UFC

Por que Francis Ngannou é favorito contra Junior Cigano no UFC Minneapolis

Francis Ngannou encara Junior Cigano antes do UFC Minneapolis
Foto: Divulgação / UFC

A luta principal do UFC Fight Night Minneapolis, que acontece neste sábado, pode decidir o próximo desafiante ao cinturão da categoria dos pesados. Francis Ngannou e Junior Cigano se encaram em busca de uma chance pelo cinturão da divisão até 120kg. Embalados por vitórias e em boa fase, o camaronês e o brasileiro pisam no octógono do show que rende até 270% de lucro aos investidores.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Saiba como apostar nas lutas do UFC!

O favoritismo de Ngannou no Bodog se dá pela expressividade de suas vitórias. É muito mais impressionante nocautear dois tops da divisão – entre eles um ex-campeão – em menos de um minuto do que fazer uma sequência de três vitórias consecutivas com lutas mais estratégicas e controladas. O triunfo do camaronês rende 38%, enquanto uma vitória do brasileiro alcança um rendimento de 200% aos apostadores.

Cigano busca a quarta vitória consecutiva dentro do cage. Depois de bater Blagoy Ivanov, Tai Tuivasa e Derrick Lewis, o catarinense pode chegar a uma nova chance ao cinturão se passar por Francis Ngannou. Atual terceiro colocado no ranking oficial da categoria dos pesados, o brasileiro vive uma nova fase na carreira. Aos 35, é um lutador diferente do que foi anos atrás. Embora ainda aposte no boxe de alto nível, movimentação incomum para atletas pesos-pesados e o poder de nocaute já conhecido, hoje ele é um lutador mais estrategista. Diferente de anos atrás, quando partia para cima em busca do nocaute rápido, confiante nas mãos e em seu poder de absorção de golpes, hoje o brasileiro sabe que não tem o mesmo queixo duro que já teve ao suportar as duríssimas derrotas para Cain Velásquez, por exemplo.

Ter paciência é o caminho perfeito para Cigano bater Ngannou. O camaronês só tem duas derrotas na carreira no MMA – ambas via decisão dos juízes. Todas as vezes que Francis passou do segundo round, ele perdeu. Stipe Miocic e Derrick Lewis mostraram o caminho. Quem quiser bater Ngannou deve evitar a qualquer custo a trocação na curta para média distância e se movimentar bem. Se ele te acertar, você vai cair. Não adianta confiar no queixo. O segredo aqui é cansar o rival e prolongar a luta. E esse jogo de lutar de forma estratégica, sem se afobar, buscando as brechas aos poucos é exatamente o que o Cigano tem feito nas últimas apresentações.

O brasileiro deve tomar cuidado também com sua esquiva. Ele tem mania de esquivar jogando a cabeça para trás, mas isso não vai funcionar contra Ngannou, que tem 15 centímetros de vantagem de envergadura. É muito perigoso.

Ngannou busca a terceira vitória seguida no octógono. Depois de perder na decisão contra Stipe Miocic e Derrick Lewis, o camaronês nocauteou Curtis Blaydes em 45 segundos, e Cain Velásquez em apenas 26 segundos. Ou seja. Ele teve 1m11seg de trabalho dentro do octógono nas últimas duas lutas. Já Cigano, em seus últimos triunfos, fez cinco rounds com Ivanov e nocauteou Derrick Lewis e Tuivasa apenas no segundo round. Foram 39m58seg de ação no octógono nas últimas três lutas. O que nos leva a acreditar que o brasileiro está mais preparado para uma luta de cinco rounds do que o rival. Quanto mais longa a luta for, mais chances Cigano terá contra Ngannou. É claro que estamos falando de uma luta de pesados e a qualquer momento uma mão pode entrar e derrubar alguém, mas investir na trocação pesada logo de início é uma estratégia arriscadíssima para o brasileiro.

Confira odds para o UFC Minneapolis

  • (R$ 1,38) Francis Ngannou x Junior Cigano (R$ 3,00)
  • (R$ 2,50) Jussier Formiga x Jospeh Benavidez (R$ 1,54)
  • (R$ 1,57) Demian Maia x Tony Martin (R$ 2,45)
  • (R$ 1,35) Roosevelt Roberts x Vinc Pichel (R$ 3,20)
  • (R$ 1,28) Drew Dober x Marco Polo Reyes (R$ 3,65)
  • (R$ 1,32) Alonzo Menifield x Paul Craig (R$ 3,35)

Card preliminar

  • (R$ 1,32) Ricardo Ramos x Journey Newson (R$ 3,35)
  • (R$ 1,28) Eryk Anders x Vinicius Castro (R$ 3,65)
  • (R$ 1,27) Jordan Griffin x Vince Murdock (R$ 3,70)
  • (R$ 1,28) Jared Gordon x Dan Moret (R$ 3,65)
  • (R$ 1,87) Dalcha Lungiambula x Justin Ledet (R$ 1,87)
  • (R$ 1,57) Emily Whitmire x Amanda Ribas (R$ 2,45)
  • (R$ 1,80) Maurice Greene x Junior Albini (R$ 1,95)

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar