Brasileirão Série A

Corinthians perde mais uma e está fora do G-6; rodada pode terminar com o Fluminense no Z-4

Timão em queda-livre

Derrota em Alagoas escancara a crise entre técnico, elenco e diretoria dentro do Corinthians

Foto: Itawi Albuquerque/AGIF/Estadão Conteúdo/Reprodução

A 29ª rodada do Campeonato Brasileiro ainda nem terminou e os bastidores de alguns grandes vão esquentando. Em Alagoas, o Corinthians mais uma vez fez um jogo apático e a derrota por 2 a 1 para o CSA lançou o alvinegro em uma série de sete jogos sem vitórias e estacionado nos 45 pontos, foi ultrapassado pelo Grêmio que assumiu a sexta colocação ao vencer o Vasco por 3 a 1. O Timão ainda pode fechar a rodada na oitava colocação, dependendo do resultado do jogo entre Internacional x Athletico-PR. O São Paulo também se deu mal: manteve a “freguesia” no Allianz Parque e perdeu por 3 a 0 para o Palmeiras. Em Minas, o Atlético-MG fez mais um jogo digno de pena e derrotado por 2 a 0 pela Chapecoense, se aproximou do Z-4 (apenas seis pontos separam o Galo, 13º colocado do CSA, o 17º). Falando em Z-4, derrotado pelo Ceará o Fluminense pode fechar a rodada dentro da zona da degola caso o Cruzeiro vença o Botafogo no fechamento da rodada nesta quinta-feira.

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$600

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

100%

ATE

$1,000

Saque em 1-2 - Dias

Mais uma rodada desastrosa para Corinthians, Atlético-MG, São Paulo e Fluminense

CSA 2 x 1 Corinthians

Reflexo da apatia de Fábio Carille, o Corinthians repetiu o péssimo futebol que marca a equipe nesta reta final de Campeonato Brasileiro e a derrota por 2 a 1 para o CSA no estádio Rei Pelé aumentou para sete a série de jogos sem vitórias do Timão. Sem vibração, criatividade ou variação tática, o alvinegro saiu atrás no placar após Apodi deixar Fágner na saudade e bater forte para o fundo do gol de Cássio ainda no primeiro tempo. Pedrinho (que resumia toda a criatividade do meio-campo do Timão em seus pés), antes do intervalo, deixou tudo igual. Mas a bola pune e a preguiça da equipe paulista foi castigada com o gol de Rodrigo Bueno aos 34 do segundo tempo. Resultado que além de confirmar nossa dica de aposta, mandou o Timão para fora do G-6 e mostrou que a paciência do presidente do clube, Andrés Sanchez, com o elenco que foi montado com participação direta dele, chegou ao limite. Sobre a situação do treinador, Sanchez afirmou após o jogo que Carille segue técnico, mas a verdade é que é quase certo que ele não seguirá no Parque São Jorge em 2020.

Palmeiras 3 x 0 São Paulo

O Palmeiras manteve o tabu de nunca ter perdido para o São Paulo no Allianz Parque e levou para nove o número de jogos invicto com este mando – oito vitórias e um empate. Defensivamente perdido, o Tricolor não conseguiu controlar o volume de jogo dos donos da casa (que fizeram sua melhor partida sob o comando de Mano Menezes). O tricolor assustou mesmo apenas em uma finalização de Vitor Bueno aos 28 minutos enquanto que o Palmeiras foi para os vestiários vencendo por 2 a 0 – Bruno Henrique aos 11 e Felipe Melo aos 41. Precisando reverter a desvantagem, Fernando Diniz mandou seu time ao ataque e deixou a defesa (que não fazia boa partida) ainda mais exposta. Como resultado, além de não conseguir levar perigo ao gol de Weverton, o São Paulo sofreu o terceiro aos 11, cortesia de Gustavo Scarpa após grande passe de Zé Raphael. O resultado diminuiu para sete pontos a vantagem do Flamengo para o Palmeiras – mas o líder do Brasileirão ainda joga nesta quinta-feira contra o Goiás. O São Paulo, por sua vez, segue na quarta posição, dois pontos à frente do Grêmio e três atrás do Santos que também joga hoje e pode abrir uma vantagem de seis pontos.

Ceará 2 x 0 Fluminense

Superior durante quase todo o jogo, o Ceará foi melhor no confronto direto com o Fluminense na luta contra o Z-4. No “jogo de seis pontos” o Vozão abriu o placar logo no início do primeiro tempo com Bergson e, mais organizado, não teve grandes dificuldades para segurar o nervoso e desorganizado tricolor que pouco ameaçava a meta dos donos da casa. Para o segundo tempo, o técnico Marcão mexeu no time e trocou Nenê e Marcos Paulo por Wellington Nem e João Pedro que se aproveitaram do recuo dos donos da casa para pressionarem nos últimos 45 minutos mas, sem sucesso. Nos acréscimos, Mateus Gonçalves fez o segundo do Ceará que se afasta um pouco do Z-4 e pode ver a equipe das Laranjeiras cair para a zona da bagunça – basta que o Cruzeiro vença o Botafogo na noite desta quinta-feira.

Atlético-MG 0 x 2 Chapecoense

A vitória da Chapecoense por 2 a 0 na noite da última quarta-feira deu a Vagner Mancini sua segunda derrota seguida no comando do Atlético-MG. O jogo até que foi movimentado com chances para ambas as equipes, mas o gol da Chape logo aos cinco minutos do primeiro tempo bagunçou a estratégia atleticana para o jogo. Sem conseguir aproveitar as chances que criava, o Galo voltou para o segundo tempo tentando o empate mas Everaldo ampliou aos quatro minutos. Aos 19, DiSanto cobrou pênalti, mas Tiepo defendeu e manteve os donos da casa no zero. Igor Rabelo, pouco depois, diminuiu, mas o VAR anulou. No final, um resultado que ajuda um pouco a Chape em sua luta para sair do Z-4 e empurra o Galo para mais perto da zona da bagunça (apenas seis pontos separam o Galo, 13º colocado do CSA, o 17º).

 

Grêmio e Fortaleza vão bem

Vasco 1 x 3 Grêmio

Se aproveitando de um Grêmio engessado na saída de bola, o Vasco abriu o placar em São Januário no início do primeiro tempo: Guarín arriscou a cobrança de falta e Paulo Victor aceitou. Atrás no placar, o tricolor seguiu “dominado” até os 30 minutos da etapa inicial quando Renato Gaúcho tirou o amarelado Michel, abriu mão de jogar com dois volantes de contenção e mandou Pepê para o jogo. O atacante não decepcionou e deixou tudo igual ainda no primeiro tempo. Na etapa final, mais organizado, o Imortal engoliu o Vasco e com gols de Everton e Luciano fechou a fatura, chegou aos 47 pontos e assumiu a quinta colocação do Brasileirão (podendo ser ultrapassado pelo Internacional que joga nesta quinta-feira e pode chegar aos 48 pontos).

Avaí 1 x 3 Fortaleza

Jogando na Ressacada, o Fortaleza não teve muito trabalho para superar o Avaí – lanterna do Brasileirão –, chegar ao seu terceiro jogo de invencibilidade, alcançar os 35 pontos e entrar de vez na luta por uma das vagas à Copa Sul-Americana. Paulão, Romarinho e Wellington Paulista marcaram para o tricolor enquanto que Vinícius Araújo descontou para os donos da casa que, sem vencerem há nove rodadas – oito derrotas e um empate –, precisam, segundo matemáticos, de um aproveitamento de 100% nas últimas nove rodadas do Brasileirão para escapar do rebaixamento. Muito, mas muito difícil.

 

Fechando a 29ª rodada

Veja aqui os palpites e prognósticos do Ganhador para os jogos que fecham a 29ª rodada do Campeonato Brasileiro nesta quinta-feira, dia 31.

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.