Curiosidades

Votação popular elege gol de Manuel Negrete o mais bonito de todas as Copas

Foto: Peter Robinson/EMPICS via Getty Images

FIFA divulgou resultado na segunda-feira, 09 de abril

A FIFA havia selecionado 32 golaços anotados ao longo de todas as fases finais de Copa do Mundo. Através da internet, os torcedores foram elegendo, em formato de mata-mata, qual golaço deveria seguir adiante no concurso. O tento de voleio do meio-campista mexicano Manuel Negrete marcado contra a Bulgária pelas oitavas de final do Mundial de 1986 prevaleceu. Confira abaixo alguns destes gols que encantam e emocionam até hoje.

 

Contexto

O México substituiu às pressas a Colômbia como sede do Mundial de 1986. Os sul-americanos estavam arrasados pelo forte terremoto que atingira o país. A nação da América do Norte tornou-se então o primeiro país a receber duas vezes a festa do futebol.

Foram doze palcos escolhidos para receber as partidas: Azteca e Universitário, na capital; Guadalajara, Puebla, Querétaro, San Nicolás de los Garza, Monterrey, Nezahualcoyoti, Toluca, Irapuato, León e Zapopan.

A Tri caiu na chave B, que tinha Bélgica, Paraguai e Iraque. Os anfitriões passaram em primeiro com vitórias sobre os europeus e sobre os asiáticos, além de um empate contra os sul-americanos.

Veio o jogo contra a Bulgária…

 

O gol

Diante de 114.580 pagantes no Azteca, o México encarou a Bulgária pelas oitavas de final. Os búlgaros haviam empatado com a Itália e com a Coreia do Sul e só haviam perdido da Argentina.

Aos 34’ do primeiro tempo, Manuel Negrete tabelou pelo alto e acertou um voleio no canto do goleiro Borislav Mihaylov. Inacreditável! Confira o vídeo abaixo, a partir dos 44 segundos.

Aos 16’ do segundo tempo, Raul Servin fez o segundo e decretou a classificação mexicana. A Plaza del Angel, no centro da capital, foi tomada por milhares de torcedores e bandeiras para festejar a classificação.

Nas quartas de final, o México seria eliminado pela Alemanha Ocidental, após uma intensa batalha que terminou nos pênaltis.

 

Brasil em segundo

O gol de Éder contra a União Soviética em 1982 ficou com a medalha de prata, de acordo com a votação popular. O lateral-esquerdo brasileiro pegou de primeira um chute de longa distância. O tiro foi uma bomba que o bom goleiro Rinat Dasayev não pôde fazer nada. Aliás, o soviético nem se mexeu. Foi o tento da vitória tupiniquim na estreia daquela Copa. O Brasil ganhou por 2 a 1, de virada. Confira o lance abaixo, a partir dos 40 segundos.

 

Outros 30 gols

Como dito anteriormente, a votação da FIFA colocou frente a frente 32 gols. Além de Éder, outros sete gols brasileiros estiveram na disputa: Pelé, em 1958, contra a Suécia; Nelinho, em 1978, contra a Itália; Josimar, em 1986, contra a Irlanda do Norte; Carlos Alberto, em 1970, contra a Itália; Edmílson, em 2002, contra a Costa Rica; Sócrates, em 1982, contra a União Soviética; e Ronaldinho Gaúcho, em 2002, contra a Inglaterra.

 

Copa de 2018

E quais serão as memórias, os golaços, os lances, as polêmicas e os artilheiros que o Mundial da Rússia nos deixará na memória? Na semana passada, publiquei um texto dedicado a dez golaços, em especial à bicicleta de Cristiano Ronaldo contra a Juventus. Ele é um dos prováveis goleadores da Copa do Mundo e é capaz de nos encher de alegria com um ou mais golaços. Confira o texto aqui.

 

Comentários

Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.