Notícias

Jacaré perde para Hermansson em luta decisiva e se afasta de título do UFC

Ronaldo Jacaré é derrotado por Jack Hermansson no UFC Fort Lauderdale
Foto: Divulgação / UFC

Que sina! Mais uma vez, Ronaldo Jacaré chega a uma luta com a expectativa de chegar a chance pelo cinturão dos médios do Ultimate em caso de vitória e acaba derrotado. Na luta principal do UFC Fight Night que aconteceu em Fort Lauderdale, Flórida (EUA), o brasileiro foi surpreendido por uma grande performance de Jack Hermansson, acabou superado na decisão dos juízes e mais uma vez fica longe de uma chance pelo cinturão da maior organização de MMA do mundo. Hermansson quebrou a banca com louvor!

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

SAIBA COMO LUCRAR COM AS LUTAS DO UFC

É claro que o instinto natural muitas vezes é olhar o copo meio vazio e criticar a performance de Jacaré, que curiosamente não tentou derrubar Jack para trabalhar seu jiu-jitsu de alto nível, pareceu cansado em boa parte da luta e acabou abalado em diversos momentos pelos golpes do rival. Mas é preciso exaltar a apresentação de Hermansson, que apenas 28 dias depois de finalizar David Branch, pisou no octógono para fazer a luta principal do show com Jacaré de última hora e mostrou ser uma força dentro da categoria dos médios.

Com cerca de 15cm de vantagem na envergadura, Jack trabalhou muito bem a distância contra Jacaré, que em diversos momentos, especialmente nos dois primeiros rounds, teve dificuldade para encontrar a distância para atacar. O brasileiro quase foi nocauteado no primeiro assalto quando tentava encurralar o sueco e no segundo round foi surpreendido por uma derrubada que o fez ficar de costas no chão sob uma chuvas de golpes no ground and sound.

O melhor momento de Jacaré foi no terceiro round, quando o brasileiro pareceu “acordar” para a luta e foi superior na trocação. O problema foi que o capixaba não conseguiu manter o ritmo e Jack voltou a crescer nos momentos finais da luta, se saindo bem tanto de pé quanto no chão.

Hermansson surpreendeu pela ousadia de colocar Jacaré para baixo e sua superioridade também na trocação. O sueco radicado na Noruega provou viver grande fase e merece agora figurar na parte de cima do ranking oficial dos médios. Antes décimo colocado na lista, ele deve subir bem depois de bater o brasileiro, que era o quarto. Jacaré certamente irá despencar.

É a quarta vez que Jacaré perde uma luta decisiva que pode alçá-lo a uma chance ao título. Yoel Romero, Robert Whittaker, Kelvin Gastelum e agora Jack Hermansson foram os responsáveis por adiar o sonho do brasileiro de disputar um cinturão do UFC.

Jacaré agora volta para o fim da fila e terá de se reinventar se quiser seguir sonhando com o título. O problema é que aos 39, o brasileiro colocou muita coisa em risco – e perdeu – na luta contra Hermansson. Ele tinha em mãos a promessa de uma chance pelo cinturão. Agora, não poderá reclamar. Ele aceitou a luta contra Jack sabendo dos riscos.

Uma pena. Jacaré talvez encerre a carreira dentro da lista dos melhores lutadores que já passaram pelo UFC, mas nunca tiveram uma chance pelo cinturão da organização. Só depende dele seguir buscando o sonho ou jogar a toalha. Embora esteja perto dos 40, há quase seis anos no UFC, o brasileiro segue mostrando que luta em alto nível e vai dar trabalho a qualquer rival que colocarem à sua frente. A questão é que para um lutador que sonha a tanta tempo com a chance pelo título, voltar ao fim da fila e entender que vai levar tempo e alguns resultados positivos para voltar a discussão do cinturão, é uma frustração tamanha. Mais uma.

Que Ronaldo Jacaré tome a decisão que mais lhe agrada. Com ou sem cinturão, o brasileiro é uma lenda do MMA e merece todo respeito do mundo das lutas por sua carreira, perseverança, talento e coração.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar