UFC

UFC Phoenix: Ngannou nocauteia Cain Velásquez em 26 segundos

Francis Ngannou nocauteou Cain Velásquez no primeiro round pelo UFC Phoenix
Foto: Divulgação / UFC

Depois de ficar mais de dois anos e meio afastado, o retorno de Cain Velásquez ao octógono mais famoso do mundo durou apenas 26 segundos. O ex-campeão dos pesados acabou nocauteado por Francis Ngannou de forma devastadora na luta principal do UFC Fight Night que aconteceu em Phoenix, Arizona (EUA), neste domingo. Enquanto o camaronês quebra a banca e contradiz as casas de apostas que o colocaram como azarão, o americano deixa o futuro em aberto e não descarta aposentadoria.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Foi rápido demais. Velásquez começou a luta como nos velhos tempos, se movimentando bem, ligado, mas num avanço para encurralar Ngannou na grade, o americano acabou acertado por um cruzado que o abalou e o fez errar a pisada. Enquanto sofria com a saraivada de golpes de Francis, Cain sentiu o joelho e caiu no cage, desistindo do combate aos 26 segundos de luta.

Um retorno triste. Um banho de água fria para quem (assim como eu) tinha esperança de ver Velásquez voltando a brilhar no octógono mais famoso do mundo. Aos 36 anos, depois de dois anos e meio parado, um nocaute relâmpago e de brinde uma provável lesão no joelho. Em coletiva de imprensa após o evento, Cain deixou o futuro em aberto, mas não descartou a possibilidade de aposentadoria. Pode ter sido a última luta de sua carreira no MMA.

Ngannou volta a brilhar com força no topo dos pesados. Depois de perder duas lutas em 2018 – uma contra Stipe Miocic e outra contra Derrick Lewis – o camaronês emplaca a segunda vitória consecutiva. Depois de nocautear Curtis Blaydes em 45 segundos no UFC China, em novembro, agora ele aniquila o ex-campeão dos pesados Cain Velásquez em 26 segundos.

Em entrevista pós-evento, o presidente do UFC Dana White deixou claro que não há a possibilidade de um duelo entre Francis Ngannou e Daniel Cormier na próxima defesa de cinturão do campeão. O dirigente não revelou qual, mas declarou já ter planos para o dono do cinturão. O que significa que Ngannou terá de fazer mais uma luta se quiser garantir novamente a posição de desafiante ao título da categoria dos pesados.

Confira os resultados do UFC Phoenix

Francis Ngannou nocauteou Cain Velásquez no primeiro round
Paul Felder venceu James Vick na decisão dos juízes
Cynthia Calvillo venceu Cortney Casey na decisão dos juízes
Kron Gracie finalizou Alex Caceres no primeiro round
Vicente Luque nocauteou Bryan Barberena no terceiro round
Andre Fili venceu Myles Jury na decisão dos juízes
Aljamain Sterling venceu Jimmie Rivera na decisão dos juízes
Manny Bermudez finalizou Benito Lopez no primeiro round
Andrea Lee venceu Ashlee Evans-Smith na decisão dos juízes
Nik Lentz venceu Scott Holtzman na decisão dos juízes
Luke Sanders nocauteou Renan Barão no segundo round
Emily Whitmire finalizou Alexandra Albu no primeiro round

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar