UFC

Por que TJ Dillashaw é azarão em volta contra Cory Sandhagen no UFC Vegas?

TJ Dillashaw é ex-campeão peso-galo do UFC
Foto: Divulgação / UFC

Depois de mais de dois anos ausente do octógono, por cumprir suspensão por ser flagrado em exame antidoping, TJ Dillashaw vai voltar ao Ultimate neste sábado (23). O ex-campeão do peso-galo (até 61 kg) da franquia encara Cory Sandhagen, na luta principal do UFC Vegas 32. Mas apesar de ser uma estrela da liga, o ex-detentor do título chega sob desconfiança ao show e é o azarão no combate segundo o Bodog.

Bodog

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

visa mastercard

+4

Saque em 1-2 - Dias
Spin Sports

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

visa mastercard

Saque em 1-2 - Dias
Bet365

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias
Bumbet

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

mastercard bitcoin

+3

Saque em 1-2 - Dias
22 Bet

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

visa paypal

Saque em 1-2 - Dias
BetOnline

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

visa mastercard

Saque em 1-2 - Dias

Saiba como apostar no UFC 

Para comprovar a situação inusitada de Dillashaw, vamos analisar as cotações dos dois competidores. Enquanto o ex-rei dos galos chega com R$ 2,50, com um saldo de 150% ao investidor que acreditar em sua volta triunfal, Cory Sandhagen aparece com os odds de R$ 1,54, com um faturamento de 54% ao apostador, caso mantenha sua boa fase no UFC.

Mas por que Dillashaw não é favorito na sua volta? Um dos motivos é pelo seu longo período inativo. Após dois anos sem atuar profissionalmente, um lutador sente a falta de ritmo de luta e não costuma se apresentar como antes desta fase ausente. O retorno do americano é logo contra um adversário duríssimo. Sandhagen vive excelente momento e está na porta para ser um dos postulantes para disputar o cinturão da categoria.

Seguindo a linha de performance, Dillashaw se destacou e chegou ao lugar mais alto da categoria por um estilo agressivo de atuar, impondo uma pressão a todo momento no adversário e uma movimentação característica. Sem lutar desde 2019, existe a dúvida se o americano, agora mais velho, vai voltar a lutar da maneira que o consagrou. 

Outro ponto para dificultar a vida de Dillashaw é encarar Sandhagen nesse retorno. Cory possui sete vitórias em suas oito atuações no Ultimate, sendo o último triunfo com um nocaute devastador sobre Frankie Edgar, ex-campeão do UFC. Embalado e com a confiança lá em cima, o americano ainda conta com sua grande altura, já que possui 1,80cm contra 1,62cm do rival, o que pode ainda reforçar seu favoritismo para a luta.

Odds para o UFC Vegas 32

Odds em 20 de julho, segundo o Bodog

  • (R$ 1,54) Cory Sandhagen x TJ Dillashaw (R$ 2,50)
  • (R$ 1,50) Aspen Ladd x Macy Chiasson (R$ 2,60)
  • (R$ 1,35) Kyler Phillips x Raulian Paiva (R$ 3,20)
  • (R$ 2,30) Darren Elkins x Darrick Minner (R$ 1,62)
  • (R$ 2,15) Maycee Barber x Miranda Maverick (R$ 1,74)
  • (R$ 2,35) Mickey Gall x Jordan Williams (R$ 1,60)
  • (R$ 1,87) Punahele Soriano x Brendan Allen (R$ 1,95)
  • (R$ 1,64) Ian Heinisch x Nassourdine Imavov (R$ 2,30)
  • (R$ 2,75) Randy Costa x Adrian Yanez (R$ 1,45)
  • (R$ 1,50) Julio Arce x Andre Ewell (R$ 2,60)
  • (R$ 1,29) Sijara Eubanks x Elise Reed (R$ 3,50)
Como apostar na futebol 2021