Humor

Humor: Anfitrião

O Internacional bem que tentou mas sua estratégia de voltar a Porto Alegre com um empate para definir a vaga nas semifinais da Copa Libertadores em casa foi por terra. Anfitrião que não gosta de gentilezas com os convidados, o Flamengo terminou o duelo desta quarta-feira no Maracanã com 70% da posse de bola e grande domínio sobre o adversário – conforme mostramos aqui.

A estratégia do Internacional nem era das piores. Bem organizado defensivamente, fazia sentido o estratagema colorado de resolver a classificação no Beira-Rio – onde tem sido muito forte em 2019. Mas Bruno Henrique, feliz da vida com a convocação para a seleção brasileira, estava pouco se lixando para os planos de Odair Hellmann e seu time. Sem nenhuma cerimônia – ou cortesia – o atacante resolveu a vida do Flamengo no segundo tempo, abrindo o placar aos 29 minutos e, fazendo o segundo aos 33, quando o Internacional ainda tentava se reencontrar em campo para buscar o empate.

E ficou barato: Gabigol perdeu o terceiro no final do jogo numa clara demonstração de gentileza com o viistante que não merecia uma surra colossal. Em agradecimento à gentileza do centro-avante rubro-negro, Nico López fez o grande favor de perder o gol que diminuiria o prejuízo colorado no finalzinho da partida.

Evidentemente, nada está definido e o Saci tem condições de vencer o Urubu por 2 a 0 e levar a decisão da vaga para os pênaltis. Mas com Bruno Henrique em estado de graça, precisando apenas de meia bola para marcar gols, vai ser difícil. Muito difícil.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar