UFC

Vitória de Dos Anjos no UFC Rochester mantém brasileiro no topo dos meio-médios

Rafael Dos Anjos venceu Kevin Lee por finalização no UFC Rochester
Foto: Divulgação / UFC

A luta principal do UFC Fight Night que aconteceu em Rochester, Nova York (EUA), no último sábado (18), marcou a recuperação de Rafael dos Anjos dentro da categoria dos meio-médios. Diante de Kevin Lee, o brasileiro abusou da experiência ao finalizar o americano aos 3m47seg do quarto round e garantir 87% de lucro no Bodog. Mas após o triunfo, qual deve ser o próximo passo de Dos Anjos?

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

SAIBA COMO LUCRAR COM AS LUTAS DO UFC

O duelo serviu pra mostrar que o brasileiro sabe usar a experiência a seu favor. Depois de ter escrachada uma dificuldade grande contra rivais oriundos do wrestling ao ser derrotado por Colby Covington e Kamaru Usman em sequência quase que da mesma forma, Rafael teve trabalho nos primeiros minutos da luta. O Lee sabia que na trocação ia passar sufoco e embora tenha mandado bem com alguns golpes na distância e joelhadas no clinch, o brasileiro levou mais perigo de pé. E não foi à toa o americano fez o mesmo trabalho que Usman e Covington. Pressionou na grade, esgrimou, buscou derrubadas e forçou o brasileiro a fazer aquele trabalho de isometria pra se manter de pé e gastar a energia dos braços do Rafael.

O problema é que Kevin Lee estava fazendo sua estreia na categoria dos meio-médios. Ele subiu dos leves para os meio-médios, tava mais pesado, é uma performance diferente. Ele cansou rápido, começou num ritmo forte demais, seu corpo não está acostumado a essa frequências mais pesada. E o Dos Anjos, das seis lutas que fez nos meio-médios, três duraram 25 minutos. É claro que ele gastou energia durante a pressão que o Kevin fez. Mas depois do segundo round, o brasileiro tava muito mais inteiro que o rival. Rafael foi premiado pela paciência, não se afobou igual o Lee e no quarto round, menos cansado, acabou encaixando a finalização.

Sem contar que embora o Dos Anjos não seja especialista em wrestling, ele depois da luta exaltou os treinos que tem feito pra melhorar na área e mesmo diante de um rival como o Lee ele, aplicou diversas derrubadas em momentos importantes da luta. E é isso mesmo. Quem tem deficiência no wrestling tem que treinar wrestling pra atacar também, não só defender.

E não custa repetir.  A categoria dos meio-médios é, na minha opinião, a divisão mais complicada do UFC atualmente. São muitos nomes de altíssimo nível no Top 15, muito lutador com sequência de vitórias… O Dos Anjos não pediu ninguém em especial como próximo rival, mas disse que sente que pode ser campeão da divisão dos meio-médios.

Ele era o terceiro colocado no ranking oficial dos meio-médios antes de bater o Lee, e deve se manter na posição.

Kamaru Usman já declarou que pretende enfrentar Colby Covington em sua primeira defesa de cinturão na categoria. Tyron Woodley estava escalado para enfrentar Robbie Lawler em revanche que aconteceria no dia 29 de junho, mas o Woodley se machucou e ainda não se sabe o que vai acontecer, mas segundo o Combate.com o americano quer esperar pelo rival.

Jorge Masvidal e Ben Askren se enfrentam no UFC 239, Darren Till ainda não tem data para voltar, inclusive recentemente se envolveu em um caso de polícia onde acabou preso e depois liberado na Espanha… Anthony Pettis vai voltar aos leves pra enfrentar Nate Diaz no UFC 241…

Dos Anjos teria hoje como opções Stephen Thompson, Santiago Ponzinibbio, Leon Edwards e Elizeu Capoeira. Como todos esses estão abaixo do Rafael, eu acredito que hoje o mais interessante seria uma luta com o Ponzinibbio, já que ao menos existe uma rivalidade já travada entre os dois nas redes sociais desde o ano passado. Seria um duelo Brasil x Argentina interessante.

Mas, claro, essa é so a minha visão. Na sua opinião, quem deveria ser o proximo rival de Rafael dos Anjos no UFC? Sera que ele ainda pode se tornar campeão da categoria? Comente!

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar