Ganhador.com

Copa do Mundo Qatar 2022

Onde serão as Copas do Mundo de 2022, 2026 e 2030? Confira as últimas novidades e os odds disponíveis nas casas de apostas

Getty

A pandemia de coronavírus teve um impacto fortíssimo em todas as áreas, e nos esportes não foi diferente. Várias ligas das mais diversas modalidades foram adiadas ou canceladas e a Olimpíada de Tóquio ficou para 2021. Para sorte da Fifa, a Covid-19 parece que não vai atrapalhar o carro-chefe do futebol internacional. A perspectiva é de que já haverá vacina para o novo coronavírus antes da próxima Copa do Mundo.

 

Mas isso não quer dizer que os Mundiais de futebol sairão ilesos. É bem possível que os efeitos da pandemia influenciem nos rumos das edições seguintes. Para os fãs das apostas em futebol, resta aguardar pelas próximas Copas investindo nas competições que já têm odds. Nas casas de apostas como o Bodog, você encontra cotações para o Mundial do Qatar, para a Copa América de 2021 e para a Euro 2021.

 

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

 

Veja também:

As sedes dos próximos Mundiais

Os países filiados à Fifa já votaram nas sedes dos dois próximos Mundiais. A decisão sobre a Copa seguinte deverá sair só em 2024, mas os candidatos já começam a se mobilizar. Os continentes têm se revezado, mas essa não é mais uma regra oficial da Fifa – o que deixa a briga para receber cada Mundial ainda mais acirrada.

 

Copa do Mundo de 2022

A candidatura do Qatar foi muito questionada e ainda há numerosas suspeitas de propina no processo que definiu o primeiro Mundial no mundo árabe. A Fifa, porém, garante: não há chances de mudança de sede. O calendário também está mantido, apesar da pandemia – a abertura do próximo Mundial está marcada para 21 de novembro de 2022 e a decisão, para 18 de dezembro. Com odds de R$ 6,00 para 1 no Bodog, a França, atual campeã, é a favorita a levantar a taça mais uma vez, com o Brasil aparecendo logo em seguida, cotado a R$ 8,00 para 1. Espanha (R$ 8,50) e Alemanha (R$ 9,00) vêm em seguida.

 

Veja também:

 

Copa do Mundo de 2026

Os Estados Unidos receberão o torneio pela segunda vez, mas agora dividindo o evento com dois vizinhos: Canadá e México também participam da candidatura vencedora. Vale ficar de olho nos possíveis efeitos da pandemia, já que os EUA são o país mais impactado pela Covid-19. Só que pouca gente acredita ser possível que o país mais rico e poderoso do mundo perca o status de país-sede por causa do vírus, até porque os especialistas têm boa dose de confiança de que a doença estará totalmente controlada.

 

Copa do Mundo de 2030

Muitas novidades na briga para receber a edição do centenário da Copa do Mundo. Desde a nossa última atualização (confira abaixo), o Chile foi oficializado como parceiro de seus vizinhos Argentina, Uruguai e Paraguai. A aposta é no aniversário de 100 anos do Mundial pioneiro realizado em 1930, mas vale ficar de olho no impacto econômico da pandemia – o coronavírus tem sido devastador para os latino-americanos.

 

Outro aspecto importante será o sucesso da próxima Copa América, que foi adiada para 2021. Como a Argentina é uma das sedes (junto com a Colômbia), o torneio servirá para observar a capacidade de organização do país. Nas cotações do Bodog, os argentinos são favoritos ao título desse torneio, pagando R$ 2,75 para 1, enquanto o Brasil, atual detentor do troféu, está cotado em R$ 3,25.

 

Veja também:

 

Os sul-americanos podem enfrentar a fortíssima concorrência do Reino Unido, que estuda lançar sua candidatura em breve. Ela pode inclusive incluir a Irlanda, em um gesto de forte peso simbólico. A saída da Grã-Bretanha da União Europeia deve ser um ponto negativo, mas o país terá a chance de mostrar sua infraestrutura na reta final da Euro 2021, que terá semifinais e final no monumental estádio de Wembley, em Londres.

 

O time da casa, por sinal, é favorito ao título nos odds do Bodog: Inglaterra campeã paga R$ 5,50 para 1. A Bélgica aparece em seguida, com R$ 6,00, à frente da França, cotada em R$ 7,00. Por falar nos europeus, Espanha e Portugal também estudam uma candidatura conjunta para sediar a Copa de 2030. Os vizinhos ibéricos foram derrotados pela Rússia na eleição para 2018.

 

Outra candidatura conjunta europeia deverá reunir Grécia, Sérvia, Bulgária e Romênia. Os vizinhos não têm tanta força no universo da Fifa, mas apostam na união para convencer os votantes. Corre por fora o Marrocos, que já tentou receber um Copa do Mundo algumas vezes, sempre sem sucesso. Fique de olho também na possibilidade de a China entrar no páreo, ainda que sua imagem internacional esteja arranhada pela pandemia.

 

Confira mais sobre as apostas em futebol e os odds para outros palpites na modalidade.

 

 

Atualização Anterior – 11/julho/2019

 

Copa do Mundo de 2026 será na América do Norte, e a FIFA começa a responder perguntas das futuras edições

por Pablo Sanchez

 

Algumas coisas mudaram em relação à atualização anterior desta matéria, originalmente publicada em 7 de setembro do ano passado. Por isso, decidimos atualizar as informações para você. A mais importante mudança foi a escolha da candidatura dos Estados Unidos, Canadá e México para receber o evento de 2026. Esta decisão impacta diretamente os Mundiais de 2030 e 2034. Até a edição de 2022 pode sofrer uma mudança abrupta. Confira abaixo as últimas notícias.

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

 

Qatar 2022

O Mundial do Qatar de 2022 está sendo de longe o mais confuso de ser organizado. A proposta vencedora previa os jogos durante o verão, o que é extremamente quente no Oriente Médio. Por isso, os árabes haviam previsto erguer arenas cem por cento climatizadas, o que custaria uma fábula de dinheiro. Mesmo assim, os cartolas da FIFA alteraram o calendário do torneio para o fim do ano.

Outra grande mudança está por vir. Atendendo a um pedido da CONMEBOL e a de federações nanicas, a Copa do Mundo poderá contar com 48 seleções já em sua próxima edição. O martelo final será batido numa assembleia agendada para outubro.

Uma das ideias levantadas para abrigar tanta delegação seria a de dividir a organização do certame com vizinhos, como Bahrain, Arábia Saudita e Emirados Árabes. O Comitê Organizador Local não foi consultado oficialmente sobre esta hipótese. No entanto, há uma guerra econômica e militar regional entre estas nações e o embaixador do Qatar no Brasil, Mohammed Ahmed Hassan Alhaykijá, declarou que o país não aceita dividir a Copa do Mundo.

 

América do Norte 2026

Os Estados Unidos queriam porque queriam outra Copa do Mundo. Preterido em 2022 por causa dos votos no Qatar, o Tio Sam abriu a porta do Fifa Gate e muitos dirigentes acabaram presos ou estão respondendo processos. Os Estados Unidos acusaram os votos para o país do Oriente Médio de terem sido todos comprados. Afinal, como este pequeno emirado independente, sem tradição no futebol, e com tudo por construir conseguiu superar de uma só vez Estados Unidos, Coreia do Sul, Japão e Austrália?

Por isso, desta vez, quase ninguém deixou de votar nos da Estátua da Liberdade. Para não haver dúvidas de onde seria a sede, a candidatura ainda carregou o Canadá e o México, mero coadjuvantes frente ao investimento dos Estados Unidos.

Três quartos de todos os jogos acontecerão no país de Donald Trump, inclusive, os jogos de abertura, a final, a final terceiro e quarto, as semifinais e todas as quartas de final.

Canadá e México terão direito a apenas três estádios e a dez pelejas cada. Leia mais nesta notícia aqui.

 

América do Sul 2030

A única candidatura oficial até o momento é do trio sul-americano Argentina, Paraguai e Uruguai. Muitos detalhes ainda não estão certos, pois estudos de viabilidade técnica, econômica e de logística estão em andamento. A princípio, o jogo de abertura seria no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, e a final no Centenário, em Montevidéu. Devido à sua extensão territorial, a Argentina abrigaria oito sub-sedes, contra duas do Uruguai e duas do Paraguai. O boato nos bastidores é que o Chile pode adentrar neste projeto.

Os concorrentes do trio vizinho não podem vir da CONCACAF, nem da Ásia, por causa das edições de 2022 e 2026. Há duas candidaturas prontas para serem inscritas. A primeira delas é a do Marrocos, que perdeu mais uma vez a votação da escolha para ser o anfitrião. A segunda é a do Reino Unido, que juntaria Inglaterra, Escócia e País de Gales.

Ainda não foi definida quando e onde será feita a votação.

 

E 2034?

Por abrigar o Mundial de 2026, a CONCACAF também está fora de 2034. Por enquanto, três países manifestaram interesse, mas não há ninguém inscrito. São eles a China, a Austrália (que pode dividir com a Nova Zelândia) e o Zimbábue.

Lembro que com 48 seleções, estamos falando de quase duas mil pessoas entre atletas e comissão técnica somente. Os países precisam ser grandes, ou ter mais de uma nação recebendo as pelejas.

 

Todas as sedes da Copa do Mundo da FIFA

  • 1930, Uruguai
  • 1934, Itália
  • 1938, França
  • 1950, Brasil
  • 1954, Suíça
  • 1958, Suécia
  • 1962, Chile
  • 1966, Inglaterra
  • 1970, México
  • 1974, Alemanha Ocidental
  • 1978, Argentina
  • 1982, Espanha
  • 1986, México
  • 1990, Itália
  • 1994, Estados Unidos
  • 1998, França
  • 2002, Coreia do Sul & Japão
  • 2006, Alemanha
  • 2010, África do Sul
  • 2014, Brasil
  • 2018, Rússia
  • 2022, Qatar
  • 2026, Canadá, Estados Unidos & México

 

Atualização anterior: 07/setembro/2017

Confira as últimas notícias e especulações sobre o futuro da mais concorrida competição esportiva da Terra.

 

É verdade que a Copa do Mundo terá cem países e será disputada anualmente na Jamaica? Será que o Uruguai receberá o Mundial de 2030 para marcar os cem anos da primeira edição? O Brasil voltará a ser sede algum dia? O que será que há de concreto por traz dos boatos? Confira abaixo!

 

Qatar 2022

O Qatar derrotou Estados Unidos, Coréia do Sul e Japão para ser escolhido como sede da Copa do Mundo de 2022. Muitas suspeitas de corrupção foram levantadas em torno da escolha do pequeno emirado, que derrotou três países muito mais estruturados e com maior potencial turístico.

Pela primeira vez, as partidas não acontecerão no verão do hemisfério norte, e sim no outono. A abertura está prevista para 21 de novembro e a final para 18 de dezembro.

O número de participantes continua em 32 e cada confederação terá o mesmo número de vagas que em 2018.

Originalmente prevista para 12 sedes, o governo qatari pediu a redução para oito. Tanto a abertura, quanto à final, será no Estádio Internacional Khalifa, que fica na capital Doha, e que ganhou um sistema de refrigeração contra as altas temperaturas do clima desértico.

 

Duas candidaturas para 2026

Marrocos e América do Norte brigam pelo direito de receber a primeira Copa do Mundo de 48 seleções. As vagas para a fase final passam a ser distribuídas da seguinte maneira: Europa (16), África (nove), Ásia (oito), CONCACAF (seis), CONMEBOL (seis), Oceania (uma) e Repescagem (duas).

A candidatura da América do Norte é liderada pelos Estados Unidos. Maior potência econômica mundial, três quartos das partidas aconteceriam neste país, incluindo todas das quartas de final em diante. Canadá e México receberiam apenas dez jogos cada. As cidades-sede não foram definidas.

O Marrocos divulgou uma lista com nove cidades e dez arenas para abrigar o certame. Casablanca utilizaria seus dois principais estádios. Os outros municípios escolhidos foram Agadir, Al Hoceima, Fez, Marraquexe, Oujda, Rabat, Tânger e Tétouan.

Por enquanto há boatos relativos a outras possíveis candidaturas, a saber: Chile, Colômbia, Argélia/Marrocos/Tunísia, Austrália/Nova Zelândia, Azerbaijão/Turquia, Inglaterra e Cazaquistão.

É bom lembrar que as confederações que receberam os dois Mundiais anteriores, no caso UEFA (por conta de Rússia 2018) e Ásia (por casa de Qatar 2022) não podem concorrer à Copa de 2026, o que inviabiliza as pretensões de Azerbaijão/Turquia, Cazaquistão e Inglaterra.

 

Cem anos da primeira Copa em 2030

Há mais de quinze anos se fala numa possível candidatura do Uruguai, que recebeu o primeiro Mundial em 1930, para comemorar o centenário da Copa do Mundo em 2030. Após muitos estudos, o pequeno país percebeu que não teria como abrigar um torneio com tantos participantes e iniciou discussões com a vizinha Argentina que aderiu à ideia.

Com a candidatura conjunta de Argentina/Uruguai, mês passado o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, entrou em contato com seus colegas do outro lado da fronteira e propôs uma candidatura tripla, que foi aceita. Assim, a CONMEBOL tem a candidatura Argentina/Paraguai/Uruguai, possivelmente com a abertura em Buenos Aires e a final em Montevidéu confirmada. As cidades sede não foram divulgadas.

Outro país que se candidatou oficialmente é a Indonésia, mesmo contrariando as regras da FIFA que impedem a AFC de receber a festa do futebol em 2030. Isso porque o Qatar, como sede de 2022, anula qualquer candidatura da sua confederação por dois ciclos (2026 e 2030). Os estádios de um eventual torneio na nação do sudeste asiático não foram divulgados.

Austrália/Nova Zelândia, Chile, China, Colômbia, Inglaterra e Sudeste Asiático (Brunei, Camboja, Cingapura, Filipinas, Indonésia, Laos, Malásia, Mianmar, Tailândia e Vietnã) são outras candidaturas postulantes que possam vir a concorrer. Por enquanto, não passa de fofoca.

Se o regulamento não sofrer nova alteração, 48 federações participarão da fase final de 2030, número quase quatro vezes maior do que os 13 de 1930.

 

2034

Sem as definições de 2026 e 2030, a princípio qualquer país pode se candidatar a receber a Copa de 2034.

Publicado em 7 de setembro de 2017, atualizado em 15 de junho de 2018.

 

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. ABNER

    31 de outubro de 2018, às 20:15

    COPA DO MUNDO 2026 NO EGITO OU PORTUGAL

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar