Copa América

Com Messi apagado, Argentina é a grande decepção da Copa América; favoritos, Brasil e Uruguai goleiam

De novo

Mais uma vez a Argentina depende apenas de Messi e mais uma vez começa mal uma competição.

Foto: Getty Images / Reprodução

Imaginava-se que a estreia da Argentina contra a Colômbia na primeira rodada do Grupo B da Copa América seria complicada, sim. O que não se imaginava, porém, era que o time, 100% dependente do talento de Messi, falhasse tão miseravelmente nas muitas chances de gol que produziu durante o segundo tempo. Enquanto que Brasil e Uruguai – outros dois candidatos ao título – não tiveram problemas para confirmar seu favoritismo contra Bolívia e Equador, respectivamente, a Argentina não conseguiu fazer valer seu talento (também conhecido como “fator Messi”) para impedir a derrota por 2 a 0 contra os colombianos. O resultado, no final das contas, mostra que o caminho a ser percorrido pelo técnico Lionel Scaloni é longo – e talvez ele nem tenha tempo de percorrê-lo dependendo do resultado final da equipe argentina nesta Copa América.

Com a bola rolando o que se viu foi um reflexo daquilo que os odds apontados pelas principais casas de apostas para este jogo davam a entender: uma partida de relativo equilíbrio com ligeiro favoritismo para a Argentina que tinha Messi em campo – e como todos sabem, quem tem Messi começa ganhando por 0,5 a 0. Mas o fato é que, nos primeiros 45 minutos, a Colômbia mandou prender e soltar dentro de campo e com uma marcação eficiente em cima de Messi abortou toda e qualquer tentativa de ataque argentino – que não conseguia ver opções de jogo que não envolvessem “passar a bola pelos pés” do camisa 10. Com isso, os colombianos chegaram perto do gol com Martínez, aos 15, com James Rodriguez, aos 29 e aos 34 e com Falcão ao final do primeiro tempo. O goleiro colombiano Ospina, pouco (ou nada) trabalhou no primeiro tempo.

A Argentina voltou muito melhor para o segundo tempo e empilhou chances de gol desperdiçadas com Messi, Paredes, Aguero e Otamendi até que aos 25 minutos, James Rodriguez lançou Martínez que após um corte, bateu forte e sem chances de defesa para Armani: Argentina 0 x 1 Colômbia. O gol esfriou a reação argentina e Zapata, aos 40, deu números finais ao duelo que ligou as tradicionais cornetas argentinas, derrubou nossos prognósticos e trouxe a velha máxima de que “Messi na seleção não joga metade do que joga no Barcelona” – mas, verdade seja dita, na seleção ele nunca contou com a ajuda de atletas do nível do Barcelona.

Melhores sites de apostas

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+4

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$150

Bônus

+3

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

Transmissão

ao Vivo

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$200

Bônus

+2 More

Saque em 1-2 - Dias

Saque em

1-2

Dias

R$777

Bônus

+8 More

Saque em 1-2 - Dias

Brasil e Uruguai goleiam e confirmam o favoritismo

Grupo A – Brasil 3 x 0 Bolívia

Após um primeiro tempo sofrível que rendeu vaias da torcida no Morumbi, a seleção brasileira voltou melhor disposta no segundo e com dois gols de Philippe Coutinho e um de Éverton – que entrou no decorrer da partida – cumpriu com sua obrigação, confirmou o seu favoritismo e venceu com autoridade a seleção da Bolívia por 3 a 0 – placar que confirmou nossa dica de aposta de um jogo abaixo dos 3,5 gols e deu um retorno de 1,83 por 1,00 (ou R$ 83,00 de lucro em uma aposta de R$ 100,00, segundo o Bodog).

Grupo C – Uruguai 4 x 0 Equador

O Uruguai mostrou quem mandava no jogo do Mineirão logo aos cinco minutos do primeiro tempo quando Lodeiro, um dos principais nomes do jogo, abriu o placar. Seria ele também o responsável pela expulsão do lateral-direito Quintero que, na metade do primeiro tempo, acertou o braço no rosto do uruguaio. Após consulta ao VAR, o árbitro brasileiro Anderson Daronco trocou o cartão amarelo inicial pelo vermelho e mandou o equatoriano mais cedo para o chuveiro. Com um à mais em campo não demorou para o Uruguai achar o segundo gol com Cavani em um lindo voleio e, depois, chegar aos 3 a 0 com Suárez em lance de puro oportunismo. Com o jogo ganho, a Celeste diminuiu o ritmo no segundo tempo e arriscou-se menos no ataque. Em uma avançada, aos 33 minutos, Mina se atrapalhou e mandou contra o próprio gol o passe de Pereio para o ataque. 4 a 0 sem surpresas que confirmou nossa dica de aposta de vitória uruguaia sem sofrer gols a 2,50 por 1,00 (ou um retorno de R$ 250,00 em uma aposta de R$ 100,00, segundo números do Bodog).

 

Venezuela e Peru decepcionam; Catar surpreende

Grupo A – Venezuela 0 x 0 Peru

De nada adiantou pôr em campo a experiência dos artilheiros Paolo Guerrero (Peru) e Rondón (Venezuela). O que valeu mesmo no jogo entre Venezuela e Peru na Arena do Grêmio foi o talento do goleiro venezuelano Fariñez – tido como alvo do Barcelona –, que fechou o gol e evitou que os peruanos conquistassem os três pontos na estreia. Não que o Peru não tenha feito gols. Fez, na falta de um, dois com González e Farfán (um em cada tempo). Mas ambos foram, corretamente, anulados com o auxílio do VAR. Em resumo, um empate marromeno que ficou melhor para a Venezuela – que jogou com um a menos desde os 28 do segundo tempo após a expulsão de Mago – e serviu apenas para derrubar nossos palpites para este jogo.

Grupo B – Paraguai 2 x 2 Catar

Como era de se esperar, o Paraguai tentou impôr seu jogo logo no início e aos dois minutos do primeiro tempo, Cardozo cobrou o pênalti cometido pelo zagueiro português Pedro (naturalizado catari) e colocou os paraguaios na frente. O Catar demorou a se reencontrar em campo e aos 15 minutos o camisa 10 Al-Haydos perdeu um gol incrível. O erro, entretanto, injetou ânimo nos cataris que partiram para cima e começaram a dar trabalho ao goleiro Gatito Fernandez. O 1 a 0 no primeiro tempo pareceu muito injusto. No começo do segundo tempo, Derlis González ampliou aos 10 minutos. Melhor em campo apesar da desvantagem no placar, o Catar diminuiu com Almoez Ali  aos 22 minutos em linda finalização de fora da área. Aos 31, Khouki deixou tudo igual – e ficou barato: surpreendentemente melhor durante quase todo o jogo, faltou ao Catar experiência para conseguir a virada no placar. No final, um resultado justo que contrariou a imagem de “time que veio à passeio” do Catar e confirmou nossa dica de aposta para um jogo com mais de 2 gols a 1,83 por 1,00.

 

Chile x Japão fecham a primeira rodada

Chile e Japão se enfrentam hoje, dia 17, a partir das 20 horas no encerramento da primeira rodada dos grupos da Copa América e você pode conferir aqui nossas dicas de apostas que podem aumentar suas chances de lucro com este duelo.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar