UFC

Thiago Marreta nocauteia Blachowicz, se aproxima de recorde, e pede chance pelo cinturão do UFC

Thiago Marreta nocauteou Joan Blachowicz no UFC Praga
Foto: Divulgação / UFC

Thiago Marreta é realidade na categoria dos meio-pesados. Neste sábado, pela luta principal do UFC Fight Night Praga, na República Tcheca, o brasileiro nocauteou Jan Blachowicz no terceiro round do combate e confirmou seu favoritismo nas casas de apostas. Com uma apresentação mais fria e calculada, Marreta teve paciência e encontrou a brecha certa no momento certo para conquistar mais um nocaute no octógono, que lhe coloca ainda mais perto da disputa de cinturão da categoria.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Marreta era favorito, segundo o Bodog. Saiba mais odds!

Antes do evento, pude conversar com Marreta numa entrevista onde perguntei: “À essa altura, onde você está tão próximo de uma chance pelo cinturão, é mais importante buscar o nocaute para vencer de forma expressiva ou vencer não importa como é mais valioso”? Ele respondeu que o importante era a vitória, mas ele acabou conseguindo as duas coisas. Calmo, paciente e calculista, Marreta soube encaixar seu jogo no de Blachowicz, trabalhar a distância e atacar de forma segura durante os dois primeiros rounds. Jan também estudou muito o brasileiro, mas não ofereceu muito perigo. No terceiro assalto, quando o polonês partiu com tudo para cima, Marreta conseguiu encaixar dois cruzados de encontro caminhando para trás, derrubou o rival e finalizou o duelo com alguns golpes por cima. Nocaute técnico decretado aos 39 segundos do terceiro assalto.

A vitória mostra que Marreta realmente se encontrou na categoria. Depois de atuar como peso-médio (até 83kg), ele decidiu se testar na categoria de cima até 93kg. Foram três lutas e três vitórias por nocaute. Depois de nocautear Eryk Anders numa batalha no UFC São Paulo, em setembro do ano passado, Marreta nocauteou o top 5 Thiago Marreta e agora derruba Jan Blachowicz. Se diante de Anders o brasileiro ainda não tinha um perfil traçado de performance na categoria nova, contra Manuwa o carioca foi agressivo desde o primeiro minuto e acabou conseguindo o nocaute no segundo round. Já contra Blachowicz, uma atuação mais estratégica e segura. Não se expôs, trabalhou bem a distância e explodiu na hora certa, aproveitando um erro do adversário. Maturidade é o que descreve as últimas atuações de Marreta.

Após a luta, claro, o brasileiro deu um recado a Anthony Smith e Jon Jones. Os americano se encaram na luta principal do UFC 235, que acontece no próximo sábado, 2 de março, em Las Vegas (EUA). Depois de bater Blachowicz, Marreta declarou:

“Estarei em Las Vegas (para o UFC 235) e vou assistir a luta de perto. Se for Anthony Smith o vencedor, vou vencê-lo de novo. Se for Jon Jones, vou chocar o mundo”.

Aos 35, Marreta soma um cartel de 21 vitórias e seis derrotas na carreira. Só no UFC, são 11 triunfos por nocaute. O brasileiro é o segundo lutador com o maior número de nocautes na história do UFC, ao lado de Anderson Silva e Anthony Johnson. Ele só perde para Vitor Belfort, que é o recordista no quesito, com 12 nocautes.

Em nova fase na carreira, Thiago Marreta surge como realidade, um novo ídolo do MMA nacional e uma chance real de ser campeão. É claro que Jon Jones é o rei da categoria e será favorito contra qualquer um, mas diante de tantas conquistas e feitos que o brasileiro tem alcançado, sonhar não custa nada.

Comentários

1 Comentário

1 Comentário

  1. Pingback: UFC 235: Jones Vs Smith | Ganhador.com

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar