Apostas nas Olimpíadas 2021: atletismo, vela e boxe podem render medalhas para o Brasil; veja odds e a agenda de segunda para terça

O brasileiro Alison dos Santos, candidato a medalha no atletismo nas Olimpíadas de Tóquio

A participação brasileira nas Olimpíadas de Tóquio está surpreendente. A próximo madrugada olímpica promete fortes emoções e várias possibilidades de medalha para o Brasil. Vale demais ficar ligado no dia 11 dos jogos, entre a noite desta segunda-feira (2) e a manhã de terça no horário brasileiro. A principal possibilidade de ouro vem da vela: Martine Grael e Kahena Kunze fazem a regata final da classe 49er FX e são as favoritas para buscar o bicampeonato olímpico segundo as melhores casas de apostas.

O atletismo também é destaque. Alison dos Santos, principal esperança do time brasileiro em Tóquio, faz a final dos 400m com barreiras e é um dos favoritos no Bet365. Atual campeão olímpico, Thiago Braz também pode beliscar um pódio na final do salto com vara. Vale ficar de olho também no boxe, que pode garantir três medalhas, e em Flávia Saraiva, na final das traves na ginástica. Será que teremos brasileiro no topo do pódio? Confira a agenda e as melhores apostas envolvendo os atletas brasileiros ao longo do 11º dia dos Jogos.

Tutoriais para apostar em esportes:
Apostas passo a passo | Dicas para os iniciantesO que são odds? |  Como achar seu jogo no site de apostas? | Glossário do apostadorApostas de longo prazo

Vela – 49er FX feminino

A maior chance de ouro da madrugada olímpico está nas mãos de Martine Grael e Kahena Kunze. A última regata da classe, que estava marcada para esta segunda-feira, foi adiada por causa dos ventos fracos. A prova foi remarcada para a madrugada desta terça-feira (3), por volta de 0h30 (de Brasília). Atuais campeãs olímpicas, Martine e Kahena chegam para a regata final, chamada de golden race, empatadas na liderança com as representantes da Holanda. Caso a dupla volte a fazer história você recebe R$ 3,75 para 1 no Bodog.

Atletismo

400m com barreira masculino

Não é exagero dizer que a maior chance de medalha de ouro do atletismo brasileiro em Tóquio está nas mãos – ou melhor, nos pés – de Alison dos Santos. Apenas um corredor marcou tempo melhor que Alison nas semifinais, ou seja, a chance de o brasileiro beliscar uma medalha é grande. Vale ressaltar que o atleta paulista diminuiu o ritmo nos metros finais da bateria semifinal – ou seja, ele chegou “sobrando” à decisão. O ouro do brasileiro está pagando R$ 7,00 para 1 no Bet365 e a prova acontece à 0h20 desta terça.

Salto com vara

O atual campeão olímpico está na final do salto com vara. Apesar da conquista surpreendente no Rio em 2016, Thiago Braz não teve um bom ciclo olímpico e chega como grande azarão para a decisão, que acontece às 7h20 desta terça. Thiago é apenas o sétimo favorito no Bet365, com o ouro pagando incríveis R$ 41,00 para 1. Mas nunca é demais lembrar: Thiago entrou como grande zebra na final da Rio 2016  e faturou o ouro… Será que a história se repete?

Ginástica feminina

As chances de medalha brasileira na ginástica feminina ainda não acabaram. Depois do show de Rebeca Andrade, chegou a vez de torcer para Flávia Saraiva na trave de equilíbrio. A prova acontece às 5h50 desta terça-feira. Flávia se classificou com a última vaga, mas pode beliscar alguma medalha. As chances de ouro da brasileira caíram um pouco após a confirmação de que Simone Biles irá disputar a prova. Justamente por isso, os odds ainda não haviam sido divulgados até a manhã desta segunda. Fique de olho aqui na página de cotações do Ganhador para saber quais serão os possíveis lucros.

Boxe

Acredite se quiser: o Brasil pode conquistar três medalhas no boxe no dia 11 das Olimpíadas. Primeiro, Beatriz Ferreira, principal favorita ao ouro no peso leve, faz as quartas de final contra Rayhona Kodirova às 5h desta terça e pode garantir pelo menos um bronze em caso de vitória. Wanderson Oliveira, que enfrenta o cubano Andy Cruz nas quartas de final, às 6h20, está na mesma situação. O brasileiro, porém, é um dos grandes azarões, ao ouro pagando R$ 21,00 para 1. Mais tarde, às 6h50, Abner Ferreira encara o também cubano Julio La Cruz valendo vaga na final. Se Abner faturar o ouro nos pesos pesados você recebe R$ 15,00 para 1 no Bodog.

Canoagem

Vencedores de sua bateria nas quartas de final, liderando de ponta a ponta, Isaquias Queiroz e Jacky Godmann voltam a entrar em ação na semifinal do C2 1000m às 21h desta segunda(2). Como já dissemos na atualização anterior, Isaquias pode ser uma ótima fonte de lucro para os apostadores brasileiros nos próximos dias, com o ouro brasileiro na C2 1.000m pagando R$ 5,50 para 1 no Bodog. O maior medalhista brasileiro no Rio 2016 também é favorito absoluto no C1 1.000m: se faturar seu primeiro ouro olímpico, o brasileiro proporciona lucro de R$ 4,33 para 1, também no Bodog.

Vôlei masculino

Após duelos emocionantes ao longo da fase de grupos, o vôlei masculino fará a primeira participação no mata-mata da competição. Quem perder está fora dos Jogos. A tendência é de um duelo tranquilo para os comandados de Renan diante do Japão. O Brasil é amplo favorito: a vitória paga R$ 1,10 para 1 contra R$ 7,00 para 1 dos japoneses. Os brasileiros estão em segundo lugar na corrida pelo ouro, pagando R$ 4,00 para 1 no Bet365.

Vôlei de praia feminino

Após uma primeira fase de altos e baixos, Ana Patrícia e Rebecca deram um show nas oitavas de final e chegam fortes para as quartas diante das suíças Anouk Verge-Depre e Joana Heidrich às 22h desta segunda. As brasileiras são as favoritas no duelo, pagando R$ 1,53 para 1 contra R$ 2,37 para 1 das europeias. Ana e Rebecca estão entre as duplas favoritas ao ouro no Bet365, pagando R$ 7,50 para 1.

Bet365

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Todas as medalhas do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio (até 2/8)

 

Atualização anterior – 1/8/2021

Após ouro e prata, Rebeca busca o terceiro pódio no solo; veja os odds deste domingo até a segunda

As Olimpíadas de Tóquio têm uma brasileira entre suas principais estrelas. Com o ouro inédito no salto, na manhã deste domingo (1), Rebeca Andrade soma duas medalhas nos Jogos e agora vai em busca da terceira na ginástica solo, na manhã de segunda. De quebra, a carismática brasileira de 22 anos está fazendo a festa de quem investiu em seu sucesso nas melhores casas de apostas, como o Bodog – seu triunfo no salto, por exemplo, rendeu lucro de R$ 3,00 para 1. A ginástica brasileira também pode render outros pódios – e mais palpites premiados – no masculino, com Caio Souza e Arthur Zanetti. A seguir, as próximas oportunidades de lucro, com a agenda dos principais representantes brasileiros a partir da noite de domingo até a manhã de segunda, o dia 10 das Olimpíadas de Tóquio.

Ginástica feminina

A chance de trinca de Rebeca Andrade no quadro de medalhas é boa: ela disputará a final do solo após se classificar com uma das melhores notas das preliminares e viu sua chance aumentar ainda mais com a nova desistência da americana Simone Biles, que se retirou de mais esse evento em Tóquio. A decisão acontece a partir das 6h (de Brasília) de segunda, com Rebeca e seu “Baile de Favela” pagando R$ 6,50 para 1 no Bodog em caso de novo ouro.

Ginástica solo feminino: quem leva o ouro?
Odds
Jade Carey (EUA)
R$ 3,50
Vanessa Ferrari (ITA)
R$ 5,50
Angelina Melnikova (RUS)
R$ 6,00
Jessica Gadirova (GBR)
R$ 6,00
Rebeca Andrade (BRA)
R$ 6,50
Odds do Bodog Bodog Brasil
 

Ginástica masculina

Rebeca Andrade não é a única candidata a medalha para o Brasil na ginástica no próximo dia dos Jogos: tanto Arthur Zanetti como Caio Souza têm chances em suas finais. Zanetti, o campeão olímpico das argolas em Londres 2012 (além de prata no Rio 2016), busca a sua terceira medalha a partir das 5h, com odds de R$ 11,00 para 1 no Bodog em caso de ouro. O favorito é o atual campeão olímpico, o grego Eleftherios Petrounias, com R$ 2,60 para 1, seguido pelo chinês Liu Yang, R$ 3,50 para 1. A partir das 6h50, será a vez de Caio, que vai disputar a final do salto correndo por fora: R$ 15,00 para 1 se for ouro, contra os R$ 3,75 para 1 do favorito, o russo Nikita Nagornyy.Martine e Kahena podem ser bicampeãs

Vela – 49er FX feminina

Além de Rebeca, a outra grande chance de medalha de ouro do dia está nas mãos de Martine Grael e Kahena Kunze, que chegam à regata final da classe 49er FX da vela empatadas na liderança com as representantes da Holanda. Outras três duplas também estão na briga, mas as atuais campeãs olímpicas vêm fortes para buscar o bi. Martine e Kahena chegaram a Tóquio com odds de R$ 3,75 para 1 no Bodog em caso de conquista do ouro e podem confirmar esse favoritismo a partir das 2h30 da madrugada de segunda.

Canoagem masculina

Destaque do Brasil na Rio 2016, Isaquias Queiroz estreia em Tóquio 2020 com ótimas chances de medalha. A primeira prova acontece a partir das 22h deste domingo, com Jacky Godmann, na C2 1.000m, com a possibilidade de avançar diretamente às semifinais. Isaquias pode ser uma ótima fonte de lucro para os apostadores brasileiros nos próximos dias, com o ouro brasileiro na C2 1.000m pagando R$ 5,50 para 1 no Bodog, atrás das duplas da Alemanha e da China. Já na C1 1.000m, Isaquias é o favorito absoluto: se faturar seu primeiro ouro olímpico, o brasileiro proporciona lucro de R$ 4,33 para 1, também no Bodog.

Handebol feminino

O duelo com a França, a partir das 23h deste domingo, vale a sobrevivência no torneio para as mulheres do Brasil. Com a derrota para a Suécia na rodada passada, só um resultado positivo diante das francesas coloca as brasileiras nas quartas de final. E a missão não é nada fácil, já que a França é a atual vice-campeã olímpica. Favoritismo francês no Bet365, com odds de R$ 1,77 para 1, enquanto a vitória brasileira devolve R$ 3,60 para 1 (empate paga R$ 6,00 para 1).

Vôlei de praia masculino

Duas duplas brasileiras entram em ação pelas oitavas de final nesta segunda. Os invictos Evandro e Bruno Schmidt enfrentam a dupla da Letônia à 1h, com favoritismo brasileiro: R$ 1,25 para 1 no Bet365 (a Letônia tem odds de R$ 3,25 para 1). Já pela manhã, às 9h, Alison e Álvaro Filho encaram a dupla do México, também como favoritos: R$ 1,33 para 1, contra R$ 3,25 para 1 dos mexicanos. Caso ambas as duplas brasileiras avancem, elas se enfrentam nas quartas. Na briga pelo ouro, Alison e Álvaro têm a melhor cotação, pagando R$ 6,00 para 1 no Bodog se subirem ao topo do pódio. Evandro e Bruno têm odds de R$ 10,00 para 1.

Vôlei feminino

O Brasil não chegou a Tóquio entre os favoritos, mas vem fazendo ótima campanha: com quatro vitórias e 100% de aproveitamento, a equipe do técnico José Roberto Guimarães está praticamente garantida na liderança do Grupo A do torneio feminino. Nem vale a pena investir no jogo desta segunda, às 9h45, contra o Quênia, já que o Brasil é tão favorito que o retorno é de apenas R$ 1,001 para 1 (a improvável vitória queniana paga R$ 26,00 para 1). Melhor é investir numa medalha do vôlei brasileiro, que neste momento está pagando R$ 5,00 para 1 no Bet365. As favoritas ao ouro são as americanas: R$ 2,75 para 1.

Boxe masculino e feminino

Por falar em apostas antecipadas para os próximos dias, vale destacar que o Brasil está com duas medalhas garantidas no boxe masculino, com Abner Teixeira (91kg) e Hebert Conceição (75kg). Eles disputam as semifinais como azarões, rendendo lucros altíssimos caso venham a conquistar o ouro: Abner paga R$ 21,00 para 1 e Hebert, R$ 15,00 para 1 no Bodog. Já no feminino, o Beatriz Ferreira (60kg) é mais longo, já que ela ainda não se garantiu nas semis, mas sua cotação é excelente: favorita, ela paga R$ 2,00 para 1 se subir ao topo do pódio.

 

Atualização anterior – 31/7/2021

Rebeca Andrade tem chances reais de ouro no salto; veja os odds e a agenda de sábado para domingo

Rebeca Andrade fez história nas Olimpíadas de Tóquio: a prata no individual geral foi a primeira medalha olímpica do Brasil na ginástica feminina. A brasileira volta a entrar em ação na final do salto e possui chances reais de medalha na manhã deste domingo (1), ainda mais após a desistência da favorita Simone Biles. A chance de medalha no dia seguinte, na final do solo, também é muito grande. Será que Rebeca pode buscar o tão sonhado ouro olímpico?

Rebeca não é a única chance de medalha do Brasil ao longo do dia 9 dos jogos. Pode pintar medalha também na vela, no boxe e na natação. Bruno Fratus faz a final da tradicional prova dos 50m nado livre e é o terceiro favorito nas melhores casas de apostas: o ouro rende R$ 12 para 1 no Bet365. Há esperança também na vela, com Robert Scheidt. O maior medalhista olímpico da história do Brasil vai participar da final da classe laser. E Hebert Conceição também pode garantir um bronze caso vença seu combate no boxe. Será que o trio vai subir ao pódio? Confira a agenda e as melhores apostas envolvendo os atletas brasileiros ao longo do nono dia dos jogos.

Ginástica – final do salto feminino

A participação de Rebeca Andrade em Tóquio está longe de acabar. Depois de fazer história no individual geral, a brasileira chega mais leve e com grandes chances de medalha, inclusive de ouro, na final do salto. Rebeca entra em ação às 5h45 (de Brasília) deste domingo (1) e chega com a segunda melhor média após a desistência de Simone Biles. A ginasta também teve o melhor desempenho no salto na final do individual geral. A brasileira é a segunda favorita ao ouro segundo o Bet365 pagando R$ 3,00 para 1.

Natação – 50m livre masculino

Depois de bater na trave em Londres e Rio de Janeiro, Bruno Fratus chega com boas chances de faturar uma medalha na tradicional prova dos 50m livre às 22h30 deste sábado (31). O brasileiro traz o terceiro melhor tempo e é um dos candidatos ao ouro, pagando R$ 12,00 para 1 no Bodog. Embora a possibilidade de ouro seja pequena, com um amplo favoritismo do americano Caeleb Dressel, a chance de medalha é bem considerável. Os palpites em Bruno Fratus medalhista, seja qual for seu lugar no pódio, rendem R$ 1,57 para 1 no Bodog.

Quem ganha o ouro nos 50m nado livre?
Odds
Caeleb Dressel (EUA)
R$ 1,11
Bruno Fratus (BRA)
R$ 15,00
Florent Manadou (FRA)
R$ 15,00
Kristian Gkolomeev (GRE)
R$ 17,00
Odds do Bodog Bodog Brasil
 

Vela – classe laser masculino

Será que o maior medalhista olímpico da história do Brasil pode aumentar ainda mais sua vasta coleção neste domingo (1)? Robert Scheidt chega na sexta colocação geral para a regata final da classe laser, que acontece às 2h30 em Enoshima. A chance de ouro é pequena, pagando R$ 25,00 para 1 no Bet365, mas Robert pode beliscar uma prata ou bronze.

Boxe – peso médio masculino

Mais uma medalha que pode pintar para o Brasil na madrugada olímpica. Hebert Conceição enfrenta Abilkhan Amankul, do Cazaquistão, e garante, pelo menos, uma medalha de bronze caso vença o combate das quartas de final às 6h20 da manhã deste domingo (1). O brasileiro é o quinto favorito ao ouro no Bodog, pagando R$ 16,00 para 1.

Handebol masculino

Jogo de vida ou morte para o Brasil às 7h30 deste domingo. A seleção brasileira encara a Alemanha e precisa vencer para garantir uma classificação inédita para as quartas de final nas olimpíadas. Será um confronto direto pela 4ª posição do Grupo B. Os odds dão um favoritismo imenso para os alemães: um triunfo brasileiro paga altíssimos R$ 8,25 para 1 no Bet365. Será que a seleção fará a alegria dos apostadores?

Vôlei masculino

Após sair perdendo no primeiro set, o Brasil se recuperou e venceu os Estados Unidos por 3 a 1, garantindo vaga na próxima fase. A seleção fecha a participação na fase de grupos na noite deste sábado (31), às 23h, contra a França, como favorita no confronto: a vitória verde e amarela rende R$ 1,66 para 1 e o triunfo francês paga R$ 2,10 para cada real apostado no Bet365.

 

Atualização anterior – 14/7/2021

Apostas nas Olimpíadas 2021: palpites nos brasileiros

Entre os brasileiros favoritos a uma medalha em Tóquio 2020 estão Isaquías Queiroz, o vôlei e o futebol masculinos, o surfista Gabriel Medina e o iatismo

As Olimpíadas 2021 estão chegando, apesar do atraso de um ano provocado pela Covid-19 – os Jogos de Tóquio 2020 serão os primeiros da história em um ano ímpar e os primeiros sem torcida nas arquibancadas. Ainda assim, os amantes do esporte estão animados, pois enfim será possível matar a saudade das competições olímpicas – e, de quebra, lucrar nas melhores casas de apostas, como o Bodog. Dezenas de odds olímpicos estão à disposição de quem curte investir nas mais variadas modalidades. A seguir, o Ganhador mostra quais são os melhores lucros para quem pretende fazer um palpite nos brasileiros com chances de medalha no Japão. Quer faturar com as apostas olímpicas? Então confira como investir e quais são as cotações dos nossos heróis em Tóquio 2021

Apostas nos brasileiros nas Olimpíadas 2021

Depois de atingir sua melhor marca na história dos Jogos Olímpicos ao sediar o evento em 2016, com 19 medalhas, o Brasil terá dificuldade para repetir esse desempenho no Japão. No Rio, foram sete ouros, seis pratas e seis bronzes. Apesar da chance reduzida de igualar ou superar esse número, a delegação brasileira será muito bem representada, em diversas modalidades tradicionais, como futebol, vôlei (de quadra e de praia), boxe e vela. Mas os atletas brasileiros também poderão aproveitar a estreia olímpica de modalidades como o surfe e o skate para colocar o país no quadro de medalhas.

Apostas no total de medalhas de ouro do Brasil

Os brasileiros subiram ao topo do pódio olímpico em sete ocasiões durante a Rio 2016. Os craques do futebol masculino, a judoca Rafaela Silva, o saltador Thiago Braz, o boxeador Robson Conceição, as velejadoras Martine Grael e Kahena Kunze, a seleção masculina de vôlei e a dupla Alison e Bruno, do vôlei de praia, foram os donos dos ouros. Quantas vezes o hino brasileiro tocará em Tóquio? Dá para apostar no total de medalhas de ouro do país no Bodog: cinco ou mais ouros brasileiros no Japão devolvem R$ 1,80 para 1, enquanto os palpites em quatro ou menos ouros pagam R$ 1,95 para 1. Quer investir no Brasil como o maior vencedor de ouros das Olimpíadas? Se isso acontecer, seu retorno será de R$ 1.001 para 1 (os Estados Unidos pagam R$ 1,10 para 1).

 

Brasileiros favoritos ao ouro em Tóquio

Em seis modalidades, a delegação brasileira entra não apenas para competir – são atletas com chances realmente muito altas de ficar com o ouro, sendo que três dessas conquistas seriam inéditas para o país. Além das modalidades listadas a seguir, o Brasil também tem boa chance de um ouro no boxe feminino com Beatriz Ferreira, mas ainda não há odds na categoria dela (até 60 kg).

Gabriel Medina, surfe – R$ 2,75 para 1

A estreia do surfe nos Jogos Olímpicos tem tudo para terminar com um brasileiro fazendo a festa no pódio. Medina, atual líder do ranking mundial, é o grande candidato ao ouro. A vitória do atleta de Maresias (SP) paga R$ 2,75 para 1 no Bodog.

Vôlei masculino – R$ 4,00 para 1

Campeão olímpico em Barcelona-1992, Atenas-2004 e Rio-2016, o Brasil é atual campeão da Copa do Mundo e da Liga das Nações. Com odds de R$ 4,00 para 1 em caso de mais um ouro, o time do técnico Renan Dal Zotto tem a Polônia como principal oponente.

Martine Grael e Kahena Kunze, vela – R$ 3,75 para 1

Mais uma modalidade em que o Brasil pode conseguir o repeteco: a dupla campeã no Rio na categoria 49er é a favorita a mais um ouro, pagando R$ 3,75 para 1, à frente das duplas da Holanda (R$ 4,50 para 1) e Espanha (R$ 5,50 para 1).

Isaquias Queiroz, canoagem – R$ 4,00 para 1

O carismático Isaquias, que faturou duas pratas e um bronze na Rio-2016, tem tudo para enfim subir ao topo do pódio. Sua melhor chance é na prova do C1 1.000m, em que ele é o favorito, pagando R$ 4,00 para 1. Ele foi campeão mundial da prova em 2019.

Pâmela Rosa, skate – R$ 3,50 para 1

A paulista de 21 anos é líder do ranking mundial, foi campeã do mundo em 2019 e chegará a Tóquio empatada nos odds com a japonesa Aori Nishamura: R$ 3,50 para 1 em caso de conquista do ouro. A também brasileira Rayssa Leal tem odds de R$ 4,50 para 1.

 

Outros brasileiros candidatos a medalhas em Tóquio

A seguir, o Ganhador lista outros representantes do Brasil com chances reais de subir ao pódio. Todos eles são considerados favoritos a ganhar alguma medalha, mesmo que ela não seja de ouro:

  • Futebol masculino: R$ 4,00 para 1 para o título olímpico, atrás da Espanha (R$ 2,75 para 1)
  • Ítalo Ferreira, surfe: R$ 4,25 se levar o ouro e R$ 1,66 para subir no pódio
  • Ágatha e Duda, vôlei de praia: R$ 7,00 para 1 para a conquista do ouro, atrás apenas da dupla alemã Kozuch/Ludwig, R$ 6,50 para 1
  • Rayssa Leal, skate: R$ 4,50 para o ouro e R$ 1,72 para faturar qualquer medalha
  • Tatiana Weston-Webb, surfe: R$ 7,00 para o ouro, R$ 2,40 para o pódio
  • Vôlei feminino: R$ 5,50 para o ouro, atrás de China (R$ 3,10) e EUA (R$ 3,50)
  • Arthur Zanetti, ginástica: sem odds até o momento
  • Mayra Aguiar, judô: sem odds até o momento
  • Bruno Fratus, natação: sem odds até o momento
  • Ana Marcela Cunha, maratona aquática: sem odds até o momento

 

Como apostar nas Olimpíadas 2021 em Tóquio

Como mobilizam todo o mundo esportivo, as Olimpíadas costumam merecer um grande destaque nas principais casas de apostas, que disponibilizam várias formas de investir nos Jogos. As três principais formas de lucrar com as competições olímpicas são as seguintes:

Apostas no quadro de medalhas: os odds olímpicos incluem a chance de palpitar em qual país ganhará mais medalhas, em qual delegação conquistará mais ouros e também em quantas medalhas cada país conquistará.

Apostas nos campeões olímpicos: aqui não tem segredo, você ganha se conseguir cravar o vencedor da medalha de ouro em cada modalidade. É como um palpite de longo prazo, em que o objetivo é prever quem será campeão.

Apostas nos integrantes do pódio: se você preferir, dá para apostar na presença de seu atleta favorito entre os três primeiros. Essa aposta olímpica oferece lucros menores, mas a chance de acerto é maior e o risco, claro, é menor.

Bodog

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

visa mastercard

+4

Saque em 1-2 - Dias

 

FAQ - Perguntas frequentes sobre as Olimpíadas 2021, em Tóquio

Voltar