Notícias

Salve-se quem puder! Cain Velásquez retorna ao UFC como favorito mesmo após hiato na carreira

Cain Velásquez é ex-campeão dos pesados do UFC
Foto: Divulgação / UFC

Cain Velásquez está de volta! Um dos lutadores mais empolgantes e assustadores da história do UFC pisa novamente no octógono no dia 17 de fevereiro, em Phoenix, Arizona (EUA), para enfrentar Francis Ngannou. O ex-campeão da categoria dos pesados se prepara para encerrar um hiato de 30 meses em sua carreira – ele lutou pela última vez em julho de 2016, no histórico UFC 200, onde atropelou o esforçado Travis Browne. Suas performances incríveis dentro do octógono são lembradas com tanta clareza que mesmo tanto tempo depois longe do cage ele volta ao octógono mais famoso do mundo como favorito diante de Ngannou, top 3 da divisão.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

O maior rival de Cain Velásquez na sua carreira foi seu próprio corpo. O americano encarou diversas lesões e precisou de cirurgias durante o tempo que ficou afastado. O principal problema foram dores nas costas. No passado, ele já cancelou diversas lutas – especialmente contra Fabricio Werdum, ao menos duas vezes. Aos 36 anos, ele retorna a ação após 30 meses inativo. É claro que seus companheiros de treino de AKA (American Kickboxing Academy) como Daniel Cormier e Luke Rockhold, além do treinador Javier Mendez garantem que ele está pronto. Mas é difícil saber até que ele entre no cage.

É bom lembrar que antes de lutar no UFC 200 e iniciar a temporada de 30 meses de inatividade, Velásquez também ficou um longo tempo afastado do octógono de outubro de 2013 a junho de 2015. Estas foram as duas vezes que o americano passou um longo tempo parado. Ao todo, temos 50 meses de inatividade quando ele poderia estar arrebentando dentro do cage. Sabe lá o que seria da carreira dele hoje se ele estivesse ativo e não tivesse sofrido com tantas lesões. Fato é que quando ele voltou do primeiro hiato da carreira, que durou 20 meses, ele acabou derrotado por Fabricio Werdum. Eu não acho que preparo físico foi ou será problema pra ele, mas existem outras coisas que acabam enferrujadas depois de muito tempo sem lutar.

De qualquer forma, essa luta com Francis Ngannou é ideal para seu retorno. Cain não é o tipo de lutador que vai aceitar enfrentar um atleta mal ranqueado para ganhar confiança e voltar ao caminho das vitórias. Ele sabe que precisa de apenas uma vitória para se colocar em, evidência e buscar o cinturão dos pesados novamente. E enquanto ele encara Ngannou, é o tempo que Daniel Cormier, seu amigo e atual campeão da categoria dos pesados, precisa para cumprir sua palavra e encerrar sua carreira no MMA. No passado, eles já negaram uma possível luta entre si, mas depois deixaram a ideia no ar. Por agora, DC tem tempo para resolver sua luta de aposentadoria, enquanto Velásquez encara um bom desafio para dar o recado que quer: ele está de volta para recuperar o que foi seu.

Ngannou é um lutador de bom nível, mas vem mostrando ser mais um atleta que alcança suas vitórias muito mais na brutalidade do que no pacote completo do MMA. Ele aterrorizou a categoria até chegar à disputa de cinturão contra Stipe Miocic, em janeiro do ano passado. Naquela luta, ele aprendeu que pesos-pesados não são sinônimos de “brigadores de rua”. Estratégia, inteligência e paciência são valências de um grande lutador. E adivinhem só quem é um bom exemplo de porradeiro que sabe usar de armas diferentes e variadas na hora da luta de forma estratégica também: Cain Velásquez.

Mesmo depois de tanto tempo afastado, Cain é um dos lutadores mais respeitados do UFC. A idade, o tempo afastado e os novos desafios não parecem ter apagado seus feitos no cage. O duelo contra Ngannou promete ser duro, não é fácil voltar ao octógono destruindo um top 3 da categoria dos pesados depois de 30 meses parado. Mas por tudo o que já fez no MMA e pelo casamento de estilos, somos obrigados a concordar com as casas de apostas. Cain Velásquez está de volta. Salve-se quem puder!

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar