Palpites do Polvo Paulo

Playoffs de Wildcard! Polvo Paulo prevê a primeira rodada da pós-temporada da NFL

Deshaun Watson dos Houston Texans
Foto: AP Photo/Eric Christian Smith

Não existe nada como a pós-temporada da NFL. É uma adrenalina diferente. São os melhores times batalhando pela sobrevivência.

Colts x Texans, Cowboys x Seahawks entram em ação no sábado.  No domingo, teremos os Ravens e Chargers duelando pela segunda vez na temporada e Eagles e Bears batalhando lá no Soldier Field.

Será que os jovens quarterbacks Deshaun Watson, Lamar Jackson e Mitch Trubisky aguentam a pressão no primeiro jogo de playoffs da carreira?

Vamos descobrir.

Lembrando que você pode encontrar o favorito de cada partida e o handicap – de acordo com o Bodog.

Vamos aos palpites!

 

Colts 27 x 24 Texans 

(Texans por 1,5)

Esse jogo é quase impossível de prever. As equipes são rivais de divisão e se enfrentam pela terceira vez na temporada. Os visitantes venceram os dois primeiros jogos por três pontos.

Na primeira partida, Houston conseguiu pressionar bastante o Andrew Luck e até anotou um TD defensivo.  A linha ofensiva dos Colts estava sofrendo com lesões e passava pelo seu momento mais difícil da temporada. Houston venceu na prorrogação.

Os Colts venceram o segundo duelo em Houston por 24 a 21. Duas coisas me chamaram a atenção nessa partida. Andrew Luck foi incrivelmente preciso nos passes, e a defesa arruinou a vida de Deshaun Watson com blitzes precisos.

Os Colts vivem um momento melhor. A defesa foi uma das 3 ou 4 melhores da liga nos últimos 8 jogos, e Luck terminou com 39 passes para TD. Ele jogou em altíssimo nível o ano inteiro e conta com uma ótima linha ofensiva.

E por falar em linha ofensiva, esse é o grande problema dos Texans. Deshaun Watson vem sendo decisivo correndo com a bola, algo que vai ter que se repetir para os Texans vencerem. Ele não pode ficar 3 ou 4 segundos no pocket e esperar bons resultados. Lamar Miller vai ter um enorme peso no placar final.

Sei que é muito difícil vencer dois jogos fora de casa contra um rival na mesma temporada, e é óbvio que J.J. Watt e Watson apresentam um enorme desafio. Mesmo assim, vou de Colts.

 

Cowboys 24 x 22 Seahawks

(Cowboys por 2)

O fator casa vai pesar. Os dois times são muito parecidos e já se enfrentaram, uma vitória dos Seahawks por 24 a 13, em setembro, no Century Link Field. Ambos contam com defesas agressivas e adoram correr com a bola.

A defesa de Dallas faz tudo bem. Ela pressiona o QB, tem uma excelente secundária e conta com dois dos melhores linebackers da NFL: Leighton Vander Esch e Jaylon Smith.

Seattle tem o melhor ataque terrestre da liga e precisa estabelecê-lo para tirar a pressão de Russell Wilson e a baleada linha ofensiva dos Seahawks. Demarcus Lawrence será um pesadelo na vida de Wilson sem um bom jogo corrido.

O diferencial para mim nessa partida é que não vejo os wide receivers dos Seahawks tendo muito sucesso contra os cornerbacks físicos dos Cowboys. Doug Baldwin vai precisar achar um jeito de superar Byron Jones e cia para Seattle ter boas chances.

Além disso, Seattle já se mostrou vulnerável contra o jogo corrido e vejo Dallas correndo bastante com Ezekiel Elliott. Se Amari Cooper aparecer com algumas jogadas explosivas, pode ser uma longa noite complicada para os visitantes.

Agora, sabemos que Russell Wilson é mais experiente e muito melhor que Dak Prescott. Isso pode ser crucial no quarto período.

 

Ravens 23 x 20 Chargers

(Ravens por 2,5)

Esse jogo vai ser espetacular. Baltimore venceu em Los Angeles há duas semanas e agora atua em casa. Os Ravens vêm doutrinando seus oponentes com um ataque terrestre fulminante e uma defesa maravilhosa.

Philip Rivers sofreu bastante na partida contra os Ravens, mas o que pesou mesmo foram as faltas. Os Chargers precisam jogar com disciplina para ter chances em Baltimore.

Além disso, eles precisam de Melvin Gordon. A secundária dos Ravens é muito boa para Rivers ficar no shotgun 50 vezes.

Eu acredito na fórmula dos mandantes: Posse de bola com um bom jogo terrestre e uma excepcional defesa.  Vai estar frio e muito barulhento em Baltimore.  Isso será um grande fator.

Outra coisa, em um jogo competitivo é sempre bom ter um cavalo para dar uns coices. Justin Tucker é um cavalo e ele joga nos Ravens. Um field goal pode fazer a diferença.

Se os Chargers conseguirem parar o jogo corrido de Lamar Jackson e forçá-lo a resolver a parada com o braço, eles vencem. Para isso, Joey Bosa e Melvin Ingram precisam encurralar o atlético QB dos Ravens. Fumbles têm sido um problema para Jackson, e a batalha dos turnovers geralmente decide jogos nos playoffs.

 

Bears 27 x 17 Eagles

(Bears por 6)

Será que Josh Adams consegue correr com a bola contra a melhor defesa terrestre da NFL? Será que Alshon Jeffrey e Nelson Agholor engrenam contra a secundária que mais interceptou bolas em 2018? Difícil.

Nico Foles vai precisar de ajuda.

A vitória dos Eagles só acontece se a linha defensiva perturbar Mitch Trubisky e Zach Ertz brilhar.  Trubisky é limitado e joga nos playoffs pela primeira vez. Se Philly conseguir forçar três turnovers, vence. É possível.

Por que aposto nos Bears? A defesa tem sido muito dominante, especialmente em Chicago. Se Trubisky não brilhar, Jordan Howard e Tarik Cohen podem ser enormes fatores no jogo corrido.

Estou intrigado para ver Doug Pederson e Matt Nagy, dois discípulos de Andy Reid, batalhando. Ambos são criativos e se conhecem muito, muito bem.

Vejo os ajustes de Matt Nagy surtindo mais efeitos. Jogaço!

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar