UFC

Por que Tony Ferguson chega como favorito contra Justin Gaethje no UFC 249

Tony Ferguson é lutador peso leve do UFC
Fotos: Divulgação / UFC

Embora não conforte 100% os corações frustrados com o quinto cancelamento de Khabib Nurmagomedov x Tony Ferguson, a luta principal do UFC 249, anunciado para o próximo dia 9 de maio, em Jacksonville, Flórida (EUA), é um prato cheio para os fãs de lutas. O duelo peso leve entre Ferguson e Justin Gaethje tem todos os ingredientes para ser eletrizante. Para o duelo válido pelo título interino dos leves, Tony chega como favorito nas casas de apostas.

Bet365

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

visa mastercard paypal

Saque em 1-2 - Dias
Betway

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

R$300

visa mastercard

+2

Saque em 1-2 - Dias
22 Bet

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

R$600

visa paypal

Saque em 1-2 - Dias
20Bet

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

R$600

visa mastercard paypal

+5

Saque em 1-2 - Dias
LeonBet

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

R$220

visa mastercard bitcoin

+5

Saque em 1-2 - Dias
Bodog

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

visa mastercard

+4

Saque em 1-2 - Dias
Bumbet

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

mastercard bitcoin

+3

Saque em 1-2 - Dias
BetOnline

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

visa mastercard

Saque em 1-2 - Dias
Sapphirebet

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

685 BRL

visa mastercard

+3

Saque em 1-2 - Dias
Betboo

Saque em

1-2

Dias

visa mastercard

+1

Saque em 1-2 - Dias
Sportingbet

Saque em

1-2

Dias

visa mastercard

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saiba como apostar no UFC

Segundo o Bodog, Ferguson chega com um favoritismo que rende 57% de lucro aos investidores, enquanto Justin Gaethje, azarão, alcança um rendimento de até 145% se vencer a disputa de cinturão do UFC 249.

Vale lembrar que ao mesmo tempo que a luta é um “Plano B” e “resolve” a busca do evento por uma luta absolutamente atrativa em meio a pandemia global do novo coronavírus, que vai atrair os olhos do mundo todo, por outro lado Tony x Justin pode enterrar de uma. vez por todas a chance do mundo ver Khabib e Ferguson dentro do mesmo octógono. Basta Tony perder a luta.

O favoritismo de Ferguson é justificado. Sem perder desde maio de 2012, sustentando uma sequência de 12 vitórias consecutivas na categoria, incluindo triunfos contra nomes como Donald Cerrone, Rafael dos Anjos, Kevin Lee e Anthony Pettis. A cotovelada afiada, a faixa-preta de jiu-jitsu, a movimentação que confunde os rivais e principalmente sua resiliência dentro do cage são armas cruéis contra seus adversários, que dificilmente deixam o cage sem derramar uma gota de sangue.

Justin Gaethje, também conhecido como “kamikaze do UFC” devido ao estilo “tudo ou nada” de atacar os rivais, é sem dúvida alguma um dos lutadores mais empolgantes do plantel. Sua agressividade quase que incontrolável ajudou a construir um cartel espetacular de 21 vitórias em 23 lutas, sendo 18 por nocaute. Mas, é bom lembrar: esse mesmo estilo agressivo muitas vezes cobra um preço. Como, por exemplo, nas lutas com Dustin Poirier e Eddie Alvarez, lutadores mais técnicos que tiveram a frieza para encaixarem seu jogo em meio a tempestade que é parar na frente de Gaethje.

Tony estava em preparação para a luta com Khabib. Certamente vai chegar voando, embora fosse necessário lidar com o adiamento e adiantar sua atividade no cage em alguns dias – a luta com Nurmagomedov era prevista para 18 de abril – o americano não brinca em serviço. Gaethje vem de três vitórias consecutivas – todas por nocaute no primeiro round – mas foi chamado de última hora, não terá um camp completo para o duelo. Por isso já larga atrás. Seu jogo de wrestling pode ser uma boa arma para direcionar os rumo da luta com Tony, mas Justin costuma abrir mão de seu condecorado passado na luta olímpica, o que provavelmente significa que ele “vai pra porrada” contra Ferguson, o que pode não ser uma boa ideia. No geral, Ferguson tam mais armas para uma luta de MMA, e somando isso à fase vivida e o nível dos rivais enfrentados (e vencidos) no octógono chegamos ao motivo de “El Cucuy” chegar como favorito no UFC 249.

Confira o odds para o UFC 249, segundo o Bodog

  • (R$ 1,58) Tony Ferguson x Justin Gaethje (R$ 2,40)
  • (R$ 1,41) Henry Cejudo x Dominick Cruz (R$ 2,90)
  • (R$ 3,20) Jairzinho Rozenstruik x Francis Ngannou (R$ 1,35)
  • (R$ 1,35) Calvin Kattar x Jeremy Stephens (R$ 3,20)
  • (R$ 1,95) Donald Cerrone x Anthony Pettis (R$ 1,80)
  • (R$ 1,57) Greg Hardy x Yorgan de Castro (R$ 2,45)
  • (R$ 1,32) Fabricio Werdum x Aleksei Oleinik (R$ 3,40)
  • (R$ 2,10) Carla Esparza x Michele Waterson (R$ 1,71)
  • (R$ 1,74) Ronaldo Jacaré x Uriah Hall (R$ 2,05)
  • (R$ 1,58) Vicente Luque x Niko Price (R$ 2,40)
  • (R$ 1,52) Bryce Mitchell x Charles Rosa (R$ 2,55)
Como apostar na futebol 2021