é o Uruguai, que garantiu a permanência do veteraníssimo técnico Óscar Tabárez e apostará mais uma vez na artilharia pesada formada por Suárez e seu parceiro Edinson Cavani. Mas vale ficar de olho também na Colômbia, que tem time para fazer frente às superpotências do continente e pode ser apontada como uma seleção com chances reais de ser campeã da Copa América. Atual bicampeão, o Chile não vive bom momento – ficou de fora da Copa da Rússia – e corre por fora, assim como o Peru, o Equador e o Paraguai. Completam a lista de participantes a Bolívia e a Venezuela, que não devem complicar a vida de nenhum adversário no torneio.

 

Calendário da competição

A Copa América começa em 14 de junho de 2019, uma sexta-feira, no Morumbi, em São Paulo, e termina em 7 de julho de 2019, um domingo, no Maracanã, no Rio de Janeiro. A seleção brasileira, cabeça-de-chave do Grupo A, está confirmada na partida de abertura. As demais partidas serão definidas em um sorteio a ser realizado no dia 24 de janeiro, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

O período de disputa da Copa América é bem similar ao da Copa do Mundo, nos meses de frio no Sudeste e Sul, onde estão localizadas quatro das cinco cidades-sede do certame. Salvador, a sede nordestina do torneio, é a única capital onde as seleções participantes poderão enfrentar um pouco mais de calor. No geral, porém, as condições climáticas deverão ser bastante favoráveis à prática do bom futebol.

Vale lembrar que a Copa América de 2019 será a última a ser disputada em um ano ímpar, como tem ocorrido nas últimas décadas (com exceção da Copa América Centenário, que foi uma edição comemorativa, nos Estados Unidos, em 2016). Depois disso, a competição passa a ser disputada no mesmo período que a Eurocopa. A mudança vale a partir de 2020 – o que significa que o campeão de 2019 defenderá seu título já no ano seguinte.

 

Brasil em busca de seu nono título

Além de presentear a torcida da casa com uma taça e superar as derrotas sofridas nos últimos dois Mundiais, o favorito Brasil quer o título também para se aproximar de seus principais rivais no ranking histórico da Copa América. Apesar de ser a seleção mais consagrada e gloriosa do futebol mundial, o Brasil é apenas o terceiro maior campeão da história da competição. Até agora, foram oito conquistas: em 1919, 1922, 1949, 1989, 1997, 1999, 2004 e 2007.

À frente do Brasil estão a Argentina, que soma catorze títulos, e o Uruguai, maior campeão sul-americano, com quinze taças. Ao perseguir o nono título do Brasil, Tite e seus comandados tentarão acabar com um jejum de doze anos dos anfitriões no torneio. Nas três edições disputadas desde a última conquista, o Brasil não chegou nem sequer às semifinais, o que torna ainda maior a pressão por um bom resultado.

Nas duas últimas competições, em 2015 e 2016, o desfecho foi exatamente o mesmo. A coincidência é espantosa: em ambas as edições, Chile e Argentina foram os finalistas, empataram sem gols no tempo normal e decidiram a taça nos pênaltis, com os chilenos levando a melhor. Esses foram os dois únicos títulos da seleção andina na competição, o que deixou o Chile empatado com Paraguai e Peru, também bicampeões. Colômbia e Bolívia têm um título cada.

 

Favoritos a campeão: Brasil, Argentina e Chile

Como qualquer apostador sabe bem, o retrospecto histórico deve ser sempre levado em conta na hora de se fazer um prognóstico. Mas se você quer apostar no campeão da Copa América de 2019, nem Uruguai e nem Argentina ameaçam o Brasil, que conta com claro favoritismo entre os candidatos à taça. As casas de apostas da internet abriram os palpites futuros sobre a competição colocando a seleção brasileira à frente dos concorrentes, com uma cotação de R$ 2,80 a cada R$ 1,00 investido em caso de título.

A Argentina de Messi vinha logo atrás, oferecendo R$ 3,50/R$ 1,00 caso volte a levantar a taça 26 anos depois de sua última conquista. Por ser o atual bicampeão, o Chile figurava em terceiro na lista, devolvendo R$ 7,00/R$ 1,00 se faturar o tri. Em seguida apareciam a Colômbia (R$ 9,00/R$ 1,00) e o Uruguai (R$ 13,00). Vale destacar que essas cotações vão variar até o momento da competição, já que muita coisa ainda pode acontecer até lá. Para ficar por dentro dos preparativos das seleções e acompanhar a variação dos odds, não deixe de consultar o Ganhador.

 

Como apostar na Copa América 2019

Os adeptos das apostas esportivas estão ansiosos pela oportunidade de fazer seu palpite nos jogos da Copa América no Brasil. Além das apostas de longo prazo sobre o campeão do torneio, muitas outas opções de palpites estarão disponíveis nos próximos meses. Com a definição dos três grupos da competição – e, por consequência, da tabela completa da primeira fase –, você já poderá começar a apontar seus preferidos nos primeiros dezoito jogos do certame, além dos favoritos à classificação em cada chave.

Você também poderá fazer seu prognóstico sobre a artilharia do torneio, que deverá ser disputada com unhas e dentes – no caso de Suárez, literalmente – entre os craques das principais seleções do torneio. Além do matador uruguaio, nomes como o de Neymar, Cavani, Messi, Sergio Agüero, Alexis Sánchez, Falcao Garcia e Paolo Guerrero estarão no páreo. Não faltarão alternativas para quem quiser faturar – desde os palpites mais simples até os mais elaborados, com apostas no placar exato das partidas, margem de gols, chance dupla…

 

Os melhores sites de apostas brasileiros

Antes de preparar seus palpites para a Copa América, o torcedor terá outra escolha muito importante, decidindo onde colocar suas fichas para apostar de forma segura, prática e tranquila. Mas encontrar as melhores casas de apostas esportivas da internet é bastante fácil: basta seguir as dicas do Ganhador, que avaliou os principais sites disponíveis aos apostadores brasileiros para destacar as características e pontos fortes de cada um.

Vale a pena separar um tempo para conhecer todas as opções, já que a escolha da casa de apostas ideal para você depende de diversos critérios – como os bônus oferecido aos novos usuários, as promoções reservadas aos apostadores mais assíduos, as diferentes alternativas para depósito e saque e os diferentes tipos de palpites aceitos pelo site. E o mais importante: a garantia de que você está fazendo seu investimento em uma casa de apostas confiável, com excelente reputação entre seus usuários.

 

Palpites de especialistas

Se você quiser aumentar sua chance de fazer um palpite certeiro na Copa América 2019, recomenda-se consultar os palpites de especialistas em futebol. Os apostadores que consultam os prognósticos elaborados pelos especialistas têm acesso a diversas informações valiosas, como dados estatísticos, retrospecto histórico e notícias atualizadas sobre o desempenho das equipes e atletas.

Por mais que você esteja por dentro de tudo o que acontece no futebol sul-americano, é sempre bom ampliar seus conhecimentos e ouvir as dicas de quem mais entende do assunto. Por isso, não deixe de consultar o Ganhador antes de cravar um resultado. Nada melhor do que estar bem informado antes de eleger a equipe que levantará a taça em 7 de julho de 2019, no gramado do Maracanã.

 

Voltar