Ganhador.com

UFC

Whittaker ou Adesanya? O palpite e o preferido de Paulo Borrachinha para vencer no UFC 243

Paulo Borrachinha é atleta peso-méido do UFC
Foto: Divulgação / UFC

Enquanto escrevo essa coluna, Paulo Borrachinha provavelmente se prepara para desembarcar em Melbourne, Austrália, onde acontece o UFC 243, neste sábado. Não, o brasileiro não entra no cage para sua próxima luta. A missão da viagem é acompanhar bem de perto – da primeira fila, para ser mais específico – a disputa de cinturão dos médios entre Robert Whittaker e Israel Adesanya. O vencedor do combate será o próximo adversário de Borrachinha no octógono, e embora o lutador tenha um palpite, se ele pudesse escolher, optaria por aquele que ele trata como azarão: Adesanya. E há um motivo para isso.

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saiba como apostar no UFC 243

Fato curioso é que até semana passada, Adesanya era, de fato, azarão nas casas de apostas, mas parece que o jogo virou. No Bodog, Adesanya agora aparece como favorito. Embora seja com odds apertados, não ê comum ver um desafiante chegar com favoritismo numa disputa de cinturão. Talvez o número de pessoas apostando no triunfo do nigeriano tenha provocado essa mudança na cotação. Agora, a vitória de Whittaker rende 83% de lucro aos investidores, enquanto o triunfo de Adesanya chega a 90% de rendimento.

A última vez que entrevistei Borrachinha, pouco antes de sua luta no UFC 241, ele contou que via Whittaker como favorito no confronto, mas que sua preferência era encarar Adesanya: “Eu gostaria que o Adesanya ganhasse, pra lutar com ele. É um cara folgado, fala muito, mas tenho quase certeza que o Whittaker vai ganhar. Ele é mais completo”.

Mais do que a rivalidade que tem se construído nos últimos tempos, há também o fator financeiro nessa preferência por Israel Adesanya. O brasileiro sabe como as coisas funcionam e entende que um duelo contra Adesanya pelo cinturão dos médios seria muito mais lucrativo do que enfrentar o atual campeão Robert Whittaker, um cara que apesar de ter um estilo de luta empolgante, se promove pouco e não é tão popular mundialmente.

Se Israel Adesanya se torna campeão diante de Robert Whittaker no UFC 243, sob os olhos de Borrachinha, a organização terá um prato cheio para promover a maior disputa de cinturão dos últimos tempos da categoria até 83,9kg. Além de reunir dois dos lutadores mais empolgantes da atualidade, jovens e invictos, a disputa de cinturão colocaria frente a frente dois rivais que se provocam há bastante tempo. Um potencial duelo para lá de lucrativo aos bolsos de todos os envolvidos. Seria unir o útil ao agradável. Ao mesmo tempo que teria a chance de alcançar a conquista mais sonhada pelos lutadores, Borrachinha teria a chance de faturar alto.

Mas pra que esse duelo aconteça, Adesanya tem de passar pela cruel missão de superar o selvagem Robert Whittaker dentro do octógono. Não será nada fácil. O duelo promete ser uma das melhores lutas do ano.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar