UFC

Lesão grave tira Thiago Marreta do octógono do UFC até 2020

Thiago Marreta terá de passar por cirurgias e fica fora do UFC até 2020
Foto: Reprodução / Instagram

Depois de protagonizar uma apresentação que pode ser definida como um ato heroico diante de Jon Jones na disputa de cinturão dos meio-pesados no UFC 239, no último sábado (6), em Las Vegas (EUA), Thiago Marreta fez exames para descobrir do que se tratava a lesão que prejudicou sua performance na luta desde os minutos iniciais e descobriu que está com todos (!) os ligamentos de seu joelho esquerdo e do menisco rompidos, além de ter suspeita de lesão também no joelho direito. Ter seguido lutando contra Jones diante de tais condições é de uma bravura quase que sobre-humana.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Segundo o Combate.com, Marreta fez uma ressonância magnética nesta segunda-feira, em Las Vegas. Além das lesões no joelho esquerdo, existe a suspeita de lesão no menisco e rompimento parcial dos ligamentos do joelho direito. Ele deve passar por novos exames e fazer a cirurgia ainda nesta semana, em Los Angeles (EUA). A expectativa é que o brasileiro passe por, no mínimo, oito meses de recuperação.

Péssima notícia para o brasileiro, que aos 35 anos acaba de fazer a luta de sua carreira. Mesmo lesionado desde os minutos iniciais, Marreta declarou que seu joelho estava solto, mas mesmo assim seguiu chutando Jones, oferecendo perigo na luta e por muito pouco não conseguiu destronar a lenda. Inclusive, um dos três juízes laterais viu triunfo do brasileiro.

Saber da gravidade da lesão que Marreta sofreu e teve de suportar dentro do octógono diante de Jon Jones é algo que torna o feito do brasileiro ainda maior. A palavra “guerreiro”, tão usada no mundo das lutas, se encaixa perfeitamente para definir-lo diante do obstáculo que ele enfrentou no cage.

Por outro lado, para um cara que superou tanta coisa em sua trajetória até o topo do mundo das lutas, o que são dois joelhos lesionados diante da proximidade de uma glória eterna, não é mesmo?

Marreta se tornou um ícone do esporte no UFC 239 e provou mais uma vez ser um homem destinado a contrariar os odds, sempre provando ser muito maior do que as pessoas pensam.

O triste é que aos 35 anos ter que passar por oito meses de recuperação que farão com que o brasileiro fique um longo tempo afastado do octógono, é uma péssima notícia. Pra quem gosta de se manter em atividade e fez cinco lutas em 11 meses, Marreta está diante de um novo desafio: a paciência. Mas para quem já superou tanto na vida, isso vai ser moleza.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar